Vamos falar de


quinta-feira, 26 de janeiro de 2006

Fumar ou não fumar? Eis a questão!!


É certo que fumar mata, tal como beber em excesso, tal como comer "mal", tal como ter uma vida sedentária!! O que é certo é que agora é "moda" proibir fumar nos locais de trabalho. Eu concordo, só acho é que, tal como os não fumadores, os fumadores também merecem ser respeitados nas suas escolhas! Concordaria muito mais, se por exemplo, nos locais de trabalho onde não se pode fumar, houvesse um compartimento (com janela de preferência) onde se pudesse fumar! Porque os fumadores sabem, que quando não se pode fumar é quando mais apetece, afinal o fruto proibido é sempre o mais apetecido! E é sabido, que se o fumador entra em stress por falta de Nicotina, a sua produtividade não será a mesma! O que me dizem a este respeito?

47 comentários:

  1. Fumar mata, de facto! A sua proibição nos locais de trabalho deve ser acompanhada de medidas que respeitem quem fez a opção de fumar. Tal como o que acontece nos restaurantes (ou deveria acontecer!).
    Quem fuma fez uma escolha que deve ser respeitada. Quem não fuma também! Passa por questões culturais, sociais e, sobretudo, pessoais.

    ResponderEliminar
  2. A questão do tabaco parece-me bastante cíclica. O Estado Português impõe medidas para redução do número de fumadores, como esta da proibição de fumar nos locais de trabalho, o aumento do preço do tabaco, e afins. Mas certamente, o Estado é o principal beneficiário deste vício dos portugueses! Que percentagem do valor do tabaco reverte a favor do Estado denominada "impostos"??!? E o que é feito com estes impostos? E depois, que valores não são gastos em campanhas publicitárias, equipamentos, instalações e reponsáveis de saúde para combater todos os malefícios e doenças que o tabaco acarreta?

    ResponderEliminar
  3. Burros somos nós que damos dinheiro a ganhar com um maldito vicio que nos persegue, juro...
    ele não será mais fote que eu.

    ResponderEliminar
  4. Segundo os últimos dados da execução orçamental (reportados ao mês de Novembro), só o imposto sobre o tabaco já deu aos cofres do Estado uma receita de 1191 milhões de euros, uma subida de 27,5 por cento, face ao registado no período homólogo de 2004, e que representa a maior subida de receita no conjunto dos impostos directos e indirectos. (in Correio da Manhã)

    A decisão de subir gradualmente as taxas do imposto a pagar pelo tabaco foi anunciada pelo Governo de José Sócrates durante a apresentação do Orçamento Rectificativo deste ano.

    Contas feitas, o maço passa a custar entre 2 euros e 75 e 2 euros e 90 cêntimos para a maior parte das marcas.

    O Estado espera desta forma arrecadar mais 180 milhões de euros. Até 2009 os impostos sobre o tabaco vão continuar a subir.

    Nessa altura, cada maço deverá custar cerca de 5 euros. (in Sic)

    ResponderEliminar
  5. Eu fumo ha varios anos, e penso o tempo todo em deixar de fumar, no entanto, sinto cá uma inveja quando vejo idosos a fumar!
    Que sorte chegar a velho e continuar a fumar, é que infelizmente não é para todos os pulmões!

    ResponderEliminar
  6. É verdade... não é para todos os Pulmões... d cada vez mais, não é para todas as carteiras :)

    ResponderEliminar
  7. O mais grave desta nova lei do tabaco é que está a iniciar um ciclo de tráfico de tabaco!!! Já foram publicados em vários jornais e revistas artigos acerca de tráfico de tabaco no nosso país, especialmente na região norte.
    Eu concordo em que existam zonas específicas para fumadores e para não fumadores, mas meus amigos "nem tudo ao mar, nem tudo á terra", noutros países essa proibição já está a atingir proporções exageradas. Esperemos que o nosso governo tenha o bom senso de não exagerar!?

    ResponderEliminar
  8. Fumar mata. Mas tambem mata andar na linha de um comboio. É uma questão de tempo.

    ResponderEliminar
  9. Em primeiro lugar penso que o elevado aumento dos impostos sobre o tabaco faz sentido, pois alem de aumentar a receita do estado, pode ser o factor que ajuda algumas pessoas a tomar a decisão de deixar de fumar, e nesse sentido terão sido úteis.
    Eu deixei de fumar quando decidi que não queria fumar mais, pois fumar já se tinha tornado num vicio e não num prazer como inicialmente, pelo que tomei a decisão, no entanto quando quero, fumo por prazer, especialmente depois de uma boa refeição, e a seguir posso ficar sem fumar um mês.
    Apesar de não ser fumador, acho que devemos respeitar igualmente os fumadores, e não cair no ridículo de os considerar uns mal feitores, e sou completamente a favor que o possam fazer nos restaurante, pois è em cima da refeição que dá mais prazer fumar, são os restaurantes que tem de criar as condições de extracção de fumos.

