Vamos falar de


sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

“Novas descobertas Arqueológicas na Casa Cor de Rosa” - A população toma posição sobre o destino dos achados


Decorreu ontem no final da tarde na Sede do Campo Arqueológico de Mértola, Centro de Estudos Islâmicos e do Mediterrâneo integrada no Ciclo de Conversas uma reunião com elevada participação popular sobre o tema “Novas descobertas Arqueológicas na Casa Cor de Rosa” em Mértola. A conversa com apresentação e moderação de Virgilio Lopes despertou acesa discussão sobre o tema, em particular quanto ao destino a dar aos achados em causa, Estatuária e Ruinas.
Consensualmente foi decidido endereçar á Direção Regional de Cultura do Alentejo e á Câmara Municipal de Mértola um documento com o seguinte teor:

Assunto: Novos Achados Arqueológicos em Mértola - “Casa Cor de Rosa”
Nós, abaixo assinados, grupo de moradores de Mértola, presentes na palestra realizada nas instalações do campo Arqueológico de Mértola, em 18/01/2018, relativamente aos novos achados arqueológicos do edifício “Casa Cor de Rosa” em Mértola, vimos por este meio solicitar a V. Exas. Informação sobre o ponto de situação do exposto no relatório arqueológico realizado pelo Campo Arqueológico de Mértola e sobre a solução prevista para os achados e estruturas e a sua conciliação com o projecto inicial ou a sua adaptação, tendo por motivação o interesse manifestado pelo colectivo em que esta riqueza patrimonial permaneça em Mértola e integrada em projecto no local, como mais-valia para dinamização cultural e turística, considerando ainda o processo de classificação em curso, desta Vila, a Património da UNESCO.
Mértola, 18 de Janeiro de 2018
Agradecemos que a resposta seja remetida para o primeiro dos signatários, na seguinte morada:

O documento recolheu assinaturas da maioria dos presentes e será agora remetido ás referidas entidades.

C Viegas


1 comentário:

  1. Parece-me uma excelente ideia. Protejam o património, no local onde sempre esteve.

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.