Vamos falar de


domingo, 7 de junho de 2009

PCP-PEV vence Europeias em Mértola



Total de Inscritos: ----------------7561
Total de Votantes: ----- 39,25%-- 2968

Partidos --------------------Resultados

PCP-PEV --------------42.42%---1259
PS ---------------------30.56%--- 907
PPD/PSD --------------- 7.41%--- 220
B.E. --------------------- 6.50%---193
CDS-PP------------------2.80%--- 83
PCTP/MRPP------------ 2.59%--- 77
MEP---------------------0.54%----16
PPM ---------------------0.40%---12
MPT ---------------------0.34%---10
POUS-------------------- 0.34%---10
P.H. ----------------------0.27%--- 8
MMS---------------------0.24%--- 7
P.N.R.--------------------0.1o% ---3

Brancos------------------ 3.1o%--- 92
Nulos---------------------2.39%--- 71

27 comentários:

  1. Eu gostava mais de dizer que o PS perdeu as eleições europeias...já que a CDU, no caso de Mértola, pouco fez para as ganhar. Mas o que é incontestável é que estas eleições foram ganhas pela abstenção, que rondou os 60%...e, essa, é a discussão que é preciso fazer.
    Do que não há dúvida é que os povos da União Europeia estão, todos, cansados das políticas, cozinhadas em Estrasburgo e que é urgente mudar.
    A verdade é que as cúpulas dos principais interesses partidários, que servem outros interesses, estão, absolutamente desligadas das populações que, naturalmente, lhes pagam na única moeda de que dispõem. O voto...e, mesmo esse...
    Quando as políticas se fazem "contra" os povos, aos ditos só lhes resta mandar os "políticos" às urtigas. E foi o que se viu. Porreiro, pá !...
    Evidentemente que, isto, é, também, um "aviso à navegação", um aviso muito sério...

    ResponderEliminar
  2. É falso dizer que a CDU no caso de Mértola pouco fez para as ganhar.
    Em que se baseia? Tem dados ou é mais uma impressão sua? Assistiu à campanha ou esteve ausente?
    O resultado conseguido é fruto de muito esforço e dedicação, sabia sr. Eugénio??.
    Basta dizer que a CDU foi a única força política a fazer campanha, trabalhando diariamente no terreno com militantes locais a distribuir propaganda, carros de som pelo concelho, pendões nos postes de luz, etc.
    Cada voto é fruto de muito trabalho.
    Como já por lá andou devia saber que a CDU para manter a sua base eleitoral não brinca em serviço nem nestas nem em qualquer outra eleição.
    Daqui dou os meus parabéns ao Jorge Revez que já tem estes votos garantidos o que sendo ainda curto para as autárquicas, não é nada mau para começar.

    ResponderEliminar
  3. Sr.Contra...Se é perseguição...faça o favor de continuar; se é espírito de contradição...também pode estar à vontade; se é outra coisa qualquer...olhe, que lhe faça bom proveito.
    Se digo que a CDU pouco fez para as ganhar,faço-o, simplesmente, porque o eleitor CDU nunca "desarma" e, esses, foram lá todos... Para ganhar com pouco mais de mil votos, a CDU nem precisava de ter feito absolutamente nada. Esses mil e tal votos estão, sempre, garantidos...
    Em Mértola, como em todo o país, o que se vê é um Bloco de Esqerda com quem é preciso contar... e um PS que está a "sofrer" as consequências da "crise"... Porque o PSD não ganhou...o PSD só ficou em primeiro...porque alguém tinha de ficar.

    ResponderEliminar
  4. Desculpem a intromissão, mas desta vez estou com o snr Pereira da Costa. A análise dele é a minha.A cdu faz deslocar os seus eleitores. Este esforço que mais uma vez voltou a fazer no terreno, pendoes por todo o lado, carros de som despertam o seu eleitorado. Creio que esta votação foi a sua votação máxima. O jorge Revez pouco mais votação juntará.Os outros partidos nem estiveram no terreno. A sua acção foi nula. Aliás mesmo parecendo mobilizados a sua capacidade está práticamente esgotada.Foi-me dito que sempre a CDU teve delegados nas mesas e desta vez apenas esteve um em Mértola e por horas e outro nos Fernandes.
    Mas reafirmo o pensamento so snr Pereira Costa, houve apenas um partido vencedor o BE. Foi buscar eleitorado ao PS, ao PC e capitalizou os novos votantes.Não fosse a agressividade do Louça e teriamos de certeza mais votação. Não fosse a obstrução do Cláudio e já tinhamos condições de fazer caminho por troca com a CDU nestas Autarquicas.Não para ganhar já, mas apostava que daqui a 2 mandatos estávamos a disputar a Autarquia.Nesta já iamos buscar 300 0u 400 votos à CDU e outros tantos ao PS.

