Vamos falar de

Brevemente novo artigo de opinião de Jorge Pulido Valente com o titulo: RUMO Á ECONOMIA CIRCULAR. O QUE É?

terça-feira, 31 de maio de 2011

Humor.

Mértola - Video promocional para Espanha

Mértola fantástica!

No momento em que estamos mergulhados na mais profunda depressão social, contrafeitos pelos números dolorosos da crise e à espera das medidas anunciadas pelo FMI, bem precisamos de aliviar o vendaval de coisas más e enaltecer os bons exemplos.

Um desses momentos de remédio e alegria é Mértola e o seu extraordinário Festival Islâmico que, no último fim-de-semana, chamou àquela vila milhares e milhares de visitantes, que encheram por completo as ruas apertadas da zona velha, embalados pelo colorido de cada banca, de cada essência e de cada memória relevada pelos trajes e pela simpatia dos magrebinos com a tez esculpida pelo Sol do Mediterrâneo.

Compreende-se bem porque há tanta gente a seguir para aquele encontro tão ancestral. Só ali, na Mértola árabe que esconde eternos segredos nas calçadas das ruas estreitas e na cal branca das paredes, seria possível abrir as portas para um verdadeiro caleidoscópio mouro. Um quadro repleto de vida, animado pelo sangue que tem sabido correr em sucessivas gerações, nestes 13 séculos de memórias e sinais.

O Festival Islâmico de Mértola é o mais assinalável evento cultural da nossa região porque, em feliz harmonia, soube conjugar o encanto de uma vila que é a verdadeira varanda do Guadiana e acolhe no seu ventre sucessivas civilizações. Feliz a terra que tem gente a perceber esse carácter e conta com uma câmara municipal que concentra energias positivas em torno de um acontecimento tão notável. Durante todo o ano, Mértola já é um lugar fantástico e magnético. Durante estes dias do festival, multiplica esse condão e age como um íman a que é difícil resistir. Ainda bem para todos nós!


In

Correio Alentejo

(Editorial)

sábado, 21 de maio de 2011

Náutico duas medalhas de prata na taça de Portugal de Maratonas

O Clube Náutico de Mértola participou hoje na Taça de Portugal de Maratonas que se disputou na cidade de Coimbra. Duas medalhas de prata alcancadas por Ana Guerreiro e por Bruno Afonso são os resultados mais visiveis desta participação. Gonçalo Ferreira classificou-se em 9º lugar, Florival em 14ºlugar e João David e José Sebastião em 5º lugar.

Informação diária do Festival Islâmico

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Bloco, Campo Arqueológico, Cláudio Torres, Santiago Macias, repetição




De Beja a caravana bloquista ruma a Mértola onde, às 16 horas, na Biblioteca do Centro de Estudos Islâmicos, decorrerá o lançamento do livro de Francisco Louçã: "Portugal Agrilhoado - A economia cruel na era do FMI".

O anúncio refere-se a uma iniciativa partidária que vai ter lugar nas instalações do Campo Arqueológico de Mértola. Ao contrário do que aconteceu em 2009 (ver aqui), desta vez o livro nada tem a ver com o Mediterrâneo. A menos que esta obra seja a primeira parte de uma obra mais vasta, ao estilo O Mediterrâneo e o mundo mediterrânico na época de Francisco Louçã...

Sendo repetitivo, aqui vai o texto que publiquei neste blog no dia 21.5.2009:

(...) faço questão em me demarcar, enquanto investigador e membro da Direcção do Campo Arqueológico de Mértola, desta e doutras iniciativas do mesmo género, previstas ou a programar no CAM.


Por
Santiago Macias in
Avenida da saluquia34