Vamos falar de


quarta-feira, 8 de fevereiro de 2006

Lojas Chinesas em Mértola


A propósito de Comércio, já alguém parou para pensar qual o impacto, positivo e ou negativo que tem a abertura de 3 lojas chinesas em Mértola?
Será que esse impacto se mede mais no bolso dos outros comerciantes ou no dos consumidores?
E os preços, qualidade e horários praticados?
As diferenças são significativas ou não há diferenças?
Este tema pode levar-nos obviamente à leitura internacional do impacto da economia chinesa nos diversos sectores da nossa sociedade.
Digam o que pensam destes temas.

29 comentários:

  1. Não serei ainda capaz de comentar o impacto que estas lojas terão na economia local,mas chocou-me ao entrar em Mértola ,passar pela avenida e ver uma loja dessas no "Antigo San-remo"!Uma tristeza.....
    Parece-me uma concorrência desleal, no entanto acho os preços praticados no comércio local um exagero(sobretudo no que diz respeito a generos alimentares)

    ResponderEliminar
  2. Segundo ouvi dizer, o executivo camarário tem tentado evitar a implantação de uma "média" superficie comercial no concelho, de forma a proteger o comercio local.
    Julgo que desta medida fica, principalmente, a boa intenção.
    Porque não sei se a medida faz realmente sentido, uma vez que não tem impedido os consumidores de se deslocarem para os concelhos vizinhos onde estas "médias" superficies estão implantadas e ainda para Beja, para os "hipers" que todos nós conhecemos.
    A minha opinião pessoal é de que entre uma "média" superficie, com predominância dos produtos nacionais, e quem sabe, locais é preferivel ao "boom" das "Loja do Chinês", considero os bens ali vendidos de má qualidade, de curtissima duração e a preços baixos, mas a que custos?
    Além de que parece não lhes ser exigidas uma série de normas legais que são exigidas aos portugueses para abrirem uma loja com tamanha variedade de bens.

    ResponderEliminar
  3. @li2
    não poderia estar mais de acordo!

    ResponderEliminar
  4. Os preços práticados em Mértola são um exagero. Mesmo as diferenças de uma loja para a outra, dentro de Mértola, chegam a ser surpreendentes!

    ResponderEliminar
  5. mertolinha08/02/06, 13:12

    A existência de 3(!) lojas dos Chineses em Mértola, choca-me. É tudo barato, estão abertos à hora do almoço e fecham mais tarde que o comércio tradicional. Os consumidores provavelmente agradecem, porque têm mais escolha. Os comerciantes devem estar um pouco insatisfeitos. Acho apenas que o que aconteceu em Mértola tem acontecido no resto do país. E se continua é porque, obviamente, existem clientes para estas lojas. Todos nós lá entramos por lá há quase tudo!
    A qualidade dependerá claramente dos produtos comprados, mas há coisas que até não são assim tão más! Claro que o conceito de qualidade dependerá de cada um de nós...

    ResponderEliminar
  6. A concorrência funciona normalmente como estimulo para o mercado, mas tenho sérias dúvidas se se trata de concorrência. Nas poucas vezes que entrei em lojas do genero, pensei "mas que raio, isto é so artigos de quermesse". O que me choca, não é a existência destes espaços, mas sim o sucesso que, aparentemente, têm. Talvez seja uma consequência da falta de rigor e exigência, que caracteriza a sociedade portuguesa.
    Mas um ensinamente os outros comerciantes deveriam retirar: o horário tradicional é precisamente isso, tradicional, ou seja, não faz sentido no ritmo de vida contemporaneo.

    Evolução, não é apenas, trocar a "gaveta do dinheiro" por uma caixa registadora digital!

    Mas acredito que a maior consequência, da proliferação das lojas chinesas no concelho, será ao nível das futuras quermesses das festas populares. A ver vamos!

    ResponderEliminar
  7. Na minha opinião, se já abriram 3 lojas, é porque a procura o justifica!
    Para uma familia que viva de salários minimos, se calhar, pouco importa a qualidade dos produtos que compra, e importa sim os € que poupa ao final do mês!
    O comércio tradicional pratica preços um pouco exagerados, e não é de estranhar que familias menos abastadas se dirijam a essas ditas lojas dos chineses! Acho que a "sorte" dos comerciantes tradicionais é que nessas lojas ainda não se comercializa géneros alimentares!
    Contudo,tal como acontece com a/o @yellow, também me choca ver uma loja dos Chineses no antigo San Remo, acho que aquele espaço poderia ter sido aproveitado de melhor forma!

