Vamos falar de


quarta-feira, 15 de março de 2006

Festival do Peixe do Rio - Programa ACTUALIZAÇÃO


Já aqui tinhamos anunciado o evento, fica agora o Programa.
Sábado, 18 de Março
09.00h - Concurso de Pesca Desportiva “IV Troféu Festival do Peixe do Rio” - Pomarão
10.00h - Abertura Oficial do Certame
Colóquio “Turismo no Baixo Guadiana: Que Estratégia?”
“Guadiana – Turismo e Ordenamento do Território”
14.00h - Grupo de Música Popular “Lufada Sul”
15.00h - Animação de Rua e Tasquinhas com “Joana Reis”
17.00h - Grupo Coral Guadiana de Mértola
19.00h - Grupo de Música Tradicional Portuguesa “Vá de Modas”
22.00h - Grupo de Canto e Dança Espanhola
23.30h - Fogo de Artifício
24.00h - Baile com o Grupo “Sons do Sul”

Domingo, Dia 19
09.00h - Subida do Rio em Canoa - Inatel (Alcoutim – Pomarão)
09.30h - Passeio Pedestre – Mina/Pomarão
10.00h - Abertura do Certame
12.00h - Animação de Rua e Tasquinhas com o Grupo “Trigo Roxo”
14.30h - Paint Ball
15.00h - Grupo de Música Popular “Modas ao Luar”
16.30h - Grupo Coral de Santana de Cambas
17.00h - Encerramento com o Grupo “J4”

Durante os dois dias haverá Passeios Turísticos no Guadiana, Aluguer de Canoas e Desportos Radicais
ACTUALIZAÇÃO
Link para
FOLHETO DO FESTIVAL
Link para
EMENTAS
Link para
PROGRAMA DO COLÓQUIO
O BAR DO CLUBE NÁUTICO VAI TER ANIMAÇÃO MUSICAL PRÓPRIA COM O
DJ BASTOS
CAFÉ BOLOS E MUITA BEBIDA BRANCA

45 comentários:

  1. e gajas, há gajas?

    ResponderEliminar
  2. a coisa é sempre a mesma atá aborrece?????

    ResponderEliminar
  3. Há gajas mas maricas armados em d. juan não entram.

    ResponderEliminar
  4. Oh Fa’xavor06/03/06, 17:15

    Alguém me dá mais informações sobre os passeios turísticos no Guadiana, aluguer de canoas e desportos radicais???
    Gracias

    ResponderEliminar
  5. @Oh Fa’xavor
    clube Náutico de Mértola
    286612044
    nauticomertola@clix.pt

    ResponderEliminar
  6. falei e disse06/03/06, 18:03

    Não me mandem é outra vez aquele peixe horroroso, que mais faz lembrar a Manuela Moura Guedes do que uma carpa.

    ResponderEliminar
  7. No programa ainda falta anunciar um espectáculo, um pouco sado-maso mas tudo bem: Um atlético domador faz estalar o chicote sobre um feroz e enorme leão. O leão rola no picadeiro, sobe na barrica e dá um beijo na boca do domador. Delírio na platéia. Todos aplaudem. Um dos espectadores ergue-se e fala para o domador:

    - Bobagem! Isto eu também faço. E muito melhor do que o leãozinho aí.

    ResponderEliminar
  8. cobracapelo07/03/06, 13:45

    Para o comum dos mortais que não saiba ler, este cartaz refere-se a quê?
    É alguma propaganda do Bloco de Esquerda que não tiraram da Rotunda? Ou publicidade a alguma marca de sabonete?

    ResponderEliminar
  9. @cobracapelo
    Olhe rica, ai está algo em que concordamos.
    Concordamos ne essência não na forma de expressar a ideia.
    Penso efectivamente que o cartaz é pouco feliz e a mensagem tem dificuldade em passar. Se fosse do Bloco de Esquerda ou de uma marca de sabonete seria mais eficaz de certeza.

    ResponderEliminar
  10. Parece que os caros bloguistas se esqueceram do principal, que é comentar a actividade, não o cartaz.
    Concordo que o formato pode não ser o mais eficaz, mas o que realmente tem valor é a realização do evento, que certamente irá chamar mais uns milhares ao Pomarão, é de louvar a actividade e comprovar que mais uma vez a Autarquia fez o que lhe competia, embora possa melhorar em alguns aspectos organizativos. Mértola precisa de muitos mais eventos destes, para dinamizar o turismo e a economia da região.

    ResponderEliminar
  11. cobracapelo07/03/06, 15:48

    @ermelinda
    Concordaremos ainda em muito mais coisas rica. A senhora é que não está ver e não sabe que eu sei o que você sabe que eu sei que você não está a ver.
    Virá o dia em que verá. Seja paciente.

