sexta-feira, 27 de janeiro de 2006

Festival Islâmico

Sei que ainda falta um tempinho para a nova Edição do Festival Islâmico... mas constou-me que a partir de 2007 passaria a ser uma iniciativa anual! Não cairá, então, no "banal", não se tornará repetitivo? Ou por outro lado, será que é melhor para o Concelho? Será que se o Festival Islâmico se tornar anual, isso trará mais beneficios para Mértola? Tenho muitas dúvidas... e esperança que os "nossos" bloguistas me ajudem a dissipá-las!!!

21 comentários:

  1. Sou a favor de esta iniciativa, ainda por mais que a antecedente foi de um enorme sucesso. Não ponho de parte de ser anual, não havendo repititividade se se criarem novas actividades dentro do certame. O problema serão possívelmente os custos que estes eventos têm. Apesar de tudo (na minha opinião) o festival Islâmico é uma mais valia para o Concelho, e se é anual porque não?

    ResponderEliminar
  2. Bora lá..Festival Islâmico todos os anos..Nunca fui, mas já ouvi falar e já vi os resultados na TV..Parece que sim, que é uma boa ideia ser anual..Dá vida a vila museu..(todos os que lá foram gostaram, pelo menos é o que comentam quando regressam)..

    ResponderEliminar
  3. Eu taambém adoro o Festival, mas penso que, se passar a ser anual, talvez as pessoas que cá vêm deixem de vir em todas as edições!

    ResponderEliminar
  4. Eu adoro o festival islâmico, mas não sei se seria uma boa ideia passar a ser anual!!
    Para além dos custos (não só custos finaceiros) inerentes a uma iniciativa deste tipo, há que pensar que o facto de ocorrer todos os anos poderia diminuir o interesse e a expectativa das pessoas, principalmente das que vêem de fora.
    Um dos problemas da última edição do festival islâmico foi, sem dúvida, a falta de espaço para acolher tantos visitantes! Eu visitei o festival no sábado à tarde e aquilo estava impossível... mesmo que quizesse comprar alguma coisa iria ter alguma dificuldade...felizmente ja tinha feito as minhas compras no dia anterior pq tenho o previlégio de morar relativamente perto de Mértola. Mas e aquelas pessoas que vieram de longe e prepositadamente?? Deve ter sido dificíl...
    Como resolver este problema da falta de espaço??
    Deixo a questão no ar!!

    ResponderEliminar
  5. Adoro o festival Islâmico, sempre achei uma pena um ano sem festival, ainda me lembro em Maio de 2005, no ultimo dia quando assisti ao encerramento já sentir saudades da próxima edição, alem de achar que deve ser anual, acho que deve estender-se ao longo de toda a Vila Velha, pois o espaço foi manifestamente pouco, ninguém tenha receios do espaço ser muito, pois este evento è sem dúvida um dos melhores acontecimentos culturais do País, e com a curiosidade que a cultura Islâmica está a despertar, seguramente levará a que cresça o numero de visitantes das próximas edições.
    No entanto nem tudo são rosas, è necessário cuidado com alguns aspectos, como a qualidade dos serviços que são prestados, nomeadamente nos restaurantes, pois assisti a algumas situações de clientes insatisfeitos com os serviços, deixo uma sugestão que já deixei noutro local, existiam umas toalhas em papel nos restaurantes com o programa do festival, o que me pareceu bem, aconselho que exista uma mensagem explicativa de que, por se tratar de um acontecimento extraordinário, que por essa razão não è possível prestar um serviço com a habitual qualidade, sugerir aos visitantes que regressem para conhecerem melhor a vila o conselho e a qualidade dos serviços, è que uma oportunidade de ter dezenas de milhares de pessoas não pode ser desperdiçada, e ao mesmo tempo que essa explicação è dada, seria feita uma publicidade aos locais de maior interesse, seria necessário também fazer uma pequena acção de formação às pessoas que vão estar a servir, pois os visitantes alem de querem ser bem atendidos, querem adicionalmente informações sobre o festival e locais de interesse, formação essa que deviam os interessados promover, pois não tem de ser a Câmara a fazer tudo.

