Vamos falar de


quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

A Fé ao serviço da prevenção rodoviária

A agência LUSA noticiou que a Câmara Municipal de Albufeira se encontra em conversações com a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

O objectivo é que esta Igreja tenha uma participação social mais activa, através da colocação de Helders, (que andam sempre aos pares) junto às várias passadeiras da cidade algarvia durante a época baixa. De forma que estes possam controlar o trânsito e auxiliar os peões em geral e particularmente os idosos estrangeiros (bifes), a atravessá-las em segurança. Este processo está num impasse devido a um não entendimento entre as partes relativamente aos moldes em que este serviço irá funcionar. A autarquia insiste que o serviço deverá funcionar durante as horas de ponta e deverá ter a duração de três horas (sem interrupções ou intervalos). A Igreja concorda com a duração do serviço, mas defende que deverão existir pelo menos 6 intervalos: um para ir à casa de banho, outro para comer um rissol de camarão, outro para consultarem o Livro de Mórmon, outro para se pentearem, outro para endireitar a placa identificativa e o intervalo final para ensaiarem a música “Se me chamar eu irei” um original do Coro do Tabernáculo Mórmon.
João Serrão

in
Inimigo Público

Sem comentários:

Enviar um comentário

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.