Vamos falar de


quinta-feira, 23 de abril de 2009

Mértola assiste a invasão de turistas espanhóis

Desde a abertura da Ponte Internacional do Baixo Guadiana, a 26 de Fevereiro, o Concelho de Mértola registou um aumento de turistas vindos de Espanha, principalmente ao fim-de-semana. Na sua larga maioria vêm atraídos pela gastronomia e produtos tradicionais.

Este aumento de turistas vindos de Espanha pela nova ponte está a dinamizar o tecido económico local, com destaque para a restauração que regista todos os fins-de-semana enorme afluência de famílias provenientes da raia espanhola. Pratos tradicionais com bacalhau, migas, ensopado de borrego são alguns dos pratos preferidos. Os queijos e o vinho do concelho são igualmente apreciados.

O Posto de Turismo e o Museu de Mértola também estão o registar um aumento de turistas espanhóis interessados em conhecer a História e os locais do concelho.

Na Feira do Mel, Queijo e Pão a decorrer de 24 a 26 de Abril e no Festival Islâmico de 21 a 24 de Maio é igualmente esperado um aumento de visitantes vindos do outro lado da fronteira.

24 comentários:

  1. Já viram no que deu a ponte?

    ResponderEliminar
  2. A ponte deu nisto que quase todos nós queríamos. Ainda bem! Mértola merece!

    Só não acho bem que um dos restaurantes da vila apresente a ementa só em lingua espanhola (são 4 folhas A4 com os pratos que fabrica, tudo em espanhol). Se a ASAI sabe ainda vem por aí a baixo e depois não digam que não avisei.

    ResponderEliminar
  3. Esta é daquelas notícias que vái fazer engolir em secos algumas pessoas em Mértola.

    SLB

    ResponderEliminar
  4. Discordo um pouco de afirmações como "Este aumento de turistas vindos de Espanha pela nova ponte está a dinamizar o tecido económico local..."

    O tecido económico local não se dinamiza apenas por termos turistas a "encher" os restaurantes durante o fim-de-semana. É algo muito mais complexo do que isso. Esta nova afluência de turistas principalmente por motivos gastronómicos não é suficiente para criar uma dinâmica positiva a nivel económico. Talvez se a procura de outros produtos do comércio local aumentar ou outros produtos tradicionais, talvez se revitalize um pouco o tecido económico e comercial de Mértola. Não podemos esquecer que o comércio vive um periodo negro que se tem agravado nos últimos tempos pelo que estes euritos a mais apenas servem de um pequeno balão de "oxigénio".

    Cumprimentos a todos

    ResponderEliminar
  5. Vá-se lá saber o que é o tecido económico local?!!
    E será que o local tem tecido económico?
    Meia dúzia de tascos e um pronte a vestir são tecido económico? Và se lá saber

    ResponderEliminar
  6. venham eles quantos mais melhor!!

    ResponderEliminar
  7. Os espanhois parecem o D.Sebastião,
    esperam-se mas não aparecem.

    ResponderEliminar
  8. Até os comemos!

    ResponderEliminar
  9. mÉRTOLA JÁ ERA O CONCELHO DO iNTERIOR QUE MAIS FACTURAVA NA RESTAURAÇÃO.
    COM OS ESPANHÓIS AUMENTOU SIGNIFICATICAMENTE. HÁ QUEM DESVALORIZE. É NATURAL.TODOS AQUELES QUE EMPERRARAM MÉRTOLA E SÓ VIAM A ARQUEOLOGIA E PENSAVAM QUE A MUDANÇA DA CÂMARA PUNHA TUDO ISTO EM CAUSA ENGANARAM-SE. COMO DIZEM ELES "MÉRTOLA MUDOU MESMO PARA MUITO MELHOR.LEVEI TEMPO A ENTENDER MAS AINDA FUI A HORAS

    ResponderEliminar
  10. Eo candidato da CDU Jorge Revez o que diz a isto. Vai continuar a pregar que tudo está pior que no tempo dele? Ele que se lembre que já não controla muita gente e que o povo e até os menos esclarecidos, sabem fazer comparações.
    Mesmo que ele diga que não se fez isto ou aquilo alguem lhe vai recordar o que foi feito.

