Vamos falar de


domingo, 19 de fevereiro de 2006

Eficiência Lusitana - somos mesmo bons !!

68 comentários:

  1. proletário20/02/06, 02:16

    só o trabalho que dá ver trabalhar!

    ResponderEliminar
  2. poderia ser uma fotografia tirada aos trabalhadores da Câmara!

    ResponderEliminar
  3. @black
    Por cá, pelo que sei uma rotura vulgar na rede de águas e com uma intervenção deste tipo, já se resolve em 24 ou 48 horas.
    Deixe lá os trabalhadores da câmra em paz e olhe-se ao espelho.

    ResponderEliminar
  4. @borboleta

    nem fazia ideia que era uma rotura de água! cadê o sentido de humor?Olhe-se ao espelho????Não era minha intenção enfiar o barrete!mas....e muito menos ofender os trabalhadores da CM.que merecem todo o respeito, no entando há sempre situações caricatas!!!!

    ResponderEliminar
  5. Áine Cetaine20/02/06, 14:48

    Todos nós sabemos que os trabalhadores das câmaras são os mais rápidos do mundo...saem às 17h30 e às 16h50 já estão em casa...é a teoria da relatividade...ou seja tudo é relativo.

    ResponderEliminar
  6. Trabalhodependente20/02/06, 16:05

    O que é relativo é o trabalho aparecer feito, agora se foi feito por 1 ou por 10 pessoas não se sabe. É o mesmo que perguntar se o trabalho foi feito pelos 10 trabalhadores a entreajudarem-se ou se só um se f***u sózinho enquanto os outros liam a bola.Quanto a essa da rapidez das 16h30 e não sei quê,pessoalmente não me identifico com isso,porque eu só chego a casa lá p'rás 16h55+-:)

    ResponderEliminar
  7. Trabalhador da Cambra20/02/06, 16:07

    Porque é que isto foi logo para a função Publica. Será que nos serviços privados têm que tomar 3 banhos por dia devido ao cheiro a suor?

    ResponderEliminar
  8. Áine Cetaine20/02/06, 17:54

    @trabalhador da cambra
    Isso é IMPOSSÍVEL, porque quem trabalha nos serviços privados, por uma questão comercial não se pode dar ao luxo de perder esse tempo todo em higiene pessoal, nem pode andar a distribuir cheiro a suor... caso contrário não vende seja lá o que for. Por outro lado quem está nas "Cambras" ou outro serviço público qualquer não tem estas necessidades obrigatórias, obviamente que as tem pessoalmente, mas não perde emprego por isso...

    ResponderEliminar
  9. Por falar em função pública: Numa entrevista de emprego numa repartição pública, o chefe
    > pergunta:
    > - O senhor já sofreu algum acidente grave?
    > - Sim. Quando servia o exército, participei numa batalha
    > simulada e um
    > tiro atingiu os meus testículos. Tive que extraí-los!
    > - Santo Deus! - Exclamou o entrevistador, sem conseguir
    > disfarçar a
    > piedade.
    > - Bem, o emprego é seu! Nós chegamos sempre às 8, mas o senhor
    > pode
    > chegar às 10. Tudo bem...
    > - Mas por que eu vou ter esse privilégio?
    > - É que, o senhor sabe como é... Repartição pública... O pessoal
    >
    > fica
    > sempre a coçar os tomates duas horas antes de começar a
    > trabalhar!

    ResponderEliminar
  10. corba xove20/02/06, 21:15

    é a primeira vez que vejo um fiscal das obras agarrado a uma pá. Não deve ser em Mértola isto

    ResponderEliminar
  11. Era bom que os funcionários públicos do Centro de Saúde de Mértola saissem as 16h30 e entrassem as 10h....ou algum médico as 9h?

    ResponderEliminar
  12. áine
    não percebi 16h50 em casa? não chego lá, Só os trabalhadores do armazém, mas esses saiem as 16h.. Todos picam ponto..

