Vamos falar de


quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Assembleia Municipal

Sessão da Assembleia Municipal
28 de Fevereiro
Segunda-Feira
17:30 H
Salão da Casa do Povo de Santana de Cambas.

2 comentários:

  1. Aida não sei se a sessão acabou, mas até há pouco o homem fugiu de novo.Parece que mandou a mulher mas ela até às 8 não tinha dito nada.Segundo sei havia gente espantada de boca aberta com o que viu. Como dizia um programa d televisão " Só Visto". Aquilo parece que está mesmo a cair e já é um atractivo para visitar Santana de Cambas.

    ResponderEliminar
  2. A sessão terminou ontem cerca das 22 horas, iniciando-se cerca das 18 horas.O salão estava cheio e tanto o público como todos os eleitos tiveram postura séria e digna com elevado sentido de responsabilidade, ainda que com pontos de vista diferentes.
    O ponto mais polémico prendia-se com o edificio da Junta que estava a ruir.A sessão foi suspensa durante 10 minutos para que todos os eleitos podessem observar in loco o esta do edificio. Ninguem, mas ninguem teve dúvidas sobre a necessidade do executivo abandonar as instalações já que as mesmas fazem perigar a permanencia de quem quer que lá esteja.
    Li uma carta que dirigi à Junta anterior, ao empreiteiro e o autor do projecto snr En Carlos Martins.
    Mais uma vez o primeiro responsável do executivo snr Simão decidiu não comparecer para ajudar nalguns esclarecimentos, preferindo ocupar esse tempo na distribuição de dois panfletos contra a minha pessoa chamando-me "Chefe do PS" e outras calúnias que por certo serão tratadas noutro local. Ficou claro da intervenção do único técnico o snr Engenheiro que nunca foi contratado para o acompanhamento da obra e que ela foi executada não cumprindo com o projecto por ele elaborado.Fez diversas considerações que justificam o que estã a acontecer ao edificio.Defeciente ligação de vigas, pilares com estrutras diferentes, etc. etc.
    ESgrimiram-se vários argumentos, tentando a bancada da CDU aleigeirar responsabilidades do antigo Presidente da Junta, mas nunca deixando de lhe imputar responsabiliaddes. Ainda a CDU fez uma proposta para uma terceira vistoria agora com representes indicados pelos partidos. Foi rejeitada e aprovada uma recomendação à Câmara que pague os custos de um advogado para apurar a responsabilidade, que cabe por inteiro ao executivo anterior e com intervenção directa do Presidente que conduziu os trabalhos.
    Lembrou-se que não foi feito seguro do edificio, nem qualquer contrato com empreiteiro a quem hoje se podia pedir responsabilidades.
    A Assembleia decorreu com toda a postura, abertura e clareza, não cruxificando ninguém, ao contrário do snr Simão que andou todo o dia tentando atingir o caracter de mim próprio.
    Ficamos a aguardar que o senhor Simão mostre os depositos ou transferencias dos 5000 que diz ter emprestado a Junta, nos diga quem foi que comandou as obras do edificio, que diga onde estava ligada a Luz da Casa Mortuaria de Vales Mortos, que explique as contas do museu do Contrabando, que confirme que os elementos da CDU votaram voto de congratulaçao ao actual executivo da Junta e que diga por que razão foi apenas limpar uma zona de lazer, quando nada mais foi limpo, nem as contas do ano 2009 foram encerradas.
    Para já demonstre que só assim poderá dizer que menti.
    Mas felizmente a população d Mértola conhece-me a mim e ao senhor Simão e saberá saber quem somos, o percurso que tivemos.

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.