Vamos falar de


quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Lopes Guerreiro tentou sensibilizar “camaradas” para não aprovarem adesão de Alcácer

Na qualidade de comentador da Rádio Pax, Lopes Guerreiro lembrou ontem que esteve presente na Assembleia Intermunicipal, onde foi aprovada a adesão de Alcácer do Sal à Associação de Municípios do Distrito de Beja em 2001. Esta foi a última reunião em que o antigo presidente da Câmara de Alvito participou depois de perder as eleições para o PS. Lopes Guerreiro diz agora que, na altura, alertou os “camaradas” para que “não se deveria tomar essa posição”. Apesar de tentar “influenciar” o partido, não foi possível. O ex-autarca da CDU e todos os que discordavam da proposta acabaram por “acatar a orientação e a disciplina partidária”, votando favoravelmente a adesão de Alcácer. Lopes Guerreiro entende que era “inoportuno” votar a integração pois a CDU tinha perdido muitas autarquias, entre elas Alvito, e uma decisão destas não devia ser aprovada quando as Câmaras estavam em “gestão corrente”.
Lopes Guerreiro acrescentou que o PS não pode tentar tirar dividendos desta decisão judicial. O antigo presidente da Câmara de Alvito foi mais longe e admitiu que os eleitos da CDU erraram porque foi uma decisão que “não respeitou a ética e o espírito democrático”.
Lopes Guerreiro assegura ainda que na altura, durante a Assembleia, não foi equacionada a eventual ilegalidade da aprovação da proposta que determinou a integração de Alcácer na Associação de Municípios do Distrito de Beja. O antigo presidente da Câmara de Alvito comentou assim a notícia da Rádio Pax relativamente a sentença do Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa que anulou a adesão de Alcácer do Sal à AMDB.
In
Rádio Pax

1 comentário:

  1. Metemaisum09/02/09, 23:21

    Apenas gostaria de dizer que é lamentável que ainda existam espíritos mesquinhos preocupados com os gastos em bebidas e aperitivos de uma qualquer cerimónia quando o que está em causa é o lançamento de uma obra essencial para o desenvolvimento, não apenas do Alentejo, mas de todo o País, pela importância vital que tem o desenvolvimento do Porto de Sines e a sua ligação a Espanha. Para os menos informados, sabem que o Porto de Sines é o porto de águas profundas mais próximo da Comunidade de Madrid?! Pensem nisso...

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.