Vamos falar de


quarta-feira, 16 de agosto de 2006

Ponte do Pomarão

Tal como se pode verificar pela fotografia os acessos à ponte do Pomarão do lado espanhol estão em curso e em estado bastante avançado. Parece que é mesmo desta!

17 comentários:

  1. Deverá ser como na zona de Paymogo, em que os espanhóis fizeram a estrada até à ribeira... uma estrada bastante larga, só que não foi alcatroada, e o portugueses não deram continuidade!
    Vamos ver se não acontece o mesmo com esta do Pomarão... (um natural da freguesia)

    ResponderEliminar
  2. Deve ficar em aguas de bacalhau. Devemos continuar a ir pela volta falsa...

    enfim, sao os governantes que nos temos.

    ResponderEliminar
  3. Zé do Boné23/08/06, 23:37

    gosto do espirito positivo dos comentários anteriores, parabéns a todos

    ResponderEliminar
  4. question mark?24/08/06, 13:01

    A ponte do Pomarão, como Alqueva e outras coisas, perderá a graça depois de feita: deixa de ser bandeira, coisa que até ao presente tem dado muito jeito a uns quantos.

    ResponderEliminar
  5. Até pode perder a graça e deixar de ser bandeira, mas não deixa por isso de cumprir a sua função de facilitar as comunicações. Por isso se deixar de dar jeito a uns quantos e passar a dar jeito a todos, optimo.

    ResponderEliminar
  6. aqueles que agora estão a duvidar, serão os primeiros a passar para o outro lado, para poderem ir "brincar" para espanha.

    ResponderEliminar
  7. Eu por exemplo irei com certeza fazer as minhas compras no outro lado, já que é tudo muito mais barato, com mais qualidade e maior diversidade, e não me refiro a isto, ou aquilo , mas sim na totalidade.È bom que haja alguma concorrência para ver se não continuamos confinados a ter a qualidade a que infelizmente estamos votados, ou seja, não muito boa(para não ser muito drástico).

    Na era em que vivemos a proximidade com os diversos povos pode criar desenvolvimento. Resta saber é se esses povos estão na disposição de aceitarem as ideias que vêm do exterior, e Mértola neste capítulo ainda tem muito a aprender, já que é uma comunidade muito fechada e com um intrincado código de aceitação de novos valores.
    E compreende-se visto estar mergulhada num interior profundamente deprimido o que leva a que muitas vezes se tenha medo do que é novo e á mistura uma certa ignorância da realidade dos factos.Hà da parte da grande maioria das pessoas de Mèrtola um comodismo muito grande, de valores incutidos, que vêm do tempo dos afonsinos.Não queria que com esta minha critica que a população mertolense fica-se melindrada, vejam-na antes como um abanão para que não se deixem dormir e que opinem positiva e construtivamente para que Mértola se desenvolva, nem que para isso se demovam as velhas carcassas que são quem realmente tem o poder nas mãos e tudo conseguem mas apenas para beneficio próprio destribua-se um pouco mais e viveremos todos melhor.Informem-se e vejam os problemas de vários pontos de vista e não aquele que vos querem impingir.

    Para finalizar gostaria ainda de dizer que acho muito bem que esta ligação se faça.

    ResponderEliminar
  8. A ponte que venha ja rapido. Nem imaginam o que poupo em tempo e combustivel. Todos meses vou 2 vezes (comprar tabaco e ver umas primas). assim ja posso ir mais vezes, menor tempo e maior segurança. :) :)
    NOTA: Para quem não gosta e nao quer a ponte, tem alternativa de ir por Vila Real ou por Ficalho. Temos respostas a medida do fregues... Abracinhos.