    ResponderEliminar
  12. Estas iniciativas são muito importantes para o concelho de Mértola. Espero que continuem por muito tempo.

    ResponderEliminar
  13. O programa gostei, vou lá estar presente.. então as tasquinhas parecem moscas de volta das minis. Não levai a mal os criadores do cartaz mas não gostei ( e quem o escolheu) Espero que seja uma critica construtiva, para a proxima dar + atenção às cores (combinam mesmo nada, nem o castelo Branco sai pra rua assim..)além do mais, uma imagem pouco esclarecedora do que consiste realmente este evento.

    ResponderEliminar
  14. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  15. Tantos artistas perdidos.
    Sim senhor, gostei de ler. são peritos em arte.
    Desafio: apresentem propostas à autarquia sobre como construir cartazes para os proximos eventos.
    A feira do Mel, pão e Queijo está a chegar. Podem entregar os trabalhos (cartazes)

    ResponderEliminar
  16. Estou em completo desacordo com o sume de sumol s/ espinhas, o cartaz está bastante bom, com um design muito actual e cromátismo muito bem escolhido. Parabens ao autor.

    ResponderEliminar
  17. Eu também gostei bastante do cartaz, acho que está simples mas bastante apelativo e bonito!

    ResponderEliminar
  18. cobracapelo10/03/06, 19:31

    @anonimo 9:52
    Rico/a vê-se que parte do departamento de arte e propaganda da autarquia mas tem de estar preparado/a para as ouvir.
    Isto, e muito mais. Então o sr/a é o perito/a de serviço, pagam-lhe ao fim do mês e ainda quer que uns tesos e desempregados como nós apresentem propostas de como construir cartazes?
    Tenha juízo.

    ResponderEliminar
  19. anti comunista10/03/06, 21:08

    Não esquecer de cobrar entradas

    ResponderEliminar
  20. aos xuxas todos

    ResponderEliminar
  21. CobraCapelo.
    Não faço parte da Autarquia e não sei quem foi o artista que produziu o cartaz...Claro que as criticas são sempre construtivas (aceito) mas se critico, tb tenho de apresentar soluçoes.
    Digo-lhe: não pense dessa forma. Então por estar desempregado/a nao quer fazer nada? Se se considera artista devia começar por apresentar (gratuitamente) os seus trabalhos. Se tiver valor, nós logo pagamos pela sua bela arte.
    Assim nao te safas!

    ResponderEliminar
  22. Pagar entradas, sou a favor, se não uma pessoa quer lá ir e não consegue, sugiro 10€ por pessoa.
    e 20 € se for de carro até lá abaixo. se for de barco não paga, pois sempre anima o rio
    Viva o Festival

    ResponderEliminar
  23. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  24. Não é preciso má educação, deixe lá a cabra,
    Quanto ás entradas acho bem que quem vai de barco não pague.

    ResponderEliminar
  25. Com a crise em que vivemos actualmente, vou ver se meto uma cunha para comer lampreia, não tenha eu que ficar agarrado a uma presinha de javali...

    ResponderEliminar
  26. QUE CARTAZ MAIS INTELECTUALOIDE....ATÉ PARECE QUE NÃO QUEREM LÁ O POVINHO....

    ResponderEliminar
  27. F orça P opular R eformada ....?

    ResponderEliminar
  28. Gostei muito do cartaz!

    ResponderEliminar
  29. Cobrem entradas, se não nem lá vou

    ResponderEliminar
  30. Eu tive o prazer de visitar o FPR e fiquei um pouco desapontado.
    O cartaz até está porreiro agora a festa em si acho que já merece um pouco mais de profissionalismo principalmente a nível de comidas. Quer dizer, um gajo pagar 17.50euros por três postinhas de lampreia em prato de plástico e ainda por cima tipo cantina, não tem nada a ver. E ainda há outra, compras a lampreia e andas à procura de lugar para te sentares, derrepente, dás por ti de pé sem lugar com o tal pratinho na mão e vÊs que o lugar que tu tinhas direito está a ser ocupado por um gosma qualquer que fez do FPR um parque de merendas e trouxe de casa comidinha pronta.Acho que está mal, pelo menos tinham posto umas indicações a dizer:" Malta com farnel para um lado, quem vai ser chulado para outro com direito às filas da frente para ver o espectáculo"

    ResponderEliminar
  31. oi pssoal.eu tb fui um dos k visitei o festival...como ja mtas pessoas devem ter reparado, o festival ja ta a ficar saturante.isto é:com ja 4 anos de festival, a estrada ja merecia um traamento melhor.foi arranjada á pco tempo ms nao é mto util se nao for finalizado;programa n traz novidades e o pssoal pa este ano ja esperava alguma evoluçao;preços da comida, upa upa, PUXADOTES;estacionamento pago;desculpem meus amigos mas essa cena do clube explorar estacionamentos ja farta.no festival islamico a mm cena.festas do rio tb a cobrar entrada.desculpem meus amigos, eu vou a castro verde, vejo o tony ou o joao pedro pais e n gasto um centimo pa alem da gasolina...

