Vamos falar de


segunda-feira, 24 de abril de 2006

Ministro do Ambiente no Concelho

O Ministro do Ambiente, Francisco Nunes Correia, visita o Concelho de Mértola no próximo dia 26 de Abril. Do programa da visita constam inaugurações dos sistemas de abastecimento domiciliário de água e drenagem de esgotos de Alcaria Ruiva, Corte da Velha, Corte Gafo de Cima e Corte Gafo de Baixo bem como a sessão pública de apresentação dos 40 projectos de saneamento e repavimentação de arruamentos.

Esta informação, cruzada com os artigos anteriores “Dois breves apontamentos sobre ambiente...” e “Comemorações do 25 de Abril” deixa-nos estupefactos. Estamos a comemorar 32 anos da revolução de Abril e estamos ao mesmo tempo a discutir temas tão básicos como abastecimento de água, atentados ambientais e apresentação pública de 40 projectos de saneamento? Alguma coisa realmente não está bem. Ou temos aqui um fenómeno de deslocação temporal e estamos realmente a viver fora do nosso tempo ou o nosso atraso é assustador.

Vale a pena pensar no tema, encarar a realidade dos factos, tentar perceber os motivos para tal situação e encontrar as soluções para ultrapassar o atraso.

Que volte o ministro para inaugurar os 40 projectos que agora são apresentados, mas que volte rapidamente para que não tenhamos mais motivos para notícias de atentados ambientais no nosso território.
Sobre o assunto:

9 comentários:

  1. Assim que se soube que o ministro do ambiente vinha cá tratou-se de encontrar um caso para movimentar a comunicação social num determinado sentido. Agora digam que eu sou mauzinho.

    ResponderEliminar
  2. question mark?25/04/06, 15:23

    @poluído
    E a utilização do Correio da Manhã como veículo da notícia só vem confirmar a sua impressão.

    ResponderEliminar
  3. Portanto, sugeris que devemos abster-nos de pensar e criticar até que o Ministro volte para Lisboa?

    Não é nada mauzinho, terá até razão... E o Correio da Manhã, com os seus assuntos brejeiros e de faca e alguidar também não abona nada e favor da honestidade da notícia...

    Mas o que nos devia preocupar não seria, com ou sem embaraços ministeriáveis, obter um esclarecimento sobre a situação?: Descarregaram ou não as lamas a céu aberto e em local impróprio?; Se sim, a quem cabe a responsabilidade?

    cumprimentos,
    Miguel Caldeira Pais

    ResponderEliminar
  4. @ Sr Miguel CP

    “sugeris que devemos abster-nos de pensar e criticar até que o Ministro volte para Lisboa?”

    Na parte que me toca é abusivo tirar tal conclusão. Saiba o senhor que em tempo nenhum me calei muito menos agora.
    Mas recuso-me a consumir este tipo de propaganda vulgar que serve interesses políticos mesquinhos e de ocasião. E em dias combinados.

    Há muitos muitos anos que as centenas de poços rotos(fossas) existentes no nosso concelho vertem porcaria a “céu não aberto”.

    Esse sim um verdadeiro atentado ambiental que ainda se mantêm de forma continuada e persistente.
    Como não é visível, não incomoda os Sr Nunes e apaniguados que tal obraram e deixaram para a posteridade.

    E ai dos que agora fazem do saneamento básico uma prioridade!!

    Despejar fossas a céu aberto sempre foi gravíssimo e agora não o é menos, diz o senhor num outro comentário. Concordo com isso há muitos muitos anos.

    Quando se apurarem responsabilidades, apontando o dedo a dois ou três trabalhadores, os que na sombra manipularam os “bonecos”, encomendando urdindo e mandando executar “ este crime ambiental” estarão na primeira linha da defesa intransigente dos direitos postos em causa etc, etc, etc, etc.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  5. Bonito!!!! Estão de parabens esses que querem dar uma imagem mais política ao assunto, facto é: Os detritos foram despejados e ninguém se rala, a culpa morre solteira e ficamos por aqui. Os donos das terras ficaram prejudicados e assunto encerrado. Palavras para quê?? Vivam os comentários defensores da boa razão, e acusarem quem se queixa de aproveitamento político nestes casos, realmente o Sr. deveria ter feito uma coisa, é que éticamente "ta mal" mandar uma notícia destas antes do Sr. Ministro cá vir.... Podia ter esperado mais um pouco.

