Vamos falar de


segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

GNR abandona posto de Mértola


A GNR vai fechar esta semana o posto de Mértola devido às péssimas condições do edifício. Os 15 militares vão ser transferidos para os postos vizinhos da Mina de São Domingos e Castro Verde. Na vila ficará apenas uma sala para atendimento, apurou o CM junto de fonte da Guarda.

Há um ano, o nosso jornal denunciou que o edifício deveria ter encerrado em 2007. Logo nesse ano, a Inspecção-Geral da Administração Interna mandou fechar as instalações. Mas as infiltrações, as deficientes instalações sanitárias e as rachas nas paredes não foram suficientes para que o Ministério da Administração Interna, a Câmara de Mértola e a GNR encontrassem solução.

Depois de várias inspecções em 2010, foi decidido reparar o edifício até à construção de um novo, em 2011. Mas até hoje não foi feita qualquer obra nem lançado concurso público. O entrave partiu do MAI, devido a medidas economicistas: a renda do imóvel é de 12,5 euros por trimestre e, segundo uma sua fonte, um processo de partilhas impossibilitou a compra do edifício. Nos próximos dias o Ministério reúne-se com o autarca local, que já disponibilizou um terreno para o novo posto. "No posto têm dormido seis militares. Aparam a água com baldes e protegem documentos com plásticos", acusa José Alho, da Associação Sócio-Profissional Independente da Guarda .

Sem comentários:

Enviar um comentário

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.