    ResponderEliminar
  5. "um dia de eleições em que todos sairam a perder"? Peço desculpa, Carlos, mas esta não percebi... Perder, perder, só o PS perdeu. E para todas as forças políticas. Já agora, desde que subiu ao poder no seu partido, Sócrates só ganhou as legislativas de 2005. Nas outras tem sido cada tiro, cada melro.

    ResponderEliminar
  6. Então e o PCP/CDU que estava em 3º lugar e agora está em 4º! Perdeu ou não perdeu? Bem, se nunca perdeu até hoje, também não era desta vez que ia perder...

    ResponderEliminar
  7. # Sr Pereira Costa

    Qual contra qual perseguição! A sua anterior intervenção é que não leva a concluir o que agora melhor explica.
    Sendo você das pessoas que mais participa e tendo eu declarado (e mantenho!) que há qualquer coisa que não bate certo na maneira como às vezes diz as coisas, é natural que o leia, quando posso, e com redobrada atenção. Também é natural que, quando discordo, o diga. Nem sempre o faço, não por concordar, mas porque não tenho elementos para contradizer. Tenho as minhas limitações. Quem as não tem ...

    Se fica incomodado porque uma ou outra sua opinião é contrariada, não percebo! Pensei que a ideia de pensamento único não cabia aqui, mas pelos vistos tem seguidores.
    Se assim fosse este espaço só teria a perder.
    Quanto ao que agora diz e não disse antes, então não é que estou de acordo?!!

    ResponderEliminar
  8. Todos sairam a perder porque não conseguiram bater a abstenção, essa foi efectiva e infelizmente a vencedora.

    ResponderEliminar
  9. A "Bresnev", a quem ficaria bem melhor o nome de "Sophia"... gostos não se discutem ... parece-me "confusa", na parte final do 2º. parágrafo, deliberadamente, "confusa"...
    Em boa verdade, e tendo em conta as "sondagens",
    o CDS e a CDU também "enganaram" muita gente. Felizmente, o País parece começar a ficar mais "polarizado", o que até pode vir a ser saudável para a democracia...
    Afinal o "Contramina" não é assim tão contra. Ainda bem. Pode crer que também não sou apologista do "pensamento único".Um abraço.

    ResponderEliminar
  10. Concordo com o Santiago quando diz que todos ganharam à excepção do PS.Uns ganharam mais que outros. A cdu é a que ganhou menos.Diz-nos estas eleições que sempre só não ganha é o partido do poder. A oposição só tem que esperar.Foi assim com o PS em 2004 e foi agora PSD em 2009.Se se discutisse a Europa, numa visão mais alargada das suas politicas, ninguém teria dúvida que a CDU seria uma força marginal. A Cdu só não tem coragem para pedir a nossa saída da Comunidade e veja-se a pobre campanha da Ilda de Figueiredo, que a comunicação social protege, tendo em conta a sua prestação sobre ideias e argumentação nesta campanha.A senhora é lutadora , esforça-se, mas intelectualmente é uma desgraça, mas eficaz para o eleitorado a que se dirige.Compare-se o seu discurso com o de Miguel Portas.
    Ao snr Pereira da Costa, que parece não ter entendido, quiz dizer-lhe que a alternativa PCP de futuro para o País e autarquias, passa pelo BE, começando desde já essas alternativas pelas autárquicas. Tal como eu e o Snr Pereira da Costa
    já estamos deste lado e devemos assumidamente, dizer "sim" e não "Nim".

    ResponderEliminar
  11. Se ganhar é ter mais votos a CDU alemã...ganhou.
    Quanto ao que eu "não entendi" continuo não entendendo...eventualmente, por me não interessar entender.
    E, ainda quanto aos resultados eleitorais, aí em Mértola, os "juízos" que faço só me dão esperança. Esperança que, tornada certeza, dará, em Outubro, a "vitória" aos mertolenses...
    Porque Outubro, em Mértola, vai ser tempo de Primavera...Vai ser verde, vai ser Esperança!...
    Se estamos do lado de Mértola, estamos do mesmo lado...se esse é o seu lado, minha cara "Sophia", então estamos, ambos, do lado do SIM!... Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  12. Caro Pereira da Costa
    Então como vai por aí? As suas ausências de Mértola afastam-no de acompanhar a realidade. Folgo em saber que estamos de acordo, estamos do lado de Mértola. Em outubro vai continuar a ser Primavera tal como foi em Dezembro de 2001.É como o Natal é quando nós quizermos.De verde e esperança iremos continuar, depois daquele longo periodo que tivermos de suportar, que felizmente também o snr Pereira acabou por abandonar.
    Fico satisfeito por saber que prefere o sim ao "Nim".
    Já agora explique lá essa da "sophia"?