    ResponderEliminar
  6. @falei e said
    Tem lá paciencia, tu até não deves ser parvo de todo. O senhor que alertou o Correio da Manhã não se devia ter calado, devia era ter falado há mais tempo à muitooooo mais tempo. Eu cá pra mim não tenho dívidas que tá mal mt mal mandar aquela trampa toda pra ribeira ou pra outro lado qualquer sem qualquer tratamento mas tá pior ainda é o dito senhor fingir que não viu os anos todos em que os camaradas dele fizeram muito pior e vir logo agora denunciar o crime. Tá denunciado tá denunciado, que se apurem responsabilidades mas fundamentalmente que se encontrem soluções para que tal não volte a acontecer e para que o tal senhor possa ligar a sua (dele) fossa a uma rede de esgotos.

    ResponderEliminar
  7. Sou uma pessoa cheia de paciência, mas tambem tenho bom senso, vir agora com histórias de que "os camaradas" tambem o faziam não me esclarece, então em 5 anos ainda a situação não teve alterações??? por muitos vícios que possívelmente se herdaram do passado, não me convence mesmo...

    So queria avisar que isto é apenas a ponta do iceberg, porque já se fala em outras situações identicas, e eu hoje mesmo já ouví comentários de trabalhadores da câmara que já sabiam ha muito tempo desta "porcaria" que se faz ha anos. Eu apenas falo por falar, porque modificar pouco ou nada vou modificar e alterar não tenho poderes para isto. Mas se tiverem um pouco de atenção ( e o tempo dar-me-á a razão) daqui ha uns meses ninguém fala nisso, tá tudo na boa, e quem pagam sãos os do costume, sejam camaradas, amigos ou colegas deste Concelho.

    ResponderEliminar
  8. Vamos ver...
    Todo o passado, em qualquer lugar, tem culpas!
    Mas é provinciano dizer que o que não se faz é por culpa do passado...
    Ao que se sabe a câmara já foi notificada por 3 vezes, antes desta denúncia pública, pelos serviços do ministério do ambiente, de transgressões por ter feito identicos despejos.
    Afinal a situação repete-se e não se diga que não se sabia... ISSO É ATIRAR AREIA PARA OS OLHOS DO POVO!
    pERGUNTEM À DIRECÇÃO DO AMBIENTE QUANTAS VEZES JÁ FOI A CÃMARA NOTIFICADA!

    ResponderEliminar
  9. VAMOS SER CLAROS E OBJECTIVOS.

    A questão desta poluição é apenas um pretexto politico de quem sabia que o Ministro do Ambiente vinha inaugurar meia dízia de estação de tratamento de esgotos e que assistiria ao lançamento de mais 40.
    Quem chamou o Correio da manhã agora é um daqueles que durante anos caucionou a politica de fossas rotas, lixeiras a céu aberto e que pediu que os serviços da Câmara lhe fizessem o favor de despejar os residuos nas suas terras para fertilizar.
    Ele não está ,nunca esteve preocupado com o ambiente, senão teria denunciado directamente à Câmara para que nada disso acontecesse, já que ele garantiu que os responsáveis politicos não sabiam.
    O que homem quiz e o jornal fez-lhe o favôr foi tentar denegrir um concelho onde o ambiente é uma das maiores preocupações.
    Tenho comprado o Correio da manhã todos os dias e não vi nenhuma noticia a dar de conta que em Mértola foram inauguradas tantas etares e lançados outros tantos projectos.
    Crime ambiental senhor Nunes era quando bebiamos a água sem ser tratada sem qualquer controlo.
    Vá ao Centro de Saúde e pergunte os dados sobre os surtos de diarreia que apareciam há anos atrás e os que há hoje?
    Senhor Nunes diga-nos lá porque nunca limpou a sua fossa? Será que ela está rota ou não utliza a casa de banho?
    Já pensou quantos lençois freáticos poluiu e quantos diarreias provocou?

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.