Vamos falar de


sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Portugueses só têm um poder de compra superior, dentro da União Europeia, a eslovacos e estónios

Autor: João Miguel Ribeiro
Quinta-feira, 13 Dezembro 2012 17:38
Portugal tem o terceiro mais baixo poder de compra de entre os 27 países da União Europeia, de acordo com os dados hoje revelados pelo INE. Só Eslováquia e Estónia é que a paridade de poder de compra, relativamente à média comunitária, supera a portuguesa.
 
O facto de Portugal ter um dos mais baixos poderes de compra dentro da União Europeia não é uma surpresa, mas os dados hoje avançados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) vieram demonstrar que, entre os 27, só há dois países com um índice inferior ao nosso: Eslováquia e Estónia.
Em 2010, o poder de compra em Portugal correspondia a 80,3 por cento da média europeia. O empobrecimento durante 2011 é visível na descida do indicador para os 77,4 por cento. Com o Produto Interno Bruto (PIB) expresso em paridades de poder de compra (PPC) num valor 22,6 por cento inferior à média europeia, o poder de compra do português só consegue superar o do eslovaco e do estónio.
As conclusões são reforçadas pela medição do nível de riqueza, avançada hoje pelo Eurostat. O gabinete de estatísticas da União Europeia refere que o Luxemburgo lidera, com um nível de 271 por cento, seguido de longe pela Holanda, com 131 por cento. Neste indicador, Portugal consegue superar Eslováquia, Estónia, Lituânia, Hungria, Polónia, Letónia, Roménia e Bulgária, sendo este o país com o menor índice de riqueza: 46 por cento.
Porém, Portugal caminha para uma situação mais próxima da búlgara. Nas previsões de novembro, a Comissão Europeia previu que o PIB ‘per capita’ português desça, em 2014, para 51,7 por cento da média europeia, o registo mais baixo desde que, em 1997, andava pelos 50,8 por cento.
 
in

Sem comentários:

Enviar um comentário

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.