    ResponderEliminar
  13. aquilo no centro de saúde é uma ganda M****. Falam falam falam nunca os vejo a faser nada mas o guito ao fim do mês tá garantido

    ResponderEliminar
  14. falam, quando la estão... esperei uma vez uma hora e meia, por uma enfermeira que estava a tomar o pequeno almoço no 2SS.

    ResponderEliminar
  15. Possivelmente durante essa hora e meia a auxiliar de limpeza(com todo o respeito que merece) estava a fazer electrocardiogramas, que é uma coisa que me choca ,por muitos conhecimentos que a srª passa ter não é um técnico de saúde!

    ResponderEliminar
  16. É uma vergonha electros feitas pelas auxiliares. O meu pai fizeram-lhe 2, foi parar a Beja as urgências (pois o resultado era alarmante). Tinha sido o electro que tinha sido mal feito. O meu pai disse que tinha sido feito pela senhora da limpeza do C.Saude de Mértola.. O Dr riu e contou aos enfermeiros do Hospital. Ja sei de outras situações é uma vergonha!

    ResponderEliminar
  17. Bem, já que a conversa descambou para o Centro de Saúde, tenho que manifestar a minha preocupação com o caso dos electrocardiogramas. E será que “aquilo” não vai dar choque qualquer dia!!??...

    ResponderEliminar
  18. Se fosse só isso.
    E aquela gente toda na portaria à conversa e nunca sabem de nada. E os que mal entram saem logo para ir tratar da vidinha. Que se lixem os doentes e quem tem falta dum papel qualquer.

    ResponderEliminar
  19. Pois eu sou sempre bem atendido não tenho que dizer

    ResponderEliminar
  20. Parece-me que a questão não é ser mal ou bem atendido, fazer-se electros comos se fazem em Mértola é uma vergonha e devia ser denunciados ás entidades competentes antes que dê problemas mais graves! As pessoas que se precisam desses exames vão demasiado fragilizados para dizerem que não,oporem-se á realizacão do exame! talvés que nos caiba a nós fazer essa denuncia.

    ResponderEliminar
  21. se é bem atendido é porque deve conhecer alguém, ou porque nunca precisou de lhe medirem a tensão, ou fazer um electro.

    ResponderEliminar
  22. @coração
    sou bem atendido porque peço. Quem tem boca vai a roma. Agora ficar ali à espera que olhem pra mim isso não faço. Nem ali nem no cartório nem nas finanças nem em sítio publico nenhum. Se tão ali é pra atender se fazem que não me vem peço que me atendam. Não lhes pagam no fim do mês pra isso??. Nós é que nos rebaixamos. Aquilo não é deles.
    E a caixa das reclamações tá lá pra alguma coisa. Já escreveste alguma??
    Porque é que levas-te logo a conversa pro lado da cunha??
    Sou contra isso. Mas sei os meus direitos. Os impostos do meu pai são pra pagar isso tudo.
    cresce meu

    ResponderEliminar
  23. Mas conhecer pessoas nos sítios ajuda a resolver muita coisa. SE há protesto ficamos de ponta. E depois quem é que passa a receita? temos de ir pra beja

    ResponderEliminar
  24. Não foi para falar de cunha, mas sim de gente conhecida, que as vezes facilitam. Quem tem boca vai a Roma, concordo, mas infelizmente muita gente não se serve dela ou têm sempre receio. E muita da nossa população nem sabe escrever,e infelizmente não têm pessoas (familiares, vizinhos,etc) para os acompanharem as consultas, ficando sujeitos a boa vontade dos enfermeiros e drs. Doentes que ficam 4 e 5 horas nas urgências para serem atendidas, pessoas que vão a Beja por electro mal feitos. Pessoas de 80anos que têm consultas às 9h e são atendidas as 13h..Consulta marcadas para as 9h, quando os próprios Dr sabem que não entram NUNCA as 9h.
    Concordo quando diz que nós é que nos rebaixamos, eu já reclamei desde Csaude, Rodoviária, Worten... Mas, sei de situações chocantes de pessoas que não reclamam. Que o Csaúde de Mértola funciona mal, não tenho dúvidas.