    ResponderEliminar
  8. será que alguem poderá dar a informação de quem é que dá aautorização para abrir uma loja dessas! a meu ver quem tem a ganhar são os quem alugam o espaço, mas devem precisar de algum tipo de autorização...camarária ...ou outra.............!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  9. Afinal, as lojas dos chineses não são estabelecimentos comerciais? Então, não têm que preencher todos os requisitos aplicáveis como todos os espaços comerciais do género, tipo alvará, ou qualquer coisa parecida?
    Se têm uma porta aberta será porque têm uma autorização... ou haverá facilidades? Duvido!
    Acredito que a CMM está atenta e não permitiria tal fuga ao cumprimento das regras.

    ResponderEliminar
  10. Gostava de ouvir a opinião de uma pessoa com uma reforma baixa.

    ResponderEliminar
  11. Eu ainda não entrei em nenhuma loja de chineses, mas penso que o que se vende mais por lá são como designamos na giria "apitos e flaitas", nada que tenhamos muita necessidade de comprar.

    ResponderEliminar
  12. Independetemente dos salários ou reformas ,não me parece que essas lojas tenham artigos de extrema necessidade e que pessas que infelizmente tem reformas e salários de miséria tenham quelá recorrer para sobreviver...para mim é uma falsa questão!!!Parece-me que Mértola não tinha necessidade de tanta loja de "quermesse" que mais não serve para descaracterizar as nossa vila!
    Não acredito que haja facilidades mas poderia haver critério e restrições!!!!

    ResponderEliminar
  13. nao nos glamam, cliam que só vendel alôs e glavata, agola até os comemos ...

    ResponderEliminar
  14. Penso que as lojas chinesas vieram ter mais impacto nas chamadas lojas dos 150 do que no comércio tradicional. Primeiro os chineses não vendem os mesmos bens que as outras lojas, e depois praticam uns preços bem mais baixos.
    As lojas aqui em Mértola abusam imenso dos preços que praticam, eu pessoalmente não compro cá nada a não ser que não tenha alternativa de comprar noutro sitio mais barato, como por exemplo nos hypers

    ResponderEliminar
  15. Eu sou compradora habitual dos Hipers e dos "Foruns" e assim, mas, tento também comprar o mais possivel no comercio local, sem dúvida que há bens muito mais caros, mas também acontece o inverso, nós somos levados pelos preços baixos, mas nem sempre assim é, quem compra em Mértola sabe que há pelo menos um super que vende muitos produtos mais baratos que o Modelo, depois os grandes supermercados convidam ao consumismo de produtos nem sempre essenciais, mas isso são outros "quinhentos".
    O que me parece fundamental é que o comercio local tem uma "cara" e essa é-nos familiar, conhecida, amiga etc.
    Eu gosto muito de comprar fora, de ir jantar ao "chinês", da Zara, do toys'r'us, do Modelo, etc, etc, mas também gosto muito de reservar uns "aérius" para os nossos patricios, e poderia dizer os nomes que todos nós os conhecemos, não sei se me faço entender?
    Acho mal, que se trabalhe em Mértola e só se gaste fora! mas cada um sabe de si...

    ResponderEliminar
  16. Makiavelli08/02/06, 18:47

    A vida como está hoje não dá ao Portugues por vezes optar pelo que seria mais conveniente para os comerciantes locais. Andamos todos com a corda ao pescoço e infelizmente andamos tão entalados com despesas, que a unica solução são as grandes superficies comerciais, comércio espanhol e ...chineses.
    Achei muito estranho isto dos chineses em Mértola, dum momento para o outro apareceram aqui e instalarem-se. Já não bastam as salgadeiras a dificultar os comerciantes, agora os chineses...
    Vida de comerciante em Mértola é mesmo dura!!

    ResponderEliminar
  17. @ana_lee,
    já pensou que as familias que infelizmente só têm salários minimos e por vezes só um salário para fazer face às muitas despesas mensais são as mais desfavorecidas, tais como os operários chineses que laboram em fábricas chinesas 364 dias por ano, sem qualquer tipo de direito.
    Será que as familias mais desfavorecidas e que geralmente são as que mais reclamam por direitos que já lhes estão concedidos não conseguem ver a condição humana destes operários???
    Eu não alimento esta falta de coerencia.
    Para mim não é "um negócio da china" , é sim um negócio onde os produtos saiem das mãos de escravos.

    Enquanto houver consumidores para estes artigos eles continuaram a proliferar por todas as cidades, vilas e aldeias.

