Vamos falar de


terça-feira, 21 de abril de 2009

Projecto “Mértola, Voz amiga” arrancou hoje


A Câmara Municipal de Mértola começou hoje, 21 de Abril, a distribuir os serviços de teleassistência, um projecto intitulado “Mértola, voz amiga”. Numa primeira fase oito idosos, referenciados pelas instituições de Solidariedade Social do Concelho, vão ser os beneficiários.
A cada beneficiário é entregue um dispositivo de alarme, tipo relógio ou colar, com um botão de controlo remoto que, depois de premido estabelece, de imediato, contacto com a central de assistência, através de um intercomunicador ligado ao telefone fixo.

A teleassistência da Helpphone oferece três tipos de serviço: emergência 24, que inclui o contacto com bombeiros, polícia, profissionais de saúde e uma voz amiga para ajudar a combater a solidão; mediphone que presta assessoria médica pelo telefone e informação sobre clínicas e hospitais; serviços de alerta para a toma de medicamentos, consultas e serviço de despertar.

Os custos de instalação e de manutenção vão ser suportados pela Autarquia, uma medida que visa beneficiar idosos que residam sozinho e que o seu estado de saúde necessita de contacto permanente.

3 comentários:

  1. Esta demonstração do grande interesse e verdadeira devoção que o Jorge mostra pelos pobres é a garantia de que podemos contar com o seu empenho a favor dos mais desfavorecidos. Se for preciso o Jorge, acolitado pelo Manuel Joaquim, até pode substituir o padre nas missas de domingo se tal se tornar necessário. Chamar-se-ia a isso o 2 em 1. Se mais razões não houvesse, só esta possibilidade de o Jorge mos dar missa, me chegava para eu votar nele. Porque sem a minha missinha dominical é que eu não passo...

    ResponderEliminar
  2. Mas este serviço jé é prestado pela SCMM há muitos anos. onde stá a novidade???

    ResponderEliminar
  3. O serviço não é prestado pela SCMM , isso foi ha mais de dez anos e noutros moldes, e pago pela autarquia.. Parou no tempo amigo? Novas Tecnologias ouviu falar?

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.