Vamos falar de


sexta-feira, 30 de abril de 2010

Três em uma

Na 2ª parte do fórum da TSF do passado dia 28, o candidato à Presidência da República, Fernando Nobre, a propósito do ataque especulativo de que Portugal está a ser alvo por parte das agências de rating, apelou à unidade de todos e focalizou a sua intervenção na necessidade de termos um Orçamento de Estado em aplicação a partir de 1 de Janeiro.

Depois de referir que o diagnóstico económico e financeiro está feito, há que assumir responsabilidades a vários níveis. E exemplificou:

" No ano passado tivémos três eleições sucessivas! Podíamos ter feito tudo numa só".

Podíamos ter feito tudo numa só? Poder, podíamos, mas não era a mesma coisa!

2 comentários:

  1. Bem este homem vai fazendo seu caminho. Devagar mas consolida posições. Aliás foi o primeiro a ser candidato. O Manuel Alegre com aquele ar sempre triste anunciou a disponibilidade e o BE veio logo a colar-se, pois era muito aborrecido terem de apoiar o candidato do PS. Assim não o PS vai apoiar o candidato do BE.A isto chama-se chico espertice à moda do Louça, pensando que só ele é que sabe destes truques.Chama manso ao primeiro ministro e depois fica ofendido que afinal quem é manso ´´e uma tia dele.Claro que ele (o primeiro) não lhe podia chamrar manso, tendo em conta que ele está sempre a investir. É só ver o Sócrates na bancada e assim que pode investe, vai embatendo sempre nas tabuas, até estatelar-se de vez.

    ResponderEliminar
  2. Desculpem lá, ficou o mais importante por dizer.Ao milhão do Manel abatam o meu voto e do da minha tia.

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.