    ResponderEliminar
  10. Pah, andar a mastigar pastilhas elásticas com nicotina, Como se vende nas farmácias sera uma boa solução?? Não morre de fumo, morre com uma carga de diabétes em cima.

    ResponderEliminar
  11. Não fume p'la sua saúde
    Guarde o dinheiro do tacaco
    Vá o vício fique a virtude
    antes forte do que fraco.

    xicozé

    ResponderEliminar
  12. Eu deixei de fumar há alguns meses, já nem sei ao certo, mas a verdade é ainda hoje dou por mim a procurar o maço de tabaco ou o isqueiro no bolso...”é o bichinho!!!”
    Mas como costumo dizer eu só fui viciado em tabaco no dia que comecei a deixar de Fumar, até esse dia, durante MUITOS anos, sempre pensei que era algo que eu controlava!
    Mas também não me tornei um antitabagista por isso, acho que cada um tem o direito de tomar as suas opções! Responsável das suas acção, e acarretando com as responsabilidades... E uma das formas de ser responsabilizado é pelo preço, afinal os cuidados de saúde aos quais nos estamos a arriscar necessitar também são caros...
    Geralmente é unânime considerar os diagnósticos e os números “chatos”, mas:

    25 a 30% da totalidade dos cancros relacionam-se com o tabaco;
    O tabaco contribui para o desenvolvimento de doenças respiratórias que podem ser graves e mortais, tal como 80% das situações clínicas de doença pulmonar crónica obstrutiva;
    O tabaco constitui factor de risco importante de doenças vasculares arteriais: coronárias, cerebrais da circulação periférica.
    (20% da mortalidade, por doença coronária, deve-se ao tabaco.)

    Em Portugal, calcula-se que 20 a 26% da população fuma e entre 1970 e 1995, o consumo do tabaco aumentou mais de 150%.
    Não sou a favor de marginalizar ou ter algum tipo de acção discriminatória para com os fumadores como eu fui, devem ser respeitadas as opções! Mas o Estado neste tipo de casos não pode ser complacente...
    Acho que quem quer manter o vício vai ter de se sujeitar!
    Ninguém vai ser obrigado o deixar de fumar, mas se o quiser fazer vai ter de se sujeitar as regras, pois um dia pode vir a necessitar das contrapartidas!!!


    p.h.
    (parece que isto ficou um pouco longo....)

    ResponderEliminar
  13. Fumar ou não fumar?
    Eu não fumo e entendo que todos à minha volta não deverão fumar, por consequência proíbo quem está à minha volta de o fazer e até sugiro a aplicação de sanções (isto a opinião do Snr. Presidente da Câmara ao proibir os funcionários de fumar nos edifícios municipais)
    Não creio que com esta medida tivesse reduzido o número de fumadores, eles são os mesmos, adultos, sabem o que fazem e não é por os impedirem de fumar que deixarão de o fazer.
    É certo que é uma medida que pelos bons princípios zela pela saúde dos funcionários, mas porque não proibir também de beber água que está dentro de bidons ao sol durante um dia inteiro e que deita cá um pivete às vezes... essa água não é má para a saúde? os que não fumam também a bebem...
    Em minha opinião todos devem ser respeitados, fumadores e não fumadores, se é certo que o tabaco mata... vou deixar de fumar para ver se não morro (tenho pena dos que morrem tão cedo, ainda novinhos com uma doença qualquer e que nunca provaram um cigarro, nem o cheiro.
    O lema é o seguinte - todos temos de morrer um dia e não há desculpas para a morte - no dia em que nasceste ficou logo marcado o dia da tua morte a isso não podes fugir, podes adiar o que já está marcado? não me parece!!!!