    ResponderEliminar
  18. @alma

    Eu concordo inteiramente consigo, mas na China, não é só no sector industrial que há problemas! A mim, por exemplo, choca-me muito mais as meninas que são abandonadas, justamente porque são meninas!
    Em relação ás lojas, quem é que pode criticar um reformado com uma pensão de 40 contos por optar comprar nos "chineses" porque os artigos são mais baratos? Eu não consigo!

    ResponderEliminar
  19. Ling Xing Ping09/02/06, 14:07

    Eu não tenho nada contla...
    Os pleços até são mais balatos!!!

    ResponderEliminar
  20. não há bela sem senão09/02/06, 16:47

    Também existem grandes marcas a utilizar o trabalho infantil nas suas produções, em países asiáticos, e não é por isso que as pessoas deixaram de comprar sapatos de desporto e afins da marca que gostam! É agora digam lá que é mentira!

    ResponderEliminar
  21. Vou ablil um lestaulante pala vendel comida legional alentejana a plecos da china. Se quiselem podem vil a inaugulacao.

    ResponderEliminar
  22. Relativamente à abertura de lojas chinesas em Mértola, não me surpreende, só o facto de serem 3, penso que elas não concorrem muito com o tipo de comercio que existe em Mértola, talvez concoram mais com as lojas dos 300, e com os marroquinos. Quanto ao comprar em Mértola, ou comprar nas grandes superficies, eu que vivo fora e rodeado de grandes superficies, e tambem lá faço compras, mas, muitas vezes nos fins de semana que estou em Mértola, compro no comercio local, porque não me apetece estar montes de tempo numa fila para levar coisas para Mértola, e porque em Mértola posso comprar algumas coisas de excelente qualidade que mais dificilmente encontro nas GS, lembro os queijos de Serpa feitos aí no concelho, onde já existem várias queijarias, que felizmente tambem encontro nas GS. Se não compram em Mértola depois não se queixem que não existem empregos.

    ResponderEliminar
  23. ovelha campaniça14/02/06, 16:46

    @antonio medeiros permita-me a correcção mas nao são queijos de serpa, mas sim queijos serpa. queijos de serpa são produzidos apenas naquela localidade, e os queijo Serpa são produzidos numa região demarcada que abrange os concelhos de Serpa e Mértola... e são as rouparias (e não queijarias) de Mértola que têm sido premiadas com a qualidade destes queijos...

    ResponderEliminar
  24. Vou contar o que me aconteceu na minha primeira e única ida às compras a uma "loja dos chines".
    Há uns tempos que procuro um determinado artigo em todas as superficies mas, não o tenho encontrado.
    Até certo dia em que alguem me disse:
    "Os chineses têm!"
    Então lá fui eu acompanhada da minha familia à loja dos chineses.
    E havia o realmente o artigo tão desejado e tão procurado.
    Comprei, era apenas um tapete, 7.50 Euros, o meu filho encantou-se com uma bola, 3.50 Euros, quando fui pagar ainda me ofereceram uma caneca, que simpáticos.
    Fomos para casa, o meu marido foi abrir o tapete que vinha colado com fita cola, a fita cola arrancou parte da fibra do tapete, conclusão: a fita cola era de excelente qualidade, já o tapete...
    A bola com que o meu filho se encantou e não a largou, só permitindo que eu a podesse ver quando foi comer, estava rachada, toda rachada, e colada com... fita cola mas, desta vez fita cola transparente.
    O brinde (a caneca) quando ía ser lavado mostrou-me um furo tapado com uma massa do género "chumbo".
    Moral da história, 11 Euros para o lixo!
    Tão depressa não volto lá!
    Nunca fui tão bem enganada, parabéns aos chineses.

    ResponderEliminar
  25. @ ovelha campaniça
    Obrigado, tem toda a razão.

    ResponderEliminar
  26. Pois eu, tenho comprado material de trabalho nas lojas chinesas! Clips, molas e capas plásticas. Até tem corrido bem e as pessoas são simpáticas! Prontos.

    ResponderEliminar
  27. Com tanta loja chinesa, eles já abriam era um "lestaulante". O que acham???

    ResponderEliminar
  28. acho que não ....

    o melhor era legalizar a prostituição, brasileira e ucraniana na vila de mértola.

    ResponderEliminar
  29. Tonico Bastos14/03/06, 00:15

    @anonymous das 6:57

    Gostas de comer gato não?!Os bixos são mta manhosos na comida! Deixa-te disso oh! lol
    Agora a Sério...era capaz de ser melhor um "lestaulante" do que mais uma grande superficie comercial.

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.