Vamos falar de


sábado, 16 de maio de 2009

Alegre fica no PS mas não integra lista


Manuel Alegre mantém-se no PS, mas não será candidato a deputado pelas listas do partido nas próximas legislativas. O tabu foi desfeito esta sexta-feira, depois de uma reunião com apoiantes, e a decisão deixou Sócrates satisfeito.

Depois de algum suspense em torno da postura que Manuel Alegre iria ter relativamente ao PS, o tabu foi desfeito ontem à tarde, depois de o ex-candidato presidencial ter reunido, durante cerca de duas horas, com algumas dezenas de apoiantes num hotel em Lisboa: não sairá do PS, não será candidato a deputado e não formará um novo partido para as próximas legislativas.

Aos jornalistas, Alegre explicou que a decisão de não integrar as listas socialistas foi tomada depois de várias reuniões tidas com o secretário-geral do PS e se deve a "divergências políticas".
(...)
in
Jornal de Notícias
por FÁTIMA MARIANO E HERMANA CRUZ

Clique aqui para ler a notícia completa

3 comentários:

  1. Boa decisão-Dá lugar a renovação e deixa em aberto a candidatura a Presidencia com apoio do PS.Não fazia sentido vir negociar programa e lugares dentro do seu partido.Pode assim contar com apoio dos PCP e BE e não se desgasta na Assembleia República.

    ResponderEliminar
  2. O país a braços com problemas na mercearia e o deputado Alegre com um tabu que agora se desfez: fica no PS mas não integra lista.
    Pois eu também não. Nem é dramático.
    Há milhares e milhares de pessoas nessas condições. Estão e ficam no PS ou noutro qualquer partido e nunca integraram, não integram e não vão integrar nunca listas para o que quer que seja. São outras vidas.
    É portanto uma não notícia não sair do PS, não ser candidato, não formar partido, etc.
    Já é cacha o pôr-se a jeito na paragem do eléctrico para Belém.
    Com o meu voto jamé Sr Manuel! Agrada-me o contrapoder selectivo de Cavaco. Abençoado presidente.

    ResponderEliminar
  3. Se o Partido Socialista ainda tem uma referência original, quero dizer, verdadeiramente socialista, essa referência é Manuel Alegre. Assim sendo, não é Manuel Alegre quem está a mais no Partido Socialista... Se se disser PS...isso já é outra coisa.
    E não tenho dúvidas quanto à possibilidade que Manuel Alegre tem de recolher o apoio da Esquerda se, daqui a dois anos, concorrer a Belém. Manuel Alegre, sim, o PS, esse, deve aliar-se aos que, em todas as outras ocasiões, lhe serviram de "boia". Eu, no caso de Manuel Alegre, fazia como fez Cavaco Silva, recusava o apoio explícito do Partido...Mas, essas, são águas em que não gosto de navegar.

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.