    ResponderEliminar
  9. Graças a Deus (e à maioria da população do nosso concelho) que passámos a ter um executivo camarário competente e com os olhos postos no futuro, que foi capáz de desbloquear o que estava bloqueado há tantos anos.
    A obra está lançada e, nunca o projecto da passagem fronteiriça do Pomarão/El Granado esteve como está neste momento que é APROVADO, FINANCIADO, EMPREITADAS e OBRAS EM CURSO. Ou seja, é uma certeza que muito em breve vamos poder atravessar a ponte do Pomarão para Espanha, e digo muito em breve porque quem já esperou mais de 25 anos pela bem dita ponte, também pode esperar mais meia dúzia de meses. À Câmara Municipal de Mértola e ao seu Presidente, o nosso muito obrigado, a maior parte da população da freguesia de Santana de Cambas certamente que reconhece o vosso mérito e tem a consciência que nunca este processo (fronteiriço) esteve tão avançado.

    ResponderEliminar
  10. Felizmente que o nosso concelho tem agora alguém competente e que já o está a colocar no caminho do desenvolvimento, e esse alguém é o actual executivo da Câmara Municipal de Mértola, e isso doa a quem doer, é a pura da realidade.
    Há tantos anos que outros "lutavam!!!" pela passagem fronteiriça e nunca conseguiram nada, prejudicando assim o concelho de Mértola com a sua ineficácia, e agora que o projecto está aprovado, garantido e as obras estam à vista como nunca estiveram, ainda há alguém que consegue colocar em dúvida tal passagem. O que só prova que a minha freguesia (Santana de Cambas) e a grande parte do nosso concelho deve cada vez mais confiar no nosso presidente, é que ao menos assim começámos a ver obra feita e que a que está por vir vai ser uma realidade. Sendo certo que não poderemos esperar que se faça uma obra em pouco tempo, quando levámos vinte e tal anos sem desenvolvimento nenhum. A carapuça é para quem lhe servir melhor.

    ResponderEliminar
  11. a canalha dumcabrão, que continuam a degladiar-se como bons atrasados mentais que são.

    ResponderEliminar
  12. Boa bom povo de Santana. Não foi preciso "lutar" com os braços as bandeiras pretas e as ameaças-esses nunca ganharam.
    São os mesmos que agora não queriam a ponte por causa do ambiente e são os mesmos que em surdina ainda pensam que ela não se constrói.
    Para o sucesso bastou apenas "lutar" com a nossa cabeça e acreditar nas n/ convições... e o resultado aí está.
    Boa viagem até Portugal nossos hermanos e boa viagem para nós até espanha.

    ResponderEliminar
  13. santanenses29/08/06, 11:58

    os espanhóis que nos esperem, nós ca ficamos a espera deles

    ResponderEliminar
  14. que venha a ponte, que passantes somos nós!!!

    ResponderEliminar
  15. Sim dizes bem na postagem, do lado espanhol ja estão bastante avançados... mas observa la bem este lado! hum? que parece? poiiissss...

    Agora censura este comentario, por muito menos ja o fui e pelo que vejo ha pessoal que pode dizer de tudo um pouco que ca continua...

    ResponderEliminar
  16. Sou natural da Freguesia de Santana, infelizmente fui obrigado a procurar emprego em Lisboa, a semelhança da maioria dos jovens.
    É uma oportunidade única que devemos aproveitar e ao mesmo tempo reflectir como é que os nuestros hermanos logo aqui ao lado tem o nível de desenvovimento e de vida que tem e nós infelzmente caminhamos para uma desertificação a passos largos na nossa margem esquerda.
    Desde jovem habituei-me a admirar a qualidade de vida das pequenas povoações logo aqui ao lado (El Granado, Castillejos), povoaçãos com vida nocturna invejavel a de algumas vilas Portuguesas sede de Camara (Mértola ), onde apartir das 21 horas de Inverno mais parece uma vila Fantasma.
    Sempre me questionei e continuo a faze-lo, como é que regiões idênticas com climas indênticos , apenas a separa-las o traçado fronteiriço , as suas populações tem uma diferença de qualidade de vida abismal.
    Sera a culpa unica e exclusiva dos nossos governos,não tera a camara uma palavra a dizer ?

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.