    ResponderEliminar
  6. Mas uma actividade, como é o Festival Islâmico acho que deveria ser todos os anos e não de 2 em 2, pois é uma das actividades que teve enorme sucesso no nosso concelho, como podemos ver pelo ano passado, em que milhares de visitantes visitaram este festival. E muitos dos participantes ficaram para as actividades nocturnas deste Festival, o que trouxe um maior movimento a esta pacata vila….

    ResponderEliminar
  7. Esplendor na relva03/02/06, 14:23

    O Festival Islâmico cria um "ambiente" único em Mértola, algo muito Zen, agrada, como se costuma dizer, "a Gregos e Troianos".
    Já começa a chatear a conversa que vai passar a ser anual e nunca mais passa!
    Dá trabalho? Pois dá.
    O trabalho compensa? Claro que compensa e tudo nesta vida dá trabalho...Pois que trabalhem, não é para isso que vos pagam?

    ResponderEliminar
  8. Pretendem matar a galinha dos ovos de ouro?!
    A realizar todos os anos perderia o impacto, tornaria-se vulgar, perderia qualidade... Não deve ser uma actividade rotineira...
    Sendo uma actividade de grandes dimensões que requer mtos recursos (logisticos, humanos, etc) muito tempo de preparação e organização, não me parece que se consiga por em pratica todos os anos sem perder qualidade.
    Os que pensam que deveria ser todos os anos, como acham possivel a CMM realizar o festival islâmico, o festival do peixe do rio, as festas da vila, a feira transfronteiriça e o festival da caça (que parece que está quase a ser lançado) e manter qualidade e nº de visitantes? Viva a festa! Temos inumeras festas no concelho, estas (as referidas) devem ser diferentes, especiais (de muita qualidade). Não seria preferivel realizar o islâmico na primavera e a transfronteiriça no outono e no ano seguinte, peixe na primavera e caça no outono... sempre com as festas da vila pelo meio entre muitas outras actividades?
    O + importante nos grandes eventos é mostrar qualidade, receber bem, mostrar algo de especial, mostrar as potencialidades da região para que o visitante goste e possa cá vir noutras alturas ou divulgar por conhecidos... não vulgarizar...
    Penso tambem que a CMM no proximo festival islãmico deve assegurar um espaço (talvez junto ao cais) e lançar concurso para restaurantes visto que a falta de nº e qualidade neste aspecto foi notória (muitas criticas negativas).
    O festival islâmico foi um sucesso e está a ganhar uma projecção bastante grande, é preciso melhorá-lo ainda mais, não vulgarizá-lo!

    ResponderEliminar
  9. Caro The one
    Não concordo que realizar o festival Islâmico todos os anos seja vulagariza-lo, entendo o seu ponto de vista, e leio nele uma mensagem positiva, mas veja o sucesso da Ovibeja que se realiza todos os anos, não tenhamos receios, quanto às ideias que deixou, concordo totalmente. e deixou uma boa noticia "festival da caça", excelente idiea.

    ResponderEliminar
  10. Festival islamico anual ,não poderia estar mais de acordo!Vá lá uma forçinha a quem decide!Dar vida e cor a Mértola!Não se faz nada sem trabalho!Dá mto trabalho mas é uma semana em festa !Que venha o festival anual,ponham Mértola a mexer!!!!!

    ResponderEliminar
  11. aqui tambem deviam cobrar entrada, e fazer isto todos os anos, temos de aproveitar, e por as entradas, para residentes mais baratas e para os reformados, por exemplo 5 euros por dia, e para os outros 10 euros e para os endinheirados por a 20.
    e com o dinheiro construir alguma coisa de jeito

    ResponderEliminar
  12. não seria má ideia, nem que fosse um preço simbólico! 10€ para entrada no souk!

    ResponderEliminar
  13. Concordo! Em Castro Marim paguei 5 euros, para entrar no Castelo Festival Medieval".

    ResponderEliminar
  14. Reformado & Mal pago22/02/06, 10:37

    Não comecem com ideias...

