Vamos falar de


quarta-feira, 15 de março de 2006

Correio Alentejo: Novo semanário de Beja, dia 24 nas bancas


No final do mês de Março, chega às bancas um novo semanário. O "Correio Alentejo" terá a sua primeira edição na rua, no dia 24 do corrente. O jornal, liderado pelo ex-director do Diário do Alentejo, do Topo Sul e do “Campo”, custará 70 cêntimos e será publicado à sexta-feira.
António José Brito afirmou na apresentação do semanário, que se trata de "um projecto viável, alternativo e independente", apesar de reconhecer algumas dificuldades na fase de arranque.
António José Brito sublinhou que, o jornal pretende impor-se pela qualidade editorial e gráfica. "O recurso à infografia, pouco usada na imprensa local, é uma das apostas", explicou o director do novo semanário.
No portfólio promocional do "Correio Alentejo", António José Brito explica que o novo semanário será "um jornal alternativo e influente, fora da esfera da política e das directivas partidárias. Por isso adopta um espírito editorial regionalista sem ser provinciano, com identidade e uma visão plural, moderna e culturalmente sólida da nossa região".
O director do "Correiro Alentejo" estabelece como objectivo fazer "todas as semanas um jornal com bom senso, rigor profissional e credibilidade".
Para além de António José Brito, a redacção conta com mais três jornalistas: Carlos Pinto, Luís Lourenço e Paulo Nobre e um repórter fotográfico, José Maximo.
Jorge Serafim, António Revez, Miguel Rego, Carlos Monteverde, João Espinho, Rodeia Machado, Rui Sousa Santos, Sandra Serra, Vitor Encarnação e Paulo Barriga preenchem o painel de comentadores do novo semanário.

Terça, 14 de Março de 2006 - 12:36
Fonte: Rádio Pax e N.A. - Jornalista : N.A

17 comentários:

  1. fico contente com a nova aposta e muito curiosa sobretudo com este painel de comentadores.Conheço alguns e parecem-me pessoas à altura(ALGUNS) . MAs cuidado poi tb me parece um grande nº de comentadores.
    EStive alguns dias ausente e é com mt desagrado que só agora me apercebi da moderação de comentários.POR FAVOR não havia necessidade iutytthgftgrgfdrrfrdfuy..................

    ResponderEliminar
  2. Tenho grande espectativa quanto a este novo jornal, em especial por ser dirigido pelo António José de Brito, recentemente despedido do Diário do Alentejo, jornal que tinha transformado num espaço independente e democrático. Força António J.Brito boa sorte.

    ResponderEliminar
  3. Se o projecto é alternativo e independente, vai ser viável concerteza.
    Conheço muitos dos intervenientes pelo que creio que a qualidade está assegurada.
    Vou querer ser assinante desde o primeiro número.
    Boa sorte a toda a equipa e ao António José de Brito.

    ResponderEliminar
  4. @arkytetu

    ...dirigido pelo António José de Brito, recentemente despedido do Diário do Alentejo, jornal que tinha transformado num espaço independente e democrático...

    E agora? já não é?

    ResponderEliminar
  5. @falei e disse
    O renovado "Avantinho"? Não, não é independente e democrático. É mesmo novamente considerado um jornal com forte controle partidário. Se assim não fosse os directores não estariam condicionados à lógica dos resultados das eleições autarquicas. Pois como sabe o DA é propriedade da AMBAAL que por sua vez é uma associação dos municipios....

    ResponderEliminar
  6. .. claro claro, então qual é a lógica do Dr. Pulido fazer as suas intrevenções pedagógicas num jornal comunista, entre muitos outros. Fico sem saber qual o cariz do seu "avantinho"..? Escrito por oradores socialistas e laranjinhas.
    Na sua lógica interessante, o novo "Correio Alentejo" irá concerteza ter intrevenções de comunistas, apesar de ser um oposto do "Avantezinho".

    ResponderEliminar
  7. @falei e disse
    Seria descaramento a mais que além da linha editorial controlada partidáriamente pelo pc não houvesse lugar a uns quantos comentários rosas e laranjas. No entanto esse facto em nada altera aquilo que eu disse. O DA é um jornal que neste momento é controlado partidariamente pelo pc. Não é que eu tenha alguma coisa contra existir um avantinho no alentejo ou um avante em portugal mas que sejam pagos pela respectiva força partidária e não por todos nós.

    Este artigo refere o lançamento de um novo jornal o Correio Alentejo que espero não tenha qualquer espartilho partidário e mantenha uma linha editorial isenta.

    ResponderEliminar
  8. Aguardo com expectativa a insenção do novo jornal, então fazendo a análise dos seus colaboradores, pessoas extremamente isentas e apartidárias, fico mesmo com curiosidade de ler as proximas publicações.
    Sei que se sente muito incomodado por ter havido algumas mudanças no DA, mas não é mesmo o único que pensa da mesma maneira. O DA, tal como muitos jornais, foram mais que utilizados para fazer boa propagando ao partido que está no governo e não só. Se foi isento no passado? tenho as minhas sérias dúvidas, mas isto é como tudo, se não me agrada, não compro.

    ResponderEliminar
  9. Oh meu deus22/03/06, 23:15

    @falei e
    a foice teve um tempo para se adaptar e foi o que se viu com o "advento da debulha mecânica": foi-se.
    Você herdou tiques do martelo daí que se reconheça a têmpera marreta do que diz.

    É esse o caminho dos amanhãs que cantam.
    Aguente a pé firme e de preferência espere-os sentado

    ResponderEliminar
  10. Ao seu bel prazer, sentado meu deus, sentadinho... em cima de não sei quê?...
    Será chuva, será xuxa?
    Sócrates não era certamente, nem o barroso tambem.
    Fique esperando sentado, com gosto e bel prazer, oh meu Deus quem senta assim, sempre alcança o que quiser...

    ResponderEliminar
  11. acho que alguns posts deste bloq estão pior que alguns artigos do Vasco Gonçalves que o Diário do Alentejo publica noutros tempos.
    Autênticas chouriçadas
    O camarada Carlos Pereira não faria melhor.

    ResponderEliminar
  12. O que é importante é que alguém arranjou finalmente coragem para assumir uma publicação neste Alentejo sem quew o PC consiga lá meter a sua mãozinha. Atento aos últimos resultados eleitorais (legislativas), verifica-se que já não existe aquele controle total de antes. Parabéns ao AJB e que promova uma publicação isenta, frontal e onde os assuntos possam ser discutidos livre e claramente sem as censuras do costume.

    ResponderEliminar
  13. O que é importante é que alguém arranjou finalmente coragem para assumir uma publicação neste Alentejo sem quew o PC consiga lá meter a sua mãozinha. Atento aos últimos resultados eleitorais (legislativas), verifica-se que já não existe aquele controle total de antes. Parabéns ao AJB e que promova uma publicação isenta, frontal e onde os assuntos possam ser discutidos livre e claramente sem as censuras do costume.

    ResponderEliminar
  14. Então já alguém leu o novo Jornal? Opiniões"

    ResponderEliminar
  15. Então já alguém leu o novo Jornal? Opiniões"

    ResponderEliminar
  16. nao. nunca li nem nunca tive acesso. é possivel comprar esse jornal em Mértola? onde?

    ResponderEliminar
  17. Ja li e gostei. Informação diversificada e imparcial. Há para todos os gostos.

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.