Vamos falar de


segunda-feira, 16 de janeiro de 2006

Museu virtual - À descoberta da Arte Islâmica



O museu virtual À descoberta da arte islâmica foi apresentado dia 23 de Novembro, na Fundação Calouste Gulbenkian, numa sessão promovida conjuntamente pela ONG Museum with no Frontiers, pelo Museu Calouste Gulbenkian, pelo Campo Arqueológico de Mértola e pelo Museu Arqueológico Municipal de Silves.

O museu virtual, apresentado sob a forma de um website, é fruto da iniciativa da Museum with no Frontiers e resulta da colaboração entre 17 museus de 14 países da Europa, do Norte de África e do Médio Oriente. A sua colecção permanente é composta por 850 objectos museológicos e 385 monumentos e sítios arqueológicos de 11 países, os quais dispõem de fichas descritivas detalhadas, que podem ser consultadas pelos visitantes do site. As fichas estarão disponíveis na língua de origem e ainda em inglês, francês e árabe e abrangerão um leque temporal situado entre o início período Omeia (661 d.C.) e o fim do Império Otomano (1922 d.C.).

Os visitantes do site poderão deslocar-se dentro do museu virtual como num espaço físico, vendo peças, lendo legendas e relacionando materiais entre si. A partir de 2007, e tal como num museu ao vivo, À descoberta da arte islâmica começará a apresentação de uma série de exposições temáticas.

À descoberta da arte islâmica combina exposições virtuais com monumentos que podem ser visitados ao vivo, num esforço inédito de aproximação de estudo e divulgação da realidade histórica e cultural de uma das grandes civilizações do Mediterrâneo.

Integram ainda o site visitas virtuais a nove percursos pela arte islâmica no Mediterrâneo (iniciativa lançada em 2000 e da qual resultou, em Portugal, o catálogo Terras da Moura Encantada), uma zona informativa sobre o projecto Discover Islamic Art e ainda uma secção de livros e viagens, que estará acessível a partir de meados de 2006.

O projecto é coordenado em Portugal pelo Campo Arqueológico de Mértola e pelo Museu de Mértola, tendo como principais parceiros o Museu Calouste Gulbenkian e o Museu Arqueológico Municipal de Silves.

Discover Islamic Art é um projecto realizado com o apoio da União Europeia no âmbito do programa Euromed Heritage.

O site www.discoverislamicart.org está disponível na net desde dia 9 de Dezembro.
Vale a pena visitar.

3 comentários:

  1. D. Sancho LL18/01/06, 00:44

    Isso sim meus senhores, é uma noticia que dignifica o nosso belo concelho pelos quatro cantos do mundo…
    O senhor Carlos está de parabéns, pois dentro deste bloog, é o que dá as noticias, com mais rigor. Continue assim

    ResponderEliminar
  2. Makiavelli18/01/06, 03:40

    Acho que é um projecto bastante interessante que valoriza as nossas origens, fiquei mto contente com esta iniciativa, parabens aos responsáveis.

    ResponderEliminar
  3. Adorei. Gostei imenso. E muito acessível, linguagem simples ...
    Adorei a opção árabe. Um espanto!
    É pena que a versão portuguesa contenha tantos erros.

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.