    ResponderEliminar
  13. Com todo o gosto. Gosto de ler poesia e a Sophia é uma das minhas poetisas preferidas. Porque na sua escrita há alguma poesia eu achei por bem que Sophia lhe ficava a calhar. Simplsmente.
    Por outro lado, Bresnev, é uma das muitas figuras que o século XX (XX ou XIX) não devia ter parido... Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  14. Não é a poesia com muita pena minha a minha especialidade, apesar de a gostar de a ouvir por alguém que a saiba ler.O que o leva a ter essa percepção é a minha forma de escrever que raramente ofende . Alguém que tenha ainda que muito pequena veia pética ecreverá muito melhor que eu. Concordo que a figura de bresnev iniicalmente simpática pela forma extroavertida como se apresentava rápidamente se transformou numa personagem politica de que não esteve ao nivel do seu antecessor Gorbachov.Também houve mt gente que preferiam que Gorba não tivesse nascido. Tal como Jesus Cristo também foi odiado, mas felizmente que houve mães e pais que conceberam estas criaturas.Mas os pais mt vezes não têm culpa dos filhos que produzem.Numa linguagem politica e há uns atrás eu gritaria- abaixo Bresnev e viva Gorbachov.Acompanha-me snr Pereira Costa nestes gritos?

    ResponderEliminar
  15. NÃO!...Sou avesso a gritarias. Nisso estou de acordo com a snrª.presidente do PSD. Acredito que seja o nosso único ponto de contacto.
    Gosto, isso sim, de ouvir o chilrear das aves; o marulhar das aguas, cantando, de pedra em pedra; do vento que sopra, mansamento, por entre os pinheiros, as estevas...Gosto de Beethoven e de Chopin; de Stravinsky e de Luís de Freitas Branco, de Debussy e de Joly Braga Santos ( que tive a honra de ter como amigo...), e, de tantos outros...
    De gritaria, definitivamente, NÃO !
    Quem me conhece sabe que sempre assim fui, mesmo quando parecia não o ser. E, é por isso, que não sou, jamais serei, "pássaro de gaiola". Não faço, nunca fiz e jamais farei o "culto da personalidade". JAMAIS !
    Mas, quanto a gritos, é um tema que daria para uma muito longa conversa e, este, não é o local apropriado.
    Quem sabe se, num destes dias, nos não bate à porta a oportunidade? Quem sabe ? Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  16. Nota breve: Gorbachov, felizmente, não antecedeu a Leonid Brejnev. Gorbatchov foi o homem da Perestroika...foi, se se quiser, o "último imperador"...o que deitou "fogo" ao muro.
    Só foi pena que a queda do muro...mas não vamos entrar por aí.
    SE e quando surgir a outra oportunidade talvez possamos arranjar um tempinho para, também deste assunto, clarificar esta, pouco provável, divergência de opiniões...Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  17. Já vi que temos muitos gostos em comum.Também gosto e todos os dias vou ouvir durante alguns minutos um côr de râs e por vezs sapos, interrompidos pelo piar de um cucu que se mete no meio.Mas aprecio e ouço muito a música do Zeca, do Zé Mário Branco, do Fausto e do saudoso Adriano Oliveira.Também não aprecio o culto da personalidade. Mas quando falei em gritaria foi no sentido figurativo, para saber se concordava comigo na critica ao bresnev e no aplauso ao Gorbachov, mas o Snr Pereira Costa inteligentemente não quiz responder. Esta´no seu direito.
    Mas desviámos a discussão do essencial.
    O que estava em causa era uma avaliação do concelho, sobre o passado, o presente e o futuro, para que possamos chegar a conclusões e estratégias.Esolha o primeiro tema.educação, Saude, Causas Sociais, Ambiente, desertificação,mundo rural, habitação social ou outra,Vila Velha, M.S Domingos, Comercio, acessibilidades, etc.. ou outro qualquer.
    Começe pelo primeiro

    ResponderEliminar
  18. É claro que respondi...na segunda parte do meu comentário. Daí se conclui que não terei sido inteligente?
    No meu próprio blogue tratei o tema "desertificação", já lá vão anos.E ainda lá "mora".
    Quando às questões mais prementes, começaria pela fome... a pobreza envergonhada...que todos sabemos estar em crescendo e que, tantos, teimam em não querer ver.O aumento dos casos de tuberculose é, quere-me parecer, uma das evidências.

