Vamos falar de


sexta-feira, 17 de fevereiro de 2006

Telemóveis!!!

O número de telemóveis vendidos em Portugal, em 2005, atingiu os 3,283 milhões, tendo o volume global de equipamentos móveis – incluindo “smartphones” e PDA’s – atingido os 3,794 milhões. Os dados são da consultora de Tecnologias de Informação, IDC Portugal, que adiantou que o mercado de dispositivos móveis deverá aumentar a uma média anual de 20 por cento nos próximos quatro anos, enquanto o dos telemóveis deve crescer 16%.
Ora ai está um mercado em expansão com um produto que ganhou uma notoriedade impressionante!
De facto é positivo que o nosso país seja o país da europa com a mais alta taxa de telemóveis per capita...
Mas será que o aparecimento do telemóvel não vem preencher uma lacuna que havia na sociedade, no que toca à possibilidade de estar sempre contactavel,mudando os nossos hábitos de uma maneira incontornável?

6 comentários:

  1. Sem dúvida que sim, muito embora nos números de vendas de telemóveis telemóveis temos de ter em conta o efeito pavão.
    Não tendo nós penas no rabo para mostrar, utilizamos tudo o que temos à mão, neste caso os casas, carror e agora os telemóveis. Quantas pessoas conhecem que têm telemóveis de última tecnologia (com funções que não sabem para que servem, nem precisam) só para se pavonear.

    ResponderEliminar
  2. O que está em causa é a existência do telemóvel e a clara necessidade de estar sempre contactável. Neste momento a maioria das pessoas não sabe viver sem o telemóvel. Na altura em que os telemóveis ainda não eram para o bolso de todos, quando combinavamos encontrar-nos com alguém íamos simplesmente ter ao local e esperavamos. Nos dias de hoje, mesmo combinado um sítio para o encontro há sempre alguém que telefona para saber se já chegaram, se é mesmo ali, ou qualquer coisa indispensável que poderia ser abordada pessoalmente 5 minutos depois.
    O telemóvel será sempre uma mais valia se o soubermos utilizar correctamente!

    ResponderEliminar
  3. Quando verem alguem na rua com um braçado de lenha, isqueiro e um aspirador, sou eu. em vez do telemóvel vou fazer como os indios, sinais de fumo, só para não me armar em importante e até sai mais barato. É verdade já me esquecia, o aspirador é para apagar os erros.

    ResponderEliminar
  4. Não se esqueçam que os telefones vibram, pode ser dois em um

    ResponderEliminar
  5. question mark?18/02/06, 17:27

    “De facto é positivo que o nosso país seja o país da Europa com a mais alta taxa de telemóveis per capita...” cito

    Meu caro Espanhol, eu não acho tal nada positivo. Este indicador não reflecte o nosso desenvolvimento, nem económico nem cultural, e é antes, fruto do “mau” endividamento das famílias. Conhecerá certamente muitas famílias com uma média de 4 elementos no agregado e 6 telemóveis com uma profusão de capinhas para poder mudar todos os dias. Eu conheço muitas assim que dedicam às comunicações e aos jogos uma terça parte do seu orçamento, apesar de ser persistente a conta que têm na mercearia do bairro.
    Este consumismo comunicacional é antes um óptimo indicador do nosso provincianismo saloio. Não concorda?

    ResponderEliminar
  6. Concordo, question mark?.
    Viva o provincianismo saloio, que tanto dá a ganhar às grandes marcas de equipamentos e aos operadores telefónicos!!

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.