    ResponderEliminar
  32. Estou plenamente de acordo contigo p-Keno! em tudo! Se é um festival de peixe, pelo menos o peixe devia ser mais barato!N tem lógica comprar peixe caro aos fornecedores para depois o vender carissimo num festival de peixe!!!

    ResponderEliminar
  33. @gordilho
    Não era 3 postinhas era 7 postas (pelo menos na minha tasquinha) e em relação ao preço: sabes quanto custa 1 lampreia?!Em relação a ser "tipo Cantina", tem que ser assim! Até num Festival com os anos e tradição do Festival do Marisco é assim!!! Em relação aos pratos de plástico... tb não há outra opção, as cozinhas não tem condições para se estar a lavar louça!

    ResponderEliminar
  34. E passei por lá mais o staff da taberna. Em relação a preços acho um pouco elevado, mesmo para o tipo de certame que é. O tempo tambem não justificava uma grande enchente até porque o festival não trazia muito de novo em relação aos outros anos. No caso de comer lampreia, já que é um prato bastante caro, prefiro ir a um dos bons restaurantes e casas de pasto para consumir tal iguaria, acompanhado de um belo vinho ;-), seria (talvez)a melhor solução.
    Fica de louvar e para a história, mais um ano de Festival do Peixe. prejudicado pelo mau tempo e por falta de algumas novidades, que, se as houve não notei muito.

    Ps: Gostei muito do pequeno espaço da associação Erica Andevalensis, muito colorido e acolhedor, com pessoas dinâmicas cheias de iniciativa, com um projecto que a longo prazo, espero eu, que dê os seus frutos.

    ResponderEliminar
  35. @analsd
    Tens razão, no festival do marisco é assim, tipo cantina, mas os preços também são tipo cantina. Daí o festival ter tanta tradição, coisa que não deve acontecer ao do peixe e se assim for, é normal.

    ResponderEliminar
  36. São de cantina, dependendo do tipo de marisco! Não se esqueça, caro anónimo, que cada lampreia ronda os 35€! Tire-lhe a cabeça e o rabo, e veja quanto sobra!!!

    ResponderEliminar
  37. A questão que se põe não é a de criar um modelo do festival do marisco mas sim criar um melhor festival do peixe do rio de ano para ano e que as pessoas venham a Mértola nesse fim de semana e fiquem surpreendidas com as evoluções(positivas) e não que falem dos preços da lampreia ou do estacionamento, aliás na minha opinião até acho que este festival devia ser feito mais tarde( tipo daqui a um mês) nessa altura até há muito mais variedade de peixe do rio e o tempo normalmente está muito melhor. Voltando atrás e respondendo à D. ana(lsd)naõ percebo como é que tendo a lampreia tão em conta(no preço) pq é que as pessoas levaram de casa o almoçinho? Será que quantidade não quer dizer qualidade? E onde é que estavam as enguias? E o Savel? e as sabogas? e os machinhos? Não acham que para ser um festival à séria deveria de ter muito mais qualidadde e variedade? Já que fez referência ao festival do marisco, com certeza que se nesse festival só vendessem camarão e carne e pusessem em cima do palco o acordionista de cabanas de tavira não teriam tanta afluÊncia, isso lhe garanto.
    kiss's

    ResponderEliminar
  38. Caro Gordilho
    Em primeiro lugar, não é Dona Analsd, quanto muito Menina.

    Em segundo lugar, eu nunca disse que a lampreia era em conta! Toda a gente sabe que a lampreia é um prato caro, seja no Festival do Peixe do Rio ou noutro local. Mas é preciso ter em atenção, que no festival, quem serve a comida são Associações sem fins lucrativos, ou seja, têm que, pelo menos, ganhar dinheiro para as despesas! E se compram cada lampreia a 35€, o preço da dose é calculado segundo esse valor, há reuniões para isso!!! Os 17,50 não saíram do nada, porque para fazer a lampreia, é preciso muito mais do que a dita cuja, como por exemplo um vinho com alguma qualidade (que também não é barato).

    Em terceiro lugar, concordo contigo em relação ao Festival se realizar mais tarde, porque agora não há, por exemplo, as incontornáveis Ovas de Saboga!!! Além, de que no próximo mês, provavelmente o Tempo não será tão inconstante!