    ResponderEliminar
  19. Não querendo interromper a amena cavaqueira não era má ideia um dos intervenientes levar os temas que propõe a discussão em post próprio!!

    ResponderEliminar
  20. Acho muito difícil fazer extrapolações a partir dos resultados desta eleições, o que é, de resto, um lugar comum dizê-lo.

    Não há dúvidas de que o PS perdeu estas eleições.

    Mas também não há dúvidas de que o PCP/PEV, tendo mantido o mesmo número de mandatos, foi ultrapassado pelo BE.

    Mas pergunto:o BE será no futuro a terceira força partidária? Duvido que o venha a ser!

    Tendo o PS perdido votos para os demais partidos, julgo poder assumir-se que se tratou fundamentalmente de um voto de protesto, não apenas como resultado do desgaste de quatro anos de Poder, mas ainda como resultado da crise económica(da nossa e da internacional) que bateu forte e feio. De resto, pela Europa fora e talvez com excepção da França, os partidos no poder foram seriamente penalizados.

    Por cá, o PS não ficou imune. O poder fáctico de várias "corporações",algumas delas atingidas nos seus privilégios, desceu à rua e não podemos deixar de tirar o chapéu à capacidade de mobilização da CGTP/PCP!

    Curiosamente, a esquerda marxista e a esquerda trotzquista, a primeira mantendo o número de mandatos e a segunda triplicando-a, são as formações que mais combateram e combatem a ideia de União Europeia, o que parece paradoxal!

    A esquerda comunista, em sentido lato, e a direita portuguesa uniram-se para combater o PS!

    Porém, muita água irá passar debaixo das pontes até às legislativas e mesmo, até, às autárquicas.

    Para o Dr. Santiago Macias:

    Aparentemente é verdade o que diz no seu post: as únicas eleições que Sócrates ganhou foram as legislativas, tendo perdido as demais. E as demais mais forma as presidenciais e estas.

    Quanto às Presidenciais, será que Sócrates, naquele tempo concreto, teria como adversário principal Cavaco Silva? Há muito boa gente que pensa que não e que o doutor Mário Soares terá sido uma "lebre" que entrou na corrida como forma de inviabilizar a vitória de Manuel Alegre, sendo certo que Soares se encheu de brios, por puro prazer lúdico, para derrotar Cavaco.

    Dir-me-á o Dr. Santiago Macias: mas isso não é "honesto" da parte de Sócrates. Talvez...mas a política é isto também!

    Entretanto, muita coisa mudou. A imagem do PR mostra-se desgastada (o desgaste não atingiu apenas o Governo)e os adversários de ontem podem muito bem ser os aliados do futuro.

    De resto, quanto a prognósticos, remeto para o João Pinto: só no fim do jogo.

    ResponderEliminar
  21. Snr Pereira da Costa
    Penso que os temas que sugeriu para discussão, são de âmbito mais genérico, diria até de âmbito mundial.Fome , pobreza envergonhada, tubercolose.Não fujo a eles. Mas temas como a fome têm um significado tão diferente, consoante o País de que estamos a falar.Fome em Portugal e pobreza envergonhada são coisas tão diferentes comparadas com paises como Guiné, Angola, Biafra etc.
    Tubercolose também. Não é dramático o aumento de casos em Portugal, dado que tinhamos chegado quase a niveis de irradicação.
    Mas a fome e pobreza envergonhada é um problema de todos. Não pode ser um problema sempre dos outros.Começa por nós , na nossa solidariedade, cujos números vindos a público recentemente apontam Portugal como um País dos mais solidários.
    Mas no nosso concelho havendo problemas dessa natureza, felizmente não são os problemas maiores.
    Mas todos podemos dar uma ajuda, material, moral, junto das Instituições que temos. Na Acção Social, Na Igreija, no voluntariado, nas Misericórdias e Centros Sociais.
    Sugiro que possa ser este o assunto em análise que entronca nos tópicos acima. Fazer um balanço, e traçar estratégias.
    Fico a aguardar

