Vamos falar de


sábado, 10 de janeiro de 2009

Cláudio Torres – 70 anos

Foto ALFREDO CUNHA

Cláudio Torres faz hoje 70 anos. Desses, os últimos 30 estão intimamente ligados a Mértola, onde deixou e deixa uma marca indelével. Embora esteja ainda longe da reforma não quero deixar de assinalar a data e, sobretudo, de fazer um breve resumo do que foram estas três décadas de trabalho, iniciadas na nossa vila com a criação do Campo Arqueológico.

Não falo só do Museu de Mértola, que dirige e cujos diferentes núcleos foram da sua responsabilidade, desde a abertura ao público da Casa Romana (1988) até à inauguração do núcleo islâmico (2001).

Não falo das escavações realizadas na vila desde 1978, cujo sector principal – o da alcáçova – ganhará em breve novo fôlego.

Não falo sequer dos prémios e das honrarias: Prémio Pessoa (1991), Prémio Rómulo de Carvalho (2001), Doutoramento Honoris Causa pela Universidade de Évora (2001).

Não falo também dos cargos (representante do Comité do Património Mundial da UNESCO em 2000, membro do Conselho Consultivo do IPA e do IGESPAR) ou da direcção científica de projectos e exposições (Portugal Islâmico, em 1998; Marrocos-Portugal: portas do Mediterrâneo, em 1999, Discover Islamic Art, 2004-2007 etc.)

Não falo, enfim, dos projectos científicos que desde 1986 o Campo Arqueológico tem vindo a concretizar nem das publicações que, de forma individual ou colectiva, realizou, promoveu e apoiou.

O percurso tem, por vezes sido conturbado e está longe de ser linear. E nele se reconhecem coisas decisivas. A capacidade de mobilizar equipas, de lançar sementes e de as deixar crescer e seguirem caminhos autónomos. A crescente credibilização científica de um projecto de início visto como “folclórico”. A participação activa em novos caminhos de desenvolvimento local. A aposta decisiva na formação (quem poderia imaginar em 1978 que trinta anos depois Mértola seria a sede de um mestrado?).

O percurso foi isento de falhas? Claro que não. Mais importante, o caminho futuro será isento de erros? Decerto que não. Mas o futuro está sempre ao virar da esquina e é por ele que vamos.

Usando uma das minhas citações preferidas (do filme O terceiro homem): “em trinta anos de governo dos Bórgias, a Itália conheceu a guerra, o terror, crimes e derramamento de sangue, mas produziu Miguel Ângelo, Leonardo da Vinci e o Renascimento. Na Suíça tiveram amor fraterno, tiveram 500 anos de democracia e paz. E o que é que produziram? O relógio de cuco.”

Sem guerra, nem terror, nem crimes nem derramamento de sangue se fez o percurso do Cláudio e do Campo Arqueológico em Mértola. O legado é substancial e o património histórico e de memória colectiva que o concelho hoje tem em nada se pode comparar ao de 30 anos. Trabalho colectivo? Decerto. Mas quem hoje faz anos é o Cláudio. Por isso, À TUA SAÚDE!

Santiago Macias

___________________________________________

Parabéns, pelos 70 anos e em especial pelos 30 de Mértola. Foste uma referência na minha juventude marcando de forma decisiva o meu percurso pessoal e profissional.

As nossas discordâncias não me impedem de reconhecer a importância da tua intervenção em Mértola e Mértola está reconhecida por essa dedicação. Não duvido porém, que reconheces a Mértola e às suas gentes o mérito de te ter posto à disposição a matéria prima que te possibilitou coordenar a equipa e o projecto, á luz do qual, recebes-te o reconhecimento público e as honrarias que o Santiago acima refere. A vida é um caminho com dois sentidos.

Lembro-me de um Volkswagen velhinho quando começas-te a vir a Mértola, não sei se era este!

Um abraço.

Carlos Viegas

7 comentários:

  1. Já?! Olhe que não parece!
    Parabens Dr. Cláudio pelo aniversário e também por, um dia, há trinta anos atraz, ter decidido vir para Mértola.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  2. os meus parabéns ao dr.Cláudio Torres...

    ResponderEliminar
  3. Os meus parabéns pelos 7 anos(perdão 70)do bom homem e cientista Cláudio Torres.Obrigado por ter vindo para Mértola e ter dado visibilidade ao nosso concelho.Obrigado também para quem o trouxe para cá(Serrão Martins?)Da minha parte obrigado por sempre me ter incentivado a continuar o projecto de Montes altos, mesmo quando todos(digo mesmo todos)os apoios faltavam e eu tinha que me desenrascar sózinho.Um beijo para as suas filhas e que continue conosco até ao final das nossas vidas, pois Mértola é sua terra .
    Um abraço Diogo Sotero

    ResponderEliminar
  4. Um grande beijinho ao Cláudio Torres, Parabéns !!!!!!!!

    ResponderEliminar
  5. Parabéns Dr. Cláudio Torres pelo Homem que o Sr. é e pelo muito bom trabalho que realizou na nossa linda vila.

    ResponderEliminar
  6. Desde sempre achei que muito do que Mértola é o deve a este Sr.
    Muitos Parabéns e Muito Obrigada por tudo o que fez por Mértola e pelos seus habitantes!

    ResponderEliminar
  7. Mts parabéns, obrigada...Mértola sp!

    Bjinho

    MB

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.