Vamos falar de


quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Fados em Santana de Cambas


7 comentários:

  1. isto é que é cultura.

    ResponderEliminar
  2. Oh Santiago, o Clã Torres tem outro entendimento. Eu acho que é e não é. Depende..
    Se tiver uma cana rachada do barranco onde os mouros faziam despejos, sim é cultura. Se o fado fôr acompanhado com os instrumentos de hoje, tenho pena mas isso é música pimba. Ainda assim reconsidero a classificação caso, eu analise o texto.
    Vamos pedir que nos enviem os instrumentos e os textos para iniciarmos a disussão, sobre aqueles fados se são cultura ou não.

    ResponderEliminar
  3. Tanta baboseira junta, já agora se o fado é assim tão importante para Mértola, deixo uma sugestão acabem com o Festival Islâmico e organizem a maratona do fado. Agradeçam ao Cláudio e à sua equipa o relevo que conseguiram para esta terra, tenham juizo a arqueologia não é tudo, mas é uma condição importante para o desenvolvimento de Mértola, estimem aqueles que continuam a acreditar num projecto, aprendam com eles.

    ResponderEliminar
  4. Penso que estes comentários são despropositados, pois o fado também faz parte da cultura portuguesa e até alentejana.
    Penso que o festival Islâmico, o do peixe do rio e qualquer outro que se realize no concelho, não são impeditivos de que se realizem noites de fados, até porque a organização desta noite de fados, tem por objectivo angariar fundos para a construção de um lar em santana de cambas e ainda dinheiro para pagar aos trés funcionários que a casa do povo tem contratados.
    Por isso deixem-se de conversas de politiquices, que o nosso objectivo não é esse, e já agora apareçam para jantar e ouvir um fadinho e contribuir assim para uma boa causa.
    CARLOS PAULOS.

    ResponderEliminar
  5. Mais nada. Têm que meter o raio da politica em tudo!
    Os objectivos, o trabalho, as obras que têm sido feitas (e oxalá que na minha terra Corte do Pinto também/ainda houvessem 3 ou 4 pessoas que se esforçassem como o pessoal de Santana)a dedicação que as pessoas de Santana dão à sua terra é um bom exemplo a seguir, pois é uma terra que está sempre com actividades e que se dedica a ser cada vez melhor. Parabéns ao Rui, Carlos, André, Luís, Diamantino, M. Soares, Zé Barão e seus trabalhadores, etc por quererem tanto à terra onde vivem e continuarem a dar exemplos à sociedade.
    Pereira.

    ResponderEliminar
  6. Tive o prazer de assistir à noite de fados em Santana de Cambas, e colocando de parte a opinião de quem quer que seja, deixem-me dizer que esteve brilhante, ouvi o fado como já há muito tempo não ouvia (as pessoas respeitaram e souberam dár-se ao respeito, via-se que estavam entusiasmadas e a gostar). O jantar e ceia estavam maravilhosas. Quem nos recebeu teve a humildade de de saber receber, houve um senhor da organização que pediu desculpa por qualquer falha, pois não eram profissionais. Pois do meu ponto de vista, tomara que muitos profissionais soubessem organizar uma noite de fados como a que eu tive a sorte e o prazer de assistir em Santana de Cambas, tão bem como a Casa do Povo. Parabéns à organização e espero que tenham mais ideias como essas, pois o nosso concelho precisa disso. Obrigado e parabéns.
    Maria, António e Pilar - Espanha.

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.