    ResponderEliminar
  22. Minha cara "Sophia": É claro que vai te de aguardar até que saia o nosso "projecto de intenções", sem promessas.
    Que os casos de tuberculose estão em crescendo? Estão!. Em Portugal? Sim, senhor. Que têm, também, a ver com o aumento da pobreza? Naturalmente.
    As Instituições de que a "Sophia" me fala são, obviamente, necessárias.
    Mas, perante a evidência, é preciso mais.
    Tomara que, todos nós, saibamos e queiramos estancar mais essa "vergonha".
    Diz a "Sophia" que, no 3º. mundo, as coisas são ainda piores...
    Oh! "Sophia", comigo, não !...
    Essa, também, pode ser uma conversa longa, em "sede" própria.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  23. Dona Pereira Costa
    Já percebi foge que nem um gato à água fria, quando se quer discutir sobre Mértola.Então fala em situações marginais de âmbito global como a tubercolose, sabendo que isso é um assunto que nos transcede.
    Diga lá onde é a "séde própria" para poder lá ir.No campo, na vila ,em Lisboa ou no caminho?
    Olhe que é importante todos darem o seu contributo, para ajudarmos os mais pobres.Isso fazer o que a Dona Pereira faz é fácil. Está tudo mal. Então diga lá como é que se faz melhor?
    Explique lá qual é o País da Europa que tem reformados a partir dos 5o anos? Qual é o País que paga a reformados subsidio de férias? E já agora diga lá quem lhe paga a reforma a partir de agora? Sabe que você durante os anos que descontou já comeu tudo aquilo que descontou ao longo dos anos que está reformado? E agora como vai ser?
    Explique lá para eu perceber?

    ResponderEliminar
  24. Como resposta para isto só me ocorre o excerto de um trabalho de uma poetiza mertolense que aprecio.

    DESALENTO

    Ergo os olhos mas não vejo...
    Os meus dias são cinzentos.
    Qual será a cor dos ventos?
    Estará o azul no céu.
    Ou terá caído ao mar,
    E perdeu-se, a navegar?

    ...

    Ergo os olhos, mas não vejo...
    Os meus dias são cinzentos,
    Minha alma amargurada
    E o meu corpo sem alentos...

    ResponderEliminar
  25. Os amigos são para as ocasiões !!

    Como só lhe ocorreu o excerto do trabalho da poetiza mertolense que não aprecio de todo, não quero que lhe falte nada.

    Aqui vai o trabalho completo


    DESATENTO . . . talvez ...

    Ergo os olhos mas não vejo...
    E, em meus dias desatentos
    Clamo e brado aos quatro ventos
    O céu de azul fará sentido?
    Ou será que me passei
    de só me lembrar do pulido?


    Ergo os olhos mas não vejo
    Passo os dias desatento
    Quero e não me concentro
    Em tudo vejo o pulido
    Exijo o seu linchamento
    São traumas do meu partido


    Ergo os olhos, mas não vejo...
    Em dias que sopra o vento
    Minha alma amargurada
    esvai-se, não toma assento
    Qual ave de penas penada
    De pássaro vil agoirento


    (e a poetiza que não aprecio, termina de forma algo patética mas ainda assim sublime:)


    Ergo os olhos mas não vejo...
    Porque se visse meu desejo:
    esse pulido à minha frente,
    Eu cortava-lhos rente
    ......
    e torcia-lhe o pescoço.

    ResponderEliminar
  26. O amigo Contramina saiu-me ainda muito melhor do que a encomenda. É isso. Precisamos, todos, de ter sentido de humor...E, o Contramina, felizmente, parece ter. Parabéns, por isso.

    Talvez ainda se não tenha dado conta mas, para mim, apesar de não ser muito dado a ressacas, quando vou um pouco além dos limites, uso a poesia como remédio. E, acredite, comigo, resulta.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  27. Bons textos. Um duma poetisa que presumo seja poeta da Mina muito citada pelo Mário Elias e outro texto citado pelo "contramina" que publica o texto integral.
    Um com o titulo de "desalento" que demonstra de facto o espirito actual do snr Pereira Costa e outro de "desatento" que ilustra o conhecimento profundo do que vai na alma do snr Pereira Costa.O Snr PC (pereira Costa)Canaliza todo o seu ódio sobre o melhor Presidente da Câmara dos últimos anos.Excluo o serrão que não faz parte deste lote por não ser comparável.
    Estou mt à vontade para falar do Pulido que não votei nele a primeira vez . Mas você que andou por aqui não notou nada de diferente nestes últimos anos?
    Se tiver dúvidas organizo-lhe uma visita guiada pelo concelho. Estou ao seu dispôr.

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.