Vamos falar de


quinta-feira, 26 de janeiro de 2006

Um livro de leitura obrigatória

Não é todos os dias que se publica um livro, não é todos os dias que se publica um livro em Mértola e sobretudo não é todos os dias que se publica um livro com a qualidade de "O MEU CARANGUEIJO E EU ...". M.Fernanda Romba presenteou-nos com uma obra de grande qualidade literária mas sobretudo de grande conteúdo humano. M. Fernanda Romba presenteou todos os doentes com cancro com uma dose de esperança e vontade de viver que é talvez o melhor tratamento para qualquer doença.
Este livro é uma lição de vida que desafio todos a ler.
Aqui fica um pequeno excerto para vos aliciar à leitura.

(...)
Vou ser operada.

Dói-me tremendamente a cabeça. Fico assim sempre que choro muito. Foi ontem à noite e hoje de manhã ao despedir-me dos meus filhos e da minha mãe. De que serviu gritares aos quatro ventos que tinhas que ser forte? De que serviu mentalizares-te que ias ter muita coragem?
(...)

Está à venda no Espaço MERTURIS junto ao Posto de Turismo e no Centro de Saúde.
Leiam e comentem.

8 comentários:

  1. Concordo plenamente contigo Carlos! É um livro muito bem escrito, de grande valor literário, mas sobretudo humano! Sobressai a força, e a coragem para reviver todo o sofrimento enquanto o escrevia! Parabéns!!
    Ah, parabéns tabém á nossa margarida que desenhou a capa!

    ResponderEliminar
  2. matraquilho26/01/06, 12:58

    já vi esse livro lá em casa que a minha mãe comprou o livro.

    ResponderEliminar
  3. Vou comprar,
    Parabéns à autora pela coragem,
    certamente estará muito bem escrito.

    ResponderEliminar
  4. Vou ler brevemente! Só tenho ouvido críticas positivas! Os meus Parabéns, à Fernanda pela coragem de passar para o papel a sua luta!!!

    ResponderEliminar
  5. já li o livro
    Força, coragem e sobretudo a esperança.
    Exteriorizar os sentimentos na hora em que nos sentimos mais frágeis e impotentes diante de uma realidade que pensamos só acontecer aos outros mas...
    Certo é, que quando esse maldito carangueijo entra pela nossa porta dentro tudo muda, e nós passamos a ver a vida com outros olhos e certamente dar valor ás pequenas coisas da vida, cada dia que o conseguimos vencer é uma vitória.
    este livro é uma prova de coragem, cada capítulo que li recordou-me os horriveis momentos que vivi perto de alguêm que amei mas que tinha dentro de si um carangueijo que não parou de dar luta.

    Amigos é horrivel não o conseguir vencer, tenho esperança que a cura esteja muito perto.

    ResponderEliminar
  6. Concordo com esta iniciativa, mais porque aborda um tema bastante sério e que às vezes andamos tão ocupados com mesquinhices e materialismos que nos passam ao lado estas coisas.

    ResponderEliminar
  7. Muitos parabens á Maria Fernanda pelo exemplo de coragem, temos de concordar quando assistimos na 1ª fila a um verdadeiro "show" de luta e empenhamento numa causa que toca, mais cedo ou mais tarde, a todos!!
    É dificil ler... de "olhos secos"!

    ResponderEliminar
  8. Só agora tomei conhecimento deste blog e não conseguiria passar por cima deste texto sem o comentar.
    Conheço a Fernanda dos tempos de escola e sinto por ela um grande carinho. Não me surpreende a sua força lutadora, o seu lado humano, a sua arte na escrita. Ainda não tenho o livro, embora tenha lido criticas muito enaltecedoras. Lamentando que o seu conteúdo seja uma passagem má da sua vida quero aqui enaltecer a sua coragem e a força que transmite a todos os que passam ou poderão vir a passar por situações identicas.Ao Mário, marido sempre presente, o meu abraço. Velha colega: que a força não te falte e que o incidente tenha sido só e só um susto.Um abraço grande. Lélia

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.