Vamos falar de


segunda-feira, 11 de maio de 2009

Festival Islâmico - Programa definitivo

Clique aqui para aceder ao Programa

5 comentários:

  1. Só quem, como o signatário, demanda o país de lés-a-lés, com alguma regularidade, apercebe o quão importante se tornou o Festival Islâmico. Tão importante e tão conhecido. O Festival Islâmico está, hoje, para Mértola, como a Amália e o Eusébio estavam para Portugal nos anos 60. Sempre que, por qualquer motivo, Mértola "vem à baila" logo alguém recorda o Festival dizendo, regra geral, que não vai faltar. Não tenho quaisquer dúvidas que, neste ano, será mais uma vez o sucesso que, em crescendo, se tornou desde a sua primeira realização, ainda no século passado. Bem-hajam as gentes da nossa Terra, que tão bem têm sabido garantir o êxito e a fama que o Festival alcançou.
    Só é pena que as estradas de acesso, - nomeadamente a de Castro e a de Serpa, sendo certo que a de Beja, já começa, ela própria, a mostrar evidentes sinais de degradação - ainda não tenham merecido um olhar dos podereres políticos responsáveis por essa área. É preciso que tudo façamos por forma a "obrigar"
    Lisboa a assumir as suas responsabilidades para com o nosso Concelho, também no que respeita aos acessos. Os remendos que vimos vendo não passam disso mesmo, remendos.

    ResponderEliminar
  2. Não tenho dúvidas que à semelhança doutras iniciativas que o Festival Islâmico está em crescendo.É só ir a qualquer ATM deste País e verificar que a publicidade a este Festival ´lá está.É bonito ver que o nosso Concelho depois de ser conhecido pelo seu rico património histórico é agora também referenciado, pelo Festival Peixe do Rio,pela Caça, Praia Fluvial da Mina,Ponte Internacional do Pomarão e pelas iniciativas de cariz social como seja o Cartão Social e Unidade Móvel.Roma e Pavia não se fizeram num dia. Esperemos também que os acessos sejam melhorados, nomeadamente a Almodovar e Serpa, já que o de Castro Verde está em construção.Mas não será pelos acessos que o Festival não terá êxito. Parabéns ao executivo autárquico e trabalhadores da Autarquia que tudo têmvindo a fazer para o progresso deste concelho.Só espero que outros se juntem duma forma construtiva e dêem o seu apoio para que Mértola, continue a ser cada vez melhor.

    ResponderEliminar
  3. É claro que me incluo, sempre me incluí, sem pretenciosismos,nem demagogias,- mas, simplesmente, porque Mértola sempre foi uma das minhas principais "paixões",- entre os que desejam para o nosso Concelho, para as suas gentes a vida digna, tão digna quanto possível, a que todos temos direito. E que, tantos, em Mértola e fora dela (principalmente, fora dela...) ainda estão muito longe de garantir.
    Quem me conhece sabe que, apesar de ter sido "obrigado" a "imigrar", nunca deixei de demandar a Mértola sempre que a oportunidade me surgia. E, até na minha actividade profissional, procurei, por vezes com algum "excesso de bairrismo", "falar" da Nossa Terra. E, foi assim, que o Grupo Coral Guadiana gravou dois programas, que foram transmitidos através da então Emissora Nacional. Eu próprio e mais alguns camaradas de profissão, nos deslocamos a Mértola e, aqui, gravamos os referidos programas de que, ainda hoje, possuo cópias.
    E quando Mértola mostra o seu lado bom, como o Festival Islâmico, entre outros, sinto uma certa vaidade...Acho-me um pouco "culpado". Pouco, mas "culpado"!...

    ResponderEliminar
  4. Não quero entrar em polémicas, nem sequer apresentar tudo aquilo que fiz por Mértola. Essa foi, é, e será sempre a minha obrigação e de qualquer um bom Mertolense tudo fazer para que o concelho de Mértola, seja uma boa referência, tanto para os que cá vivem como para aqueles que nos visitam.Eu sei bem avaliar o que é ter uma vida digna, por que até aos 20 anos, vivi sem água, sem luz, sem esgotos e sem acessos.
    Apenas apelei e volto apelar para que todos se juntem com propostas, com ideias, com participação para que o produto final seja sempre muito melhor.

    ResponderEliminar
  5. Vim aqui ver o programa detalhado do festival e fiquei muito surpreendido ao ver que a Raquel Bulha ía tocar novamente no cais. Não critico a senhora como locutora de radio, mas como dj acho que já todos ouvimos e vimos que chegue!!! Será que ela vai passar o malhão malhão outra vez? Já agora, quem é que sugeriu ou contratou a senhora?

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.