    ResponderEliminar
  14. Quer a "maria" então dizer que por não fumar não permite que ninguém se aproxime com um cigarro na mão! E a seguir vai lavar os temperos para o almoço com água carregada de cianobactérias ?
    A "maria" que me permita mas parece-me que a sua intervenção tem algo de extraordinário, que mereçe 1 reflexão da sua parte: - a "maria" está ou não de acordo com a medida em causa ??, não deu para perceber. Que está de acordo com as sanções já sabemos mas e de acordo com a medida está, com o Sr. Presidente ?, ou com os seus colegas?
    Sabe "maria" já um grande pensador disse certo dia "nunca apliques leis que não podes fazer cumprir". Deu pra perceber ?!
    A "maria" faz mal em estar do lado de quem manda e não do lado dos colegas porque algumas cadeiras vão mudando de rabo, outras nem tanto ...
    Oiçam lá umas coisas:
    - a entrada em vigor do novo código da estrada reduziu as multas de velocidade? - não, pelo contrário as multas de velocidade têm vindo a aumentar!
    - e em relação ao álcool cada vez são maiores os números dos apanhados com uma valente bebedeira!
    Estamos a falar de questões culturais, e nem a "maria", nem o "manel", nem presidente da câmara nem ministro estão em condições de neutralidade para tratar um fumador como tratarão um não fumador. Tudo dependerá de neste caso se se fuma ou não, no caso do álcool, se se bebe, etc! Na minha opinião o nome para isso é discriminação!!!!! E não me digam que quem tomou essa atitute está preocupado com a saúde dos funcionários!!! Deus seja louvado, se assim fosse comprava uns kitts de pensos de nicotina para quem quisesse em vez de proibir! Isso é simplesmente uma prova de PODER ! Que resultará com alguns "merdas" lambe botas, mas com outros nem por isso porque sabem o que querem há muitos anos e não é "A" nem "B" que lhes vem exigir contas. Estamos a descambar para UMA DEMOCRACIA MUITO FASCISTA ! Vamos todos estar atentos à qualidade da água, dos serviços prestados, da rede viária, dos esgotos, para perceber se o exemplo é pra todos os sectores !?

    ResponderEliminar
  15. question mark?27/01/06, 11:44

    @Satanhoco
    Concordan-se ou não, os meus parabéns pelo seu trabalho de casa. vê-se que estudou o assunto, fornecendo dados, esclarecendo. Um blog é isso mesmo: troca de conhecimentos, experiências, informação

    @Maria
    Ao que me informaram e você saberá, os cinco elementos que compôem o executivo da sua câmara, são não fumadores. Há até quem, há muito, venha exibindo fundamentalismos nessa e noutras áreas. É-lhes bastante fácil adoptar uma medida destas. Até porque é a antecipação a uma lei geral da República que vai entrar em vigor um destes dias.
    Esta medida só trouxe alguma notoriedade mediática.
    A politica e os politicos também vivem disso.
    É um bom exemplo do politicamente correcto de que tanto se fala hoje.

    Eu não fumo, mas como eu, os fumadores têm iguais direitos como qualquer cidadão. Não são uma espécie à parte. São pessoas, até com mais problemas de saude e dependências. Embora sendo um problema deles, é preciso ajudá-los. Mas não criando proibições e pressão psicológica. É, a meu ver, um mau caminho.
    "Cercá-los" só os leva a fumar mais. É a natureza do ser humano.

    ResponderEliminar
  16. question mark?27/01/06, 11:53

    @papo-amarelo
    estavamos a comentar ao mesmo tempo e portanto não li o que escreveste.
    No geral concordo com o que dizes discordando da forma.
    Quanto à qualidade dos outros serviços?! Aí acho que são outros temas, bem pertinentes e que podem merecer forum próprio para debate.
    Alguém que os traga à cena.

    ResponderEliminar
  17. Caro papo-amarelo
    Creio que não leu com atenção o meu comentário.
    Por acaso eu faço parte desse "reduzido" número de fumadores... uma excluída portanto dos gabinetes e obrigada a fumar na rua.
    Não posso estar nem de acordo com a medida, nem de acordo com as sanções.
    Sempre respeitei os não fumadores e evitei sempre fumar numa sala onde só estivessem não fumadores... e não entendo porque é que os não fumadores não respeitam os fumadores.
    E como referi na minha primeira intervenção a medida tomada não veio diminuir o número dos funcionários fumadores nem aumentar o seu rendimento... antes pelo contrário...enquanto eles fumavam à secretária sempre iam trabalhando - agora tem que ir para a rua fumar "o trabalho que espere".
    E como diz o ditado "o fruto proibido é sempre o mais apetecido" passam-se pelos menos alguns minutos a fumar num dia de trabalho de 7 horas - Para bom entendedor...