    Em quarto, quero dizer que gostei muito do espaço deste ano – tirando a falta de comunicação entre a tenda grande e as tendinhas, que estavam literalmente, de costas voltadas! Gostei que as tasquinhas estivessem viradas para o Rio – quando estava sol era muito agradável; Não concordei que a Tenda do Clube Náutico, estando aberta à noite, estivesse tão longe do espectáculo!

    Em relação à comparação com o Festival do Marisco, é obvio que ainda não atingimos aquele patamar de qualidade, mas também é obvio e está documentado, que a 4ª edição do Festival do Marisco em nada se parece com o Festival de hoje em dia! Com o tempo caminharemos para a perfeição (é com os erros que se aprende) … não é sempre assim?! Ou quase sempre…

    Ps: enguias havia: fritas e em ensopado (não abuses!!!)

    ResponderEliminar
  39. @analsd
    Eu já n falo da lampreia. É normal que estivesse cara. Pois as associações tem que fazer dinheiro...já disse tudo.

    ResponderEliminar
  40. @anónimo
    As associações não tem que fazer dinheiro... tem que ganhar para conseguir colmatar as despesas que tiveram!

    ResponderEliminar
  41. Bom dia,
    Eu também estive no festival do peixe do rio, aliás como já tem acontecido noutros anos. De facto, este ano estava à espera que tivesse havido alguma evolução, mas constactei que pouca coisa mudou, algumas até para pior, pois até ouvi dizer que algum do peixe tinha sido importado???!!!! Sinceramente não percebo a lógica disto, então o festival não é feito com a intenção de promover o concelho e incrementar a sua actividade comercial? Por outro lado, o estacionamento é vergonhoso!!! Por hábito pago estacionamento seja no FPR, seja noutros locais, mas por favor, pagar estacionamento para estacionar o carro na lama!!! Depois aconteceu-me uma coisa que eu achei excepcional: depois de ter pago o tal euro para estacionar, quando andava à procura de lugar, uma das meninas que estava a orientar o estacionamento pergunta-me se eu queria estacionar!!!! Imaginem... será que esta menina costuma pagar os serviços para não usufruir deles???!!!
    Também fiquei surpreendida com outra situação que me pareceu caricata: como é que o CLube Náutico, sabendo que era a única tenda a vender café expresso fica sem "colheres" para o café?! Curiosamente quando faltaram as ditas "colheres" continuaram a fazer questão de oferecer o açúcar!!! Para não falar já da relação qualidade/ preço do café!!!! Curiosamente também, quando já não havia "colheres" para o café, existiam ainda na tenda do Clube pelo menos duas caixas cheias de garrafas de bebidas brancas, A malta precisa de beber uns copos é verdade, mas por favor... há questões logísticas básicas que não podem ser descuradas num evento desta natureza.
    Parece-me que um festival como o do peixe do rio deve servir para incrementar o comércio e o turismo do concelho, e não para dar uma má imagem a quem, não tendo qualquer ligação com o concelho de Mértola, percore quilómetros para visitar o festival.
    Concordo que o tempo não ajudou em nada, e talvez organizar este festival no mês de Abril fosse uma boa opção, no entanto, há que salvaguardar que não coincidirá com a Festa do Pão, do Queijo e do Mel, porque também me parece ser uma boa iniciativa.
    Mas nem tudo foi mau, eu comi uns bolos deliciosos na tenda do voluntariado de Mértola e nos Bolos do Monte!!!!
    Em suma, acho que os responsáveis por organizar este evento deverão rever alguns aspectos, no sentido de melhorar a qualidade do FPR, nã perdendo tão boa oportunidade para promover esta região que tanto precisa. No etnato, e apesar das críticas, que são feitas com um intuito construtivo, aqui vão os meus Parabéns a todos aqueles que trabalharam para a concretização do FPR, pois sem eles nada teria corrido mal, porque simplesmente o FPR não teria existido!!!!

    ResponderEliminar
  42. É verdade, Sr. ou Srª anónimo, que o peixe não foi comprado aos pescadores locais, mas apenas porque, infelizmente o nosso rio, este ano não tem quase nenhumas enguias e muito menos lampreias!

    ResponderEliminar
  43. Mas se o rio não tem peixe fará sentido organizar um festival do peixe do rio? Talvez se devam repensar alguns aspectos referentes à realização deste festival, sob pena de se correr o risco de transmitir muito má imagem de toda a organização. Na verdade, ouvi comentários muito desagradáveis em relação às enguias. Eu não sei se são verdadeiros porque não comi enguias, e o peixe que comi pareceu-me estar bom!!!

    ResponderEliminar
  44. O Rio tem peixe, mas este ano tem menos do que o habitual; a quantodade disponivel não deu para satisfazer as encomendas que houve!
    Também não provei as enguias, não gosto, mas não ouvi qualquer espécie de comentários!

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.