Vamos falar de


terça-feira, 10 de novembro de 2009

Sessão dupla de Horror


2 comentários:

  1. Há dois dias assisti ao julgamento e fuzilamento do Ceausescu e esposa. A argumentação para o seu fuzilamento arrepiou. Tudo aquilo que fiz~eram ao povo romeno não tem palavras de condenação. Comparar o regime de Salazar ao do ditador Ceausesco, o Salazar "quase" podia ser comparado a um democrta conservador.O que me espanta é como foi possivel alguém abadonar este País com medo do Salazer e foi para a Roménia apoiar o regime mais ditadorial do mundo. Haverá alguém que me possa explicar?

    ResponderEliminar
  2. Caro bresnev

    Como gosto de ser justo, a explicação que se pode dar para essa "escolha" era a dependência familiar da pessoa a que provavelmente estará a referir-se, acompanhando os pais. O pai, um verdadeiro antifascista e pessoa de méritos reconhecidos, era perseguido pela PIDE,em Portugal, e, nos países satélites da União Soviética, pelo facto de se ter manifestado contra a invasão da Hungria e, mais tarde, da Checoseslováquia (1968). E sucede que na Roménia (onde as liberdades ainda eram mais reprimidas), Ceausescu, tal como Tito na Jugoslávia, encabeçavam os países comunistas não alinhados de Moscovo. Mas é bem verdade que, apesar de não alinhados, essas ditaduras não eram mais benignas. Pelo contrário!

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.