    ResponderEliminar
  18. Eu estou um bocado pasmado. Eu fumo uns cigarrinhos por dia. Já fumei mais. Mas nunca, repito, nunca obriguei ninguem a levar com o meu fumo, ainda mais no meu local de trabalho.
    Concordo plenamente com a proibição de fumar nos locais de trabalho. Quem deve ser respeitado são os não fumadores, os fumadores tem que se desenrascar.
    Querem fumar, muito bem, na rua, nunca em espaços fechados onde obriguem os outros a serem fumadores passivos.

    ResponderEliminar
  19. Perfeitamente de acordo @Rambinho...não devemos impingir aos outros o nosso fumo.
    Fume quem quiser, sem incomodar ninguém... e devemos respeitar o espaço de cada um, mas daí a tratar os fumadores como uns "excluidos" da sociedade ou "persona non grata" é um pouco repressivo não acha?
    Por este andar quem for apanhado a fumar até na rua porque polui a atmosfera é recambiado para o Tarrafal a pão e água.
    Será que não há nada pior do que fumar umas mortalhas com nicotina e alcatrão e outras coisas que tal?
    Olhe que há...

    ResponderEliminar
  20. não sei se para vós tem grande interesse ou não.. mas eu andei a "brincar com os números":
    se um fumador "normal" fumar 1 maço de tabaco por dia, gastará cerca de 2,40€ por dia... se multiplicarmos este valor pelos 30 dias do més, dá 72€...
    na minha opinião, dá que pensar...
    abraços
    markus

    ResponderEliminar
  21. @Rambinho, fuma e nunca obrigou ninguém a respirar o seu fumo??Onde é que fuma? dentro de uma "bolha"?

    ResponderEliminar
  22. Eu concordo que não se fume nos respectivos gabinetes, ou qualquer outro local de trabalho! Mas também não concordo que os fumadores tenham que fumar na rua! Uma salinha resolvia o problema!!!

    ResponderEliminar
  23. Li2, eu confesso.
    Ok.
    Por vezes nos bares, discotecas fumo e concerteza que alguem apanhou com o meu fumo. Desde já as minhas desculpas em relação a isso.
    Se fosse proibido nesses locais não fumaria, e até acho que deveria ser proibido.

    Assinado BUBBLE BOY......

    ResponderEliminar
  24. Sr. Rambinho, não devemos cair em fundamentalismos, daqui a pouco estamos como os Americanos, uma pessoa fuma na rua e è olhado como um criminoso, por pessoas que depois entram num automóvel que consome 20 litros aos cem kms.
    Temos de ser tolerantes

    ResponderEliminar
  25. Sr. António Medeiros cheira-me que você é daqueles "marmanjos" do charuto malcheiroso que empesta tudo e todos.

    ResponderEliminar
  26. Não vejo qual o interesse para o Blog saber se o Srº António Medeiros Fuma ou deixa de fumar charutos! Se não fumar melhor para ele,se fumar... nunguém tem nada com isso! Acho que nos deviamos restringir aos temas dos Post e deixar de uma vez por todas as mesquinhices dos "ataques" pessoais!

    ResponderEliminar
  27. @Analsd os charutos fazem parte do tema ... também são tabaco ... lol

    ResponderEliminar
  28. Sim, os charutos também são tabaco e também fazem parte do tema... o que não faz parte é se o Sr. António Medeiros Fuma charutos ou não...

    ResponderEliminar
  29. @analsd Ah... pois ... isso!!!

    ResponderEliminar
  30. @ Olho Vivo disse...
    Não sei para si qual o significado de "marmanjo", de qualquer forma, eu não me esconderia atrás do anonimato, especialmente quando se está a dirigir a alguém.

    ResponderEliminar
  31. @António Medeiros - marmanjo:indivíduo mariola; tratante; patife; homem abrutado; rapaz corpulento; homem feito.(In Dicionários,Língua Portuguesa On-Line)- Estes são os significados de "marmanjo" amigo António, Escolha aquele que melhor se lhe adapta e não leve tão a sério um anonimato inocente.

    ResponderEliminar
  32. @olho vivo
    Obviamente a questão não è levar a sério um anonimato inocente, è que, já me tenho manifestado contra as criticas (a roçar o mal educado e injustas)que são feitas por detrás de um anonimato, acho que as pessoas tem o direito de se manter no anonimato, apesar de reconhecer esse direito, eu não consebo que se aponte o dedo a alguém, mesmo que com razão a coberto desse anonimato.
    Acho que devemos dar a cara e assumir as nossas posições.
    Só questionei a questão do anonimato, porque a inoportunidade do seu comentário tinha sido tratado com grande elevação pela analsd.

