Vamos falar de


sexta-feira, 16 de junho de 2006

Áreas Rurais de Baixa densidade reúnem-se no Concelho

No próximo dia 23 de Junho reúnem-se na Mina de S. Domingos Municípios e Associações de Desenvolvimento para reflectir sobre três temas estruturantes: Que futuro para as áreas rurais de baixa densidade? Que modelo de serviços públicos para o mundo rural? Qren 2007-13 última / única oportunidade de desenvolvimento? Os participantes no encontro deverão ainda definir uma agenda para 2006/7.

Foram convidados a participar os 98 Municípios que integram as áreas rurais de baixa densidade que ocupam já 60 por cento do território nacional.

O Secretário de Estado do Desenvolvimento Regional confirmou já a sua presença enquanto observador.

18 comentários:

  1. Perdoem-me a minha ignorância, mas que raio são áreas rurais de baixa densidade?!

    ResponderEliminar
  2. Sempre a aprender :))

    As áreas de Baixa Densidade correspondem tradicionalmente aos espaços do Barrocal e Serra, integrando as zonas periféricas conhecidas por Costa Vicentina e Baixo Guadiana. Caracterizam-se por apresentarem genericamente baixas densidades sócio-económicas e forte ruralidade, que se traduz em densidades populacionais inferiores à média da região e do País, numa diminuição progressiva da população nas últimas décadas, índices de envelhecimento em crescimento acentuado e emprego agrícola bastante acima das médias nacional e comunitária.

    Mais em http://www.ccr-alg.pt/ccr/index.php?module=ContentExpress&func=display&bid=19&btitle=%C3%81reas%20Principais&mid=58&ceid=142

    ResponderEliminar
  3. Não admira em Mértola com este poder é só reuniões de baixa densidade.
    Quem nos prometeu o aeroporto dos Fernandes e o TGV para Sevilha com paragem no Granado não há dúvida este encontro vem mesmo a calhar.

    ResponderEliminar
  4. realmente senhor anónimo ...
    Permita-me dizer...
    Você é mesmo tapado...
    Lamento que tenhamos de conviver com pessoas assim....
    Vá-se tratar, ah...se quiser eu patrocino um heliporto no seu quintal.

    ResponderEliminar
  5. senhor anónimo, permita me também dizer lhe que triste o seu comentário.. como é possível tanta ignorância? para conviver com pessoas assim digo Viva as areas com baixa densidade!

    ResponderEliminar
  6. O Ordenamento do Território em Portugal já não é preocupante, agora é Assustador. E para isso contribuiu a passividade dos sucessivos Governos. Atitude que, ao que parece, se mantém. Pois, segundo a última linha do post, o representante do Estado vém observar.

    ResponderEliminar
  7. Sugiro que ponham a bandeira azul das 25 estrelas que isso é sinal de progresso pois o nosso nível de vida está ligeiramente acima dos TUAREGUES
    o secretário de estado vem papar o almoço e ganhar mais uns tustos de ajudas de custo.

    ResponderEliminar
  8. Observador :)21/06/06, 11:11

    Onde andam os comentários com conteúdo? Tirando o fingido o deserto próprio das regiões de baixa densidade. Temos que viver com aquilo que temos e é mesmo muito pouco...

    ResponderEliminar
  9. @observador
    E tu ainda vens ajudar pó deserto com a tua léria, pacóvio

    ResponderEliminar
  10. Realmente este concelho está cada vez mais pobre. A pobreza de espirito é crescente e a formação pessoal escasseia.

    Aqui abunda cada vez mais a cultura intresseira daqueles "abenegados" que hipocritamente dizem-se voluntários que não gostam de ser louvados...

    Deixem de querer tapar os olhos áqueles que os têm abertos, essas pessoas têm objectivos pessoais muito concretos... aparecer diante das câmaras, dar nas vistas e passarem por "fazedoras do bem", mas para proveito póprio.

    Realmente, temos "pessoas muito activas e desinteressadas em Mértola", veremos isso mais tarde. Não têm certamente preocupação com o futuro da nossa baixa densidade, como o nosso governo. São todos uns oportunistas do sistema.

    Isto está realmente cada vez mais um deserto a todos os níveis!...

    ResponderEliminar
  11. Realmente este concelho está cada vez mais pobre. A pobreza de espirito é crescente e a formação pessoal escasseia.

    Aqui abunda cada vez mais a cultura intresseira daqueles "abenegados" que hipocritamente dizem-se voluntários que não gostam de ser louvados...

    Deixem de querer tapar os olhos áqueles que os têm abertos, essas pessoas têm objectivos pessoais muito concretos... aparecer diante das câmaras, dar nas vistas e passarem por "fazedoras do bem", mas para proveito póprio.

    Realmente, temos "pessoas muito activas e desinteressadas em Mértola", veremos isso mais tarde. Não têm certamente preocupação com o futuro da nossa baixa densidade, como o nosso governo. São todos uns oportunistas do sistema.

    Isto está realmente cada vez mais um deserto a todos os níveis!...

    ResponderEliminar
  12. Pacóvio (com muito respeito)21/06/06, 15:23

    @olho vivo
    E tu classificas-te em que categoria? Na dos de cu sentado à espera que chova?

    ResponderEliminar
  13. Como estamos numa áre de pouca densidade populacional compram-se jipes Santa Fé.............é assim a vida!Há jipes com grandes utilidades.....
    É o concelho que temos!

    ResponderEliminar
  14. Pacóvio (com muito respeito)22/06/06, 10:35

    Bem mais baratos e adaptados à realidade local que o Volvo do camarada de Serpa o BM do camarada de Beja etc etc.

    ResponderEliminar
  15. Bom dia!

    Desculpem-me a ignorância: onde estão as Vossas contribuições para ajudar nesta discussão?

    Bocas sobre marcas de carros? É isso MUITO importante? E o resto?

    O problema existe. Não esqueçam.

    ResponderEliminar
  16. É importante que os autarcas debatam o tema, mas sobretudo que AJAM!

    O ordenamento do território é mais competência das câmaras municipais que do Governo Central (que fica sempre com o ónus de não ter feito aquilo que as autarquias locais poderiam - e deveriam, mesmo que não estaturiamente no seu âmbito - fazer).

    E não esquecer que caso o interior desertifique mais, o Governo Central pode sempre fusionar (bela palavra) os municípios, reduzindo assim o número de máquinas de alta cilindrada adquirido pelas autarquias locais.

    Além de outra poupança: a junção de 3 câmaras implica apenas serviços centrais para 1 serviço de águas, saneamento, pessoal, contabilidade, etc...

    ResponderEliminar
  17. Por falar literamente em desertificação...
    Uma coisa que me faz imensa confusão é o facto de termos um concelho completamente despido de vegetação.
    Apesar de o saber assim há décadas, não ajudaria ao desenvolvimento (criação de emprego, baixavam as temperaturas - devido a uma maior humidade,...) por exemplo florestarmos o nosso concelho?, Apostar-se em culturas que impliquem arvoredo?
    As culturas de sequeiro já não dão o fruto de outrora.

    ResponderEliminar
  18. The Death of St.Jimmy05/03/07, 21:45

    Boa tarde .. eu gostaria de dizer que mértola é uma cidade um pouco secante .. mas muito bonita ..
    fico Grato pela atenção .. beijinhos e abraços .. =D

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.