    ResponderEliminar
  25. @anonimo das 12:33
    Quem tem boca vai a roma, concordo! mas tem de perceber que a maior parte dos utentes do centro de saúde são idosos e qd se dirigem ao centro vão de alguma forma fragilizados e a maior parte deles nem sabe escrever nem tão pouco o que é o livro de reclamações! não há duvidas que o centro de saúde presta um mau serviço, não respeita os horários, os enfermeiros(a maior parte deles) parece que estão a prestar um favor ás pessoas e a parte dos electros então é uma vergonha

    ResponderEliminar
  26. Há idosos com filhos ou outros familiares. Devem ir com eles a esses lugares sobretudo se são mal atendidos. E devem reclamar, reclamar, reclamar.
    Anda toda a gente a apontar o dedo que tá mal e a inventar desculpas para que sejam sempre os outros a mudar o que está mal.
    o serviço público é de todos porra!!!!! Respeita a todos.
    Não é com a cunha que se resolve nada e com pedidos. É reclamando.
    Há prái umas organizações merdosas da defesa do consumidor que não defendemn nada. Cada um de nós tem de actuar. A soma disso tudo é que emneda isto. Percebem? ou querem que repita?????????
    O nosso problema é que temos sempre alguém ligado a esses sderviços enão fica bem estarmos a levantar a garimpa etec etce. Mas tem de ser Senão qualquer dia o serviço público só existe para servir os respetivos funcionários e familiares.
    Custa perceber isto?????????????

    ResponderEliminar
  27. Bloguistas, atenção à liguagem!!

    ResponderEliminar
  28. sr carlos
    acho que deve-se chamar a atencao da linguagem quando á ofensa pessoal a alguém se nãO É CENSURA e voc~e anda muito com essas tendencias
    e já agora o blog pode ser controlado por si mas é um sitio de todos os que aqui vem todos os dias. e não apague outra vez o que eu escrevo.
    comente se for capaz e não apreça só com avisos e ameaças

    ResponderEliminar
  29. black
    obrig pelo apoio.
    J+a viste fazem as coisas dizem que e para todos e tal e depois não pode ser e tal, cuidado.
    tou farto deste politicamento correcto
    chiçaaaaaaa!!!
    (não apague sr carlos que é uma palavra vulgar)

    ResponderEliminar
  30. Tou de acordo!!
    Isso de "caros bloguistas cuidado com a linguagem" já farta!!
    Será que o Sr. Carlos Viegas também não manda umas "bocas" sob outro nome?
    Olhe que a sua escrita não engana ninguém!

    ResponderEliminar
  31. só falam do centro mas quando agente telefona prá camara ninguem atende ou demora muito tempo deverm tar a beber café ou a falar. isso ninguém vê. não é mau atendimento? ou só tal mal o eletrocardigrama? dahhhh.....

    ResponderEliminar
  32. POr amor à nossa SAÚDE está querer comparar um electrocardiograma a uma espera de uma chamada telefónica??????acredito que o atendimento na câmara não seja 5 estrelas mas........você merece um grandeDAhhhhhhhhhhhh

    ResponderEliminar
  33. Cabe-me a mim entre outros por ordem na casa. Quem ultrapassar os limites é mesmo "apagado" depois chamem-lhe censura ou aquilo que quiserem.
    E o "eu" que fique bem ciente que será apagado todas as vezes que ultrapassar os limites do razoável.
    Quem não gostar das regras vá pregar para outra freguesia.

    ResponderEliminar
  34. @Black
    Não estou a comparar nada Estou a dizer que o mau serviço, seja ele qual for não está só no centro da saúde.
    Está onde há maus profissionais que em vez de trabalharem e atenderem bem estão a tartar das suas coisas ou a falar com o colega do lado ou a ouvir uma anedota ou a tomar café.
    isso +é que está mal, percebes. Nãão tens que te tar a picar ou a defender só por defender. há maus em todo o lado e o problema é que nós é que pagamos esse serviço. mas pagamos para receber bom serviço e não mau atendimento. quando vais à fruta e pagas trazes laranja boa, né?

