Vamos falar de


quinta-feira, 6 de abril de 2006

Conferência no Cine Teatro

O Museu de Mértola promove no Sábado dia 8 de Abril, pelas 21.00horas no Cine-Teatro Marques Duque a conferência “O couro e o Islão na Península Ibérica: marcas para além do mito” proferida pelo Dr. Franklim Pereira, e espectáculo de Sitar “Índia, 1980-2004: devaneios entre imagens” por Franklim Pereira e Ana Caldas.

6 comentários:

  1. Foi com certeza por desconhecimento da tradição de Mértola que marcaram esta conferência. Coincidindo exactamente com a procissão do silêncio integrada nas festas da Quaresma.

    ResponderEliminar
  2. Então não sabe que a malta que organizou esta conferência é ateia!!!Não são relogiosos e muito menos cristãos!Foi por isso mesmo que marcaram este espectáculo para a hora da procissão!Isto para que houvesse uma opção para os nãos crentes!Como não crentes que são, não acreditaram que não fosse lá ninguém!acreditaram que iriam os ateus de Mértola, os esquerdistas!Mas até os mais esquerdistas se encontravam na procissão, sim, porque todos sendo ou não cristãos gostam de participar nas tradições de Mértola, inclusivé nas procissões!
    Parece que estavam apenas aqueles que organizaram o evento e pouco mais! Assim, nem para Deus nem para Alá!!!
    Da próxima é favor ter mais cuidado com a marcação de uma conferência,assim todos os credos poderiam assistir!

    ResponderEliminar
  3. Será que o anónimo foi à procissão ou estaria a ver a bola?????? É que ainda havia mais essa opção. Como se pode ver Mértola é uma terra com diversidade de iniciativas para todos os gostos: Felizmente vivemos em democracia. Não critiquem quem tenta fazer alguma coisa por esta bela Vila; tomem a inicitiva e façam-no também.

    ResponderEliminar
  4. Ainda se esqueceram de outra opção: também há aqueles que gostam de sair do concelho nestes dias de inúmeros eventos, precisamente por saber o que escolher!

    ResponderEliminar
  5. Então não é que me tinha esquecido da bola e há tanta gente que gosta da bola!Pelo menos tinham pensado nos que gostam da bola...; Eu tava na procissão sim senhor como a maior parte das pessoas desta vila!Gente de tradições!
    Ah!Fazem coisas pela vila mas marcam a data de forma a que lá não vá ninguém, assim não vale a pena andar a trabalhar para o boneco. Não acham?
    Também sou de acordo que se façam coisas pela vila,coisas como deve de ser,para todos, mas também não vale a pena pensar que só os do PC ou coisa parecida fazem alguma coisa por ela. As coisas estão a mudar....devagar mas mudam....

    ResponderEliminar
  6. POdiam era cconvidar o sr. para vir dar outra conferencia, numa data em não houvesse mais nada!

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.