    @Yellow
    10€ simbólico?? Só se for para si, para mim simbólico é mais do tipo 2€!!
    Para os reformados, muitos, muitos neste concelho, será mais 0.02€!!

    @bomboca
    Quantos milhares lá foram??

    ResponderEliminar
  15. O que eu acho é que as pessoas querem dado e arregaçado,o festival islâmico é uma iniciativa de louvar mas de certeza que acarreta mtas despesas e não me parece que 5 ou 10 euros seja exagerado! podem vir mtos reformados mal pagos e mtas familias carênciadas por mto mau que a vida de todos nós(quase todos)financeiramente esteja um caos, não ridicularizem a situação, não falta por ai mta gente proclamada "pobre" a tomar pequenos almoços todos dias fora e o preço dos cafés estão pela hora da morte!!

    ResponderEliminar
  16. EStou de acordo com alguns pontos referidos pelo "The One", no entanto acho que o festival islâmico anual só poderia trazer beneficios a Mértoal que durante o ano se torna amorfa. Ok que o festival do peixe do rio , as festas de mértola sejam importantes mas não chamam tanta gente.Mertola precisa de algo mais chamativo,é claro que presisa de criar melhores condições pra os visitantes mas trabalhe-se com esse objectivo, fala-se tanto de turismo ,existe mesmo uma empresa de turimo Porque não apstar neste evente anual e trabalhar em função do que tudo isso acarreta:restauração;hospedagem.....! A quem é não lhe apetecia Já este ano em maio o festival islâmico? relativamente a preços ,porque não?pelo menos em certas actividades

    ResponderEliminar
  17. Eu concordo que, por exemplo, os espectáculos no cais fossem pagos! Mas em relação ao Souk era um bocado dificil "cortar" todos os acessos, há tantas ruas e ruelas onde se pode passar, era muito dificil de controlar os penetras!

    ResponderEliminar
  18. Reformado e mal pago
    foi muita gente, mais que nos anos anteriores apesar do preço ter aumentado. E, havia muitos reformados..

    ResponderEliminar
  19. Esta gente tá louca! Cobrar entradas para o Festival Islâmico? Está tudo tudo doido! Uma coisa é cobrar entradas, SIMBÓLICAS, nao abusemos, para os espectaculos, agora para entrar no Souk? Estão parvos ou quê? O Festival Islâmico é de grande importância para atrair novos visitantes ao concelho, mas não comecemos já a sangrar as pessoas, sob pena de as assustarmos. Quem tudo quer tudo perde! Essa ideia de diferentes preços consoante o estatuto social do visitante também é engraçada de tão estapafúrdia. Se há coisa que o português melhor sabe fazer é furar o sistema através dos conhecimentos que se tem em determinado local. E como queriam depois comprovar s o fulano x tinha mais poder económico que o fulano y? Já estou a ver às entradas da vila, além dos funcionários da câmara, voluntários e gnr, a controlar o trânsito e a dar informações úteis, elementos das finanças, da segurança social e outros, a comprovar ou a tentar fazê-lo, junto dos visitantes. Mania da caridadezinha!!!

    ResponderEliminar
  20. Realmente já tinha ouvido dizer que havia p'raí falta de dinheiro, mas, espero que não chegue a tanto!
    Que os espectáculos do Cais sejam pagos, concordo, agora a entrada no Souk, não acabem com a "galinha dos ovos de ouro" com tanta "garganeirice"! e já agora, para quanto irão as entradas das Festas de Junho? será que este ano as entradas também são para ajudar na viagem dos jovens? acho bem, mas mesmo assim atenção ao preço!

    ResponderEliminar
  21. Axo k a camâra devia pensar melhor no k diz respeito ao espaco do festival. É ridiculo usar uma pekena parte da vila pa fazer todo o festival. E além do mais... no ultimo festival notou-se uma certa desorganizacao. Sinceramente axo k nao deveria tornar-se anual, visto k desde o 1º, nao se têm notado mtas inovacoes. Axo sim k deveria apostar num festival alternativo, nos anos em k nao se realiza o islamico. Mas nao ha vontade pa trabalhar...

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.