    ResponderEliminar
  35. Ajudem-me por favor!!!!!! terei louco? mas isto não era pra falar sobre 10 engenheiros e um operario? AHHHHHHHH, o homem tá no buraco a procura da sr dos electros????? ou tá a fazer uma passagem secreta entre o centro saude e os 2SS???? Bem, vou tomar a pastilha e dormir. ja nao percebo nada. "...eu sou uma pessoa muito doente..."

    ResponderEliminar
  36. Tou espantado, atão a malta mão pode ver o homem trabalhar? Cá pra mim ´vocês tão todos enganados, ele anda é à minhoca para irem todos à pesca.

    ResponderEliminar
  37. um a trabalhar e dez a ver.
    è por isso que há tanto buraco por tapar.

    ResponderEliminar
  38. não há-de haver buracos por todo o lado, atão o gajo não para de os abrir

    ResponderEliminar
  39. @telefone
    Não estava a defender nenhum serviço,pois tb tenho algumas queixas da câmara como tb da maior parte dos serviços públicos sobretudo na morosidades das respostas e atendimento! Parece-me quem se picou foi V.Exa.E obviamente que a gravidade da questão dos electrócardiogramas é grave e não é comparável, como v.Xa o refere no comentário das 12:47!
    @carlos viegas
    não percebo onde quer chegar ,e quais os limites? não será um exagero da sua parte ou tem algum empatado?

    ResponderEliminar
  40. @black
    V. Exa.??!!????!!????!!????
    isso é tratamente vip?!????

    ResponderEliminar
  41. falam,falam mas quando abre concurso para trabalhar na «cambra»,até dão o cu e oito centimos para lá entrar. Não desarrandam lá da porta

    ResponderEliminar
  42. Pois eu se lá trabalhasse atendia bem as pessoas e não fazia o mesmo que os outros. Antes de entrarem dizem na entrevista só coisas bonitas, que gostam muito de atendimento e falar e resolver a ajudar os outros. Assim que entram sentam-se à secretária até que venha o fim do mês. Eu deixavaos lá tar dois meses e depois punha-os com a picareta na mão e mandvaos prás valas que é pra não mentirem na entrevista. Disem que sabem o que é um computador mas depois olham prás teclcas e nada. Devia de haver seis meses a esperiência. Não davam conta do serviço entravam os a seguir.
    Logo se via como é que era. Assim entram e depois já ninguém os pode tirar. E quem os põe lá também devia ser castigado porque tamém tem culpa de ter escolhido mal. A outra vez tinha mais cuidado e escolhia melhor.
    deve tar tudo combinado.

    ResponderEliminar
  43. Zé Povinho24/02/06, 20:49

    Não generalizes oh anonimo, não são todos iguais. Felizmente a grande maioria dos funcionários da Câmara são pessoas competentes e trabalhadors.

    ResponderEliminar
  44. @ze povinho
    achas que eu tava só a falar dos funcionarios da camara?

    ResponderEliminar
  45. Porque não se comenta o conteúdo do post e se anda neste ping pong que não leva a nada?
    Cá vai a minha opininão: isto tem a ver com organização do trabalho e nisso nós somos os melhores. Neste caso trata-se de trabalho por turnos: enquanto um trabalha os outros descansam até que sejam cinco da tarde.
    No outro dia, se não houver greve logo se vê quem pega no picareto. Isto se não for véspera de feriado, ponte ou fim de semana.
    Ainda há o recurso de todos irem prá baixa ....

    ResponderEliminar
  46. @Matilde
    Dona matilde sabe quem paga isso tudo? Você se paga os seus impostos IRS/IRC.

    Dona matilde sabe de quem é a culpa disso tudo? De você que paga e não bufa.

    Dona matilde sabe porque é que você se cala e não bufa? Porque tem sempre um amigo(a) no sítio para lhe resolver o problema.

    Dona matilde sabe por que é que o serviço público funciona mal?
    Porque todas as pessoas como a dona matilde têm amigos nos serviços públicos.

