Vamos falar de


segunda-feira, 7 de julho de 2008

Morre-se menos em Mértola!!


De acordo com a “Análise da Mortalidade e dos Internamentos Hospitalares por concelho de Portugal Continental 2004-2006”, efectuado pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, o concelho de Mértola apresenta-se com uma reduzida taxa de mortalidade e de internamentos em comparação com todos os Municípios do Baixo Alentejo. Este estudo ainda está a decorrer e procura relacionar aspectos ambientais com a mortalidade.

Segundo os dados recolhidos de 2000 a 2004, pelo projecto GeoFASES – Análise Geográfica de Factores Ambientais e Sócio-económicos em Saúde, em Mértola há poucas hospitalizações e morre-se pouco, sendo que o número de óbitos por 100.000 habitantes, em indivíduos com menos de 65 anos, varia entre 881,1 e 928,7 em indivíduos com mais de 65 anos os números variam entre 4706,9 e 4840,3, também por 100 000 habitantes. No que concerne ao número de internamentos anuais, estes não chegam aos 6500 por 100 000 habitantes.

Um dos principais pontos de destaque deste estudo são as discrepâncias relativamente aos concelhos vizinhos do Alentejo e Algarve, sendo que nesta fase ainda não é possível adiantar razões concretas para este facto.
In : Site da Câmara Municipal

5 comentários:

  1. Não querendo apresentar uma opinião negativa mas apresentando, não me surpreende os resultados deste estudo. Não é de admirar que hajam menos mortes e menos hospitalizações em Mértola, verdade seja dita que o centro de sáude do qual disponibilazamos em Mértola não nos dá alternativas senão ser enternados fora de Mértola ou mesmo ir morrer noutra freguesia.
    É com grande tristeza minha que ao longo da minha vida vou assistindo à degradação do centro de sáude(peço desculpas por tar sempre a fazer referência à mesma coisa, mas é importante "mostrar" a realidade que nos rodeia) Um centro de sáude que serve mais de passerele para alguns médicos e enfermeiras que ao invês de vestirem a bata e meterem mãos ao trabalho, andam a pavonear-se de um lado para o outro quando uma pessoa simplesmente se dirige lá para marcar uma consulta e tem de percorrer todos os corredores daquele edificio para encontrar alguem, que ainda não chegou ou então está na hora do cafezinho.

    Toda a gente sabe que os hospitais são os maiores "ninhos" de bactérias e o nivel de contaminação é maior, mesmo assim deparo-me com um enorme descuido por parte de alguns profissionais que andam à "paisana" e desencaminham aqueles que chegam à nossa vila, depressa os fazem largar a bata.

    Podiamos ter um centro de sáude como deve ser, se houvesse mais empenho da parte dos que lá trabalham,uma vez que nem o proprio sistema o permite. Mais seriam as pessoas satisfeitas se o atendimento também fosse melhor.e talvez mais pessoas recorreriam ao "nosso" centro de sáude. Já não digo para internamentos, porque felizmente até temos o centro de UAI que na minha opinião faz um trabalho considerável,mas num simples caso em que alguem parte um dedo não tenha logo que correr para o hospital de Beja porque em Mértola não temos à nossa disponibilidade melhores equipamentos e melhores profissionais.

    Cumprimentos e parabéns ao senhor que torna este blog possivel e nos permite expor as nossas opiniões, sem querer ofender ninguem.

    ResponderEliminar
  2. para grande tristeza minha e de mts. Mertolenses, cada vez vão morrer menos pessoas, pois cada vez se vai embora de cá mais gente jtjt.

    ResponderEliminar
  3. pois quem deve andar preocupado é o Henrique Baioa........

    ResponderEliminar
  4. Até dá vontade de rir este estudo... Onde anda a ASAE que não vê que este centro de saúde nem para canil serve. Tudo reclama mas não vejo ninguém a fazer nada!!! uma cartinha para os sitios certos e já está pelo menos a dar conhecimento do que se passa aqui. O poder superou os estudos e juramentos desses profissionais que tratam as pessoas como se fossem animais e esquecen-se que eles é que descontam dos seus salários os ordensdos de quem compete servir e salvar vidas.
    Há e enquanto o centro de saude se mantiver abertoo Baioa vai ter sempre clientes....esse está garantido

    ResponderEliminar
  5. Estou plenamente de acordo, onde anda uma espécie de ASAE para fechar o que se diz uma espécie de Centro de Saude em Mértola????
    Tenham dó, umas urgências que fecham às 17horas da tarde onde se admite uma coisa destas? quer dizer que o pessoal agora só pode ficar doente até às 17horas, depois já não é permitido. ai valha-me Deus ao que isto já chegou, só me resta dizer AH GANDA HENRIQUE, É SÓ FACTURAR.

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.