Vamos falar de


terça-feira, 10 de janeiro de 2006

Campo de Golfe em Mértola


Estudo de impacte ambiental para campo de golfe
em consulta pública

Encontra-se em fase de consulta, na Câmara Municipal de Mértola, o estudo de impacte ambiental do projecto de construção de um campo de golfe em Diogo Martins, na freguesia de S. Miguel do Pinheiro.
Os interessados podem até dia 8 de Fevereiro, em horário de expediente, consultar o processo na Divisão de Ordenamento do Território e Administração Urbanística (DOTAU).

AQUI ESTÁ MAIS UMA OPORTUNIDADE PARA A PARTICIPAÇÃO PÚBLICA!
PARTICPEM PARA QUE NÃO SEJAMOS CONFRONTADOS COM UMA SITUAÇÃO DE “CASA ROUBADA TRANCAS NA PORTA”

12 comentários:

  1. Campo de golfe? Parece que já estou a ver a jogarem golfe em pleno Agosto com uns leves 47ºC à sombra. Além disso, num concelho em que a falta de água é um facto, parecem que se esquecem que a relva consome quantidades muito consideraveis de água.

    ResponderEliminar
  2. Porque não um campo de golfe em Mértola?
    Ainda bem que existem interessados, ainda bem que o processo è claro e transparente e está em consulta pública, cada um pode objectivamente dar a sua opinião.
    Claro que a água pode ser um problema, mas certamente existirão estudos sobre o impacto do mesmo, e os investidores serão os primeiros interessados em não criar desequilíbrios.
    Convêm ter também em conta o aspecto económico e o desenvolvimento que um projecto destes pode trazer para o conselho, pois seguramente vai atrair um tipo de turismo que interessa a Mértola.
    Oxalá que seja conciliável com o desenvolvimento sustentável que se iniciou em Mértola nos últimos anos.

    ResponderEliminar
  3. Acho bem que se faça um campo de Golf em Mertola, pois já chega o tempo de antiga senhora que durou até Dezembro de 2001 em que nada se fazia, è preciso recuperar o atrazo.

    ResponderEliminar
  4. Boa!!! Será que já fazemos parte de Vilamoura, venham os camones e gastem o dinheirinho por cá! É uma grande oportunidade para vir-mos a ser um concelho rico, e que tal uma marina em Mértola para os ricaços estacionarem os seus iates :-)))

    ResponderEliminar
  5. Estou a ver que o Campo de Golfe está a mexer com o pessoal. É só para lembrar que os documentos de consulta estão à disposição na Câmara Municipal.

    ResponderEliminar
  6. Eu não sou contra o desenvolvimento. Aliás, sou completamente a favor deste. Contudo, temos que pensar e estudar as coisas antes de as fazer. Não podemos agir de ânimo leve. Num concelho em que ainda falta tanto por fazer, penso que não é essa uma prioridade. Caso não saiba, os campos de golf surgiram na Grã-Bretanha, onde água não falta e o Verão atinge uns razoaveis 25ºC. Num concelho em que existe tanto para apostar porquê um campo de golf? Num concelho que usufrui de condições fantásticas para muitas outras ocupações de recreio? Temos um ecossistema fabuloso com uma fauna e flora diversicada. Eu sei que jogadores de golf trazem algum dinheiro. Mas será que querem fazer algo elitista ou algo interessante e cultural do qual qualquer português possa usufruir?

    ResponderEliminar
  7. E se em vez de se preocuparem com o campo de golfe no concelho, se preocupassem com as obras de saneamento básico que ainda estão por acabar já a mais de 4 anos no nosso concelho. E muito mais há a fazer meus amigos do que jogar golfe, isso é desporto de ricos….

    ResponderEliminar
  8. Meus amigos, parece que há aqui algumas confusões:
    1º- Estamos a falar duma consulta pública sobre o estudo de impacte ambiental ... já alguém foi consultar o dito?
    2ºIsto não é uma iniciativa municipal é privada...
    3ºAs obras de saneamento básico esão por fazer desde sempre, começaram a sério foi à 4 anos.
    Já agora pessoalmente também tenho sérias dúvidas sobre a oportunidade de tal tipo de investimento no nosso Concelho.

    ResponderEliminar
  9. Confesso que ainda não vi o processo, mas sejamos realistas.

    Temos um verão extremamente rigoroso no que diz respeito a calor, depois há ainda a falta de água que é uma realidade todos os anos por essa altura, portanto todos estão de acordo que no verão existe a poucos quilómetros um sítio de nome Algarve que tem muito melhores condições e é muito mais apetecível para o turismo, mas esse é um problema que os futuros donos do empreendimento terão de resolver.
    Vamos supor que o problema da água está resolvido e que na Primavera e no Outono o campo de golfe é um êxito. Será que o campo de golfe não vai servir só para os turistas virem “fazer um joguinho” e depois vão embora dormir e gastar o dinheiro para outro lado? Eu não sou contra estas iniciativas, bem pelo contrário acho que devemos aproveitar a embalagem destas iniciativas privadas e temos é que arranjar ideias para eles ficarem por cá uns tempos (seja para jogar golfe ou para outra coisa qualquer) e conhecerem a gastronomia, a fauna e flora, para terem tempo de gostar do nosso concelho e poderem voltar com os amigos.
    Tem que se pensar, entre outras coisas, no alojamento e no comércio, ou seja em dar condições a quem quiser vir. Se a estalagem da Mina fosse mais perto juntava-se, como se costuma dizer, a fome com a vontade de comer. 

    ResponderEliminar
  10. Makiavelli17/01/06, 18:30

    Acho um desastre que se perca tempo a falar disto, não se esqueçam que o Alentejo é a região mais seca da Europa. Ainda discutimos estes temas. Mas será necessário lembrar que faltam estradas, infra-estruturas neste concelho etc. Para haver Turismo sustentado faz falta tudo isto. Agora só faltava esta.... campo de Golf. Nem comento tal aberração!!!!

    ResponderEliminar
  11. Está muito negatista amigo makiavelli. Não comenta, não comenta mas sempre vai comentando! Do mal o menos, ficamos a saber que é contra o dito campo de golfe. Já agora aproveite e como cidadão preocupado psse pela Câmara para consultar o processo e deixe lá a sua opinião.Cumprimentos

    ResponderEliminar
  12. Relativamente ás quantidades de água que vão ser consumidas e retiradas das insuficientes albufeiras, devemos avaliar bem a situação..Se com a construção do campo de Golf se promover postos de trabalho e apoiar todo o tipo de comercio local (café, lojas, residenciais e turismo) tudo o que é bom para o concelho de Mértola...Devemos arranjar uma balança bem calibrada, e colocar todos as vantagens e desvantagens na mesma, só depois fazer uma nova avaliação para em consequência do resultado colocar criticas à construção do dito campo de Golf..
    Eu pessoalmente não me interesso muito por este tipo de desporto, pois são necessários valores consideráveis para arranjar equipamento adequado para a sua prática, tal como condições para o praticar, mas se nunca tivermos um campo perto, provavelmente iremos ter todos uma opinião parecida com a minha..Sou apoiante de ideias novas, e de investimentos que mobilizem muitas pessoas e dinheiro, por isso aqui fica: FORÇA, se acham que com este campo irão promover novas actividades no concelho e crescimento, ainda que numa fase inicial, este seja acessível a um grupo restrito de indivíduos..

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.