    Dona matilde sabe porque é que o nosso país funciona mal?
    Porque há muitas donas matildes com amigos nos serviços públicos.

    Dona matilde! Tou farto de donas matildes como a senhora

    tenho dito

    ResponderEliminar
  47. vocês são todos uns más linguas. Num buraco tão pequeno não cabem lá dois homens a trabalhar.

    ResponderEliminar
  48. já se sabe porque é que a senhora da limpesa trabalha com o eletrocardigrama. é porque os enfermeiros não sabem trabalhar com aquilo

    ResponderEliminar
  49. Enquanto fazem horas na UAI podiam ler o manual daquilo

    ResponderEliminar
  50. Alguém me sabe dizer como funciona a UAI? Lembra-me da polémica que deu quando se acabou com o internamento

    ResponderEliminar
  51. O zé alberto deve saber. Ou uma técnica da Sta casa da Misericórdia já que aquilo está entregue a eles.

    ResponderEliminar
  52. Empreitada? Se fosse isso tavam todos jogados a trabalhar.
    O título devia ser:

    Viva o descanso. Trabalhe o preto.

    ou

    Faça férias cá dentro olhando pra quem trabalha

    ResponderEliminar
  53. outro título

    só trabalha quem não sabe fazer mais nada

    ResponderEliminar
  54. vai trabalhar malandro

    ResponderEliminar
  55. varguinhas28/02/06, 02:02

    Trabalho há muito empregos há poucos. toda a gente quer emprego mas ninguém quer trabalhar. viva os subsídios da cee

    ResponderEliminar
  56. Tudo admirado com o boneco???
    Então isto não é o país que pára no verão por causa da praia? O Zé pagode pode não ter dinheiro pró panito mas quinze dias de praia ninguém lhos tira..
    E lembram-se da seca o ano passado? Os protestos só vieram depois das férias na praia. isto é mesmo uma gtanda rebaldaria. Vá lá que temos cá os ucranianos e os caboverdianos pra trabalhar . . .

    ResponderEliminar
  57. o gajo ainda é o mesmo desntro do buraco.
    isto não era por turnos?

    ResponderEliminar
  58. sindikalista06/03/06, 10:59

    epá
    Só o celestino a cavar? Os 10 encarregados a ver estão proibidos de mexer na pá? Ou não fazem nada porque são encarregados?
    O triste do Celestino tem muito que cavar até chegar a encarregado.

    ResponderEliminar
  59. câmara e centro de saúde. não há mais serviço público onde bater?
    porra só vem o que lhes interessa

    ResponderEliminar
  60. se calhar nesses sítios é que á os maiores sornas a não fazer nada
    pelo menos o sitio co padre foi benser já trabalham mais deve de ter sido disso

    ResponderEliminar
  61. quis marcar uma escritura11/03/06, 03:51

    um gajo pra fazer uma escritura tem que ir a serpa que cá espera um ano
    parece que a benzedura do padre não chegou ó cartório.
    é triste só termos boas instalações

    ResponderEliminar
  62. a bensedura foi nas finanças que eu saiba

    ResponderEliminar
  63. É por isso é que quem vai lá paga e não levanta cabelo. Tudo contra o centro e a camara mas quando se trata de pagar bico calado.
    Onde não sentem força é que falam, grandes cobardolas.

    ResponderEliminar
  64. eu acho que vocês todos deveriam também lá estar... a olhar, sim porque vocês tambem são todos uns malandros.

    ResponderEliminar
  65. Tirando o do buraco, o mirone é o único que está no sítio certo mais os outros é tudo uma cambada de chulos

    ResponderEliminar
  66. ondadefumo16/03/06, 19:18

    Fui as Finanças no outro dia e reparei que 3 empregados estavam a atender ao público e a fumar em simultaneo! Não se podia estar nas finanças com cheiro a fumo..

    ResponderEliminar
  67. isto sao os trabalhadores da câmara municipal de mértola???
    pois parece ser so ha uma pequena diferença.... a cor do uniforme! lol

    ResponderEliminar

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.