    ResponderEliminar
  11. Alguém lhe vai recordar o que foi feito, alguém lhe vai recordar o que foi feito com ele contra e sobretudo alguém lhe vai recordar o que ele devia ter feito e teve a pouca vergonha de não fazer, porque o partido équesabe, o partido é que acha conveniente , o partido, o partido, blá, blá ... e o conselho que se lixe

    ResponderEliminar
  12. Mais um "revez" para a CDU.Tantos espanhóis. mais dinheiro, mais uns postozitos de trabalho, a malta não reclama tanto... bem ito não é bom para quem gosta das desgraças.
    Percebem? Claro que sim malta inteligente

    ResponderEliminar
  13. Falam de fartos. Tudo lhe tem corrido bem. Até a crise os veio ajudar. Afinl a crise devia ser para todos desta vez foi para os ricos.
    É bem me barafusto a dizer que está tudo mal mas este mês a minha prestação lá baixou mais 175 euros.E a gasosa que não se podia ir à bomba? Paguei menos 23 euros que há cerca de 4 meses.
    Mas eu bem prego , mas já não me ouvem, nem os nossos.
    Há-de ser o que Deus quizer. A gente que não acreditava em Deus,vamos ter esperanças nas rezas que algumas camaradas vão fazer

    ResponderEliminar
  14. Fia-te nas rezas de algumas camaradas virgens e não corras ...

    ResponderEliminar
  15. Al Mertuli01/05/09, 11:18

    É evidente que a Ponte do Chança, sonho velho do nosso Concelho, agora levado a cabo pelos espanhois, nos não trouxe desvantagens, é claro que não... e é bem-vinda. Dai a haver quem, à falta de "argumentos" se "agarre" à obra de "nuestros hermanos", fazendo de conta que se trata de uma "conquista deste poder PS" vai uma grande distãncia. E, é claro, é a prova que à falta de "obra nossa" nos sirvamos do trabalho alheio. É uma técnica velha mas que faz prova, uma prova insufismável, da nossa própria impotência (incompetência). Temos ponte. Ainda bem. E sem portagem. Optimo!...mas não foi trabalho nosso. Ponto final. Os mertolenses, por vezes, até parece que andam a dormir mas não são parvos. Ai, não são, não!...

    ResponderEliminar
  16. Talvez Mértola, viva para além do festival Islâmico.
    A ponte pode ser o passo para acraição de novas parcerias comerciais, ambos os lados teriam a ganhar.

    ResponderEliminar
  17. Onde estão as estatisticas a confirmar a afluência excepcional de turistas espanhóis?

    ResponderEliminar
  18. e são precisas estatisticas para confirmar o obvio?? ès ceguinho ou fazes-te?

    ResponderEliminar
  19. sim! ok, mas porque é que os "espanhois" não a fizeram mais cedo????? a "vontade" já era muito antiga porque nao foi feita?
    m.c.

    ResponderEliminar
  20. Os espanhois não podiam ter feito a ponte sozinhos...

    ResponderEliminar
  21. Certo.
    Nessa se fiaram sempre o galinha paulo neto e revez que não queriam que a ponte se fizesse. Mas tramaram-se que deste lado passou a haver quem quisesse. E a ponte fez-se
    Agora tem que a gramar e não há manifestação ou saramugo ou associação do património que a mande abaixo.
    O povo da freguesia de santana agradece aos heróis que tudo resolveram.

    ResponderEliminar
  22. Al Mertuli03/05/09, 17:24

    O MS escreve, escreve, mas não escreve a verdade. E isso é feio. Até pode dar-se o caso de também não estar a mentir. Pode ser tão só deconhecimento dos factos. O que é, naturalmente, o mais provavel. Nada tenho a ver com nenhum dos partidos que nestes anos governaram a nossa Terra. Mas por mor à verdade tenho de afirmar que os senhores referidos, mormente um deles, muito fizeream para que a passagem acontecesse...só se conseguiu agora, ainda bem, quando quer que fosse seria sempre uma boa altura. Porque fazer passagens, fazer pontes alarga os nossos horizontes. Os espanhois, agora, decidiram que estava na hora. E o facto de ambos os governos serem da mesma "cor" até pode ter ajudado. Mas que a ponte não foi "obra" de quem está, agora, na Autarquia, lá isso não foi. Terão feito muita coisa, caramba, passaram oito anos "a trabalhar", mas a ponte, essa, não. E falar verdade é, também uma forma de liberdade e, principalmente, de integridade. Al Mertuli.

    ResponderEliminar
  23. O revez queria a ponte feita, só não a queria agora.
    Queria atrasa-la e atrasa-la ate para lá de Outubro (pensando ele que ganhara a câmara) e depois lá a fazia. Exemplo: "os outros tiveram aqui 8 anos e não a fizeram, nós, CDU estamos aqui a pouco e já esta feita!" lol

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.