    ResponderEliminar
  33. Inoportunidade do meu comentário??Então charuto não é tabaco? Tabaco não é o tema??Presumi, pelo seu comentário que deveria ser um "marmanjo" que fuma charuto e pelos vistos acertei.
    Já agora, escolheu qual o significado de marmanjo que se lhe aplica??

    ResponderEliminar
  34. Será que não falo Português e não me tinha apercebido??? Porque eu acho que já lhe tinha dito algo em relação ao seu comentário... ah, pois disse: "Sim, os charutos também são tabaco e também fazem parte do tema... o que não faz parte é se o Sr. António Medeiros Fuma charutos ou não... " bem me parecia...

    ResponderEliminar
  35. @Analsd - Advogada do marmanjo?

    ResponderEliminar
  36. @olho vivo - Em 1º lugar acho que se devia referir ás pessoas pelo nome delas, ainda por cima, é um contributor que está identificado (ao contrário de você)!
    Em 2º não sou advogada de ninguém, e(direito é um curso que não me agrada, e ainda que fosse, você não teria nada com isso! Apenas não concordo com a forma como interpela as pessoas, ainda por cima, quando não é para fazer comentários em relação ao Post propriamente dito!
    E para mim acabou esta "discussão", não gosto de perder muito tempo com estas coisas inuteis!

    ResponderEliminar
  37. @Analsd - Uhauuuuu, gostei!!! Zangadinha.

    ResponderEliminar
  38. @Analsd - Tenho estado a brincar com vocês. Se quiserem podemos ficar por aqui.

    ResponderEliminar
  39. @olho vivo - Agradecia... e já agora, que tal um comentário sobre o tema?!!! para se redimir...

    ResponderEliminar
  40. Boas ...
    Conclusão: o sr. antónio medeiros é funcionário na câmara de mértola! fuma charutos às escondidas dentro do edifício! por isso é um marmanjo! a analsd é advogada do patife! por isso deve ser sua colega de gabinete! ... :)

    um abraço

    ResponderEliminar
  41. Ah
    ... e o olho vivo gosta é de mulheres "zangadinhas"! até dá pulos de alegria ! mesmo assim a analsd acha que ele devia fazer melhores comentários! ?!

    see you

    ResponderEliminar
  42. Caro senhor olho vivo
    Mas o que é isto pá?!
    Este é um blog sério, no qual se tratam assuntos sérios, não é para andar a brincar e a "ofender" os outros...
    Se calhar ao invés do charuto, prefere algo com aditivos e isso já não faz mal?

    ResponderEliminar
  43. caro @papo_amarelo, antes de abrir a boca e dizer asneiras... INFORME-SE! Nem eu nem o Sr. António Medeiros trabalhamos na CMM!
    Patife??? Se nem sabe onde ele trabalha, como sabe se é patife ou não?!
    Fazia melhor se pusesse comentários construtivos, com conteúdo e não barbaridades como já nos acostumou!

    ResponderEliminar
  44. @ Olho vivo
    Obviamente que charuto è tabaco e esse è o tema, o que não è tema concerteza, è se a pessoa A ou a pessoa B fuma charutos, mas isso já lhe foi explicado, a questão que lhe levantei foi, a de o Sr. ou Sra. se esconder atrás do anonimato, e sobre isso nada diz, como lhe disse, eu aceito o anonimato, o que não aceito, è que sem façam acusações atrás desse mesmo anonimato, isso è cobardia.

    ResponderEliminar
  45. Não sou anti-tabaco, cada um deve ser livre de tomar as suas opções. Sou a favor do respeito pelos outros, considero que não se deva fumar nos locais de trabalho (edificios) compartilhados por outras pessoas, seja colegas, clientes, etc...
    Os fumadores devem arranjar as suas soluções de forma a que n prejudiquem quem não deseja fumar. Há algum tempo atrás fui a um gabinete da função publica e até me senti mal disposto com a fumaceira que lá havia... consideração e respeito acima de tudo...

    ResponderEliminar
  46. O mais triste disto tudo é esta gente andar aqui a discutir, quem é que diz o quê e quem falta ao respeito a quem... As novas tecnologias chegam a todo o lado, mas é só isso... a pequenez das pessoas continua a mesma de sempre, são coisas como estas que tristemente, me deixam por vezes bastante desgostoso por ser filho da mesma terra que vocês! Por ventura não haverá coisas mais edificantes com que percam o vosso tempo, vós, assumidos defensores do desenvolvimento sustentado da nossa bela terra? Fica a nota

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.