Vamos falar de


sexta-feira, 16 de dezembro de 2005

Bons prenuncios. Bons augúrios


Bons prenúncios. Bons augúrios.
Solestício de Inverno e campos floridos.
Barragens cheias e animais gordos.
E um Blog.
Virar Mértola para fora. De dentro para fora.
Não é fácil.
Aqui de dentro há muito: aliás há tudo, mesmo tudo.
Aqui de dentro há vontade e uma nova atitude a lidar com o que não é novo. A lidar com o que Mértola sempre foi.
Terra grande, imensa, pobre.
Terra de guerras, terra de encontros.
Terra de rios inconstantes.
E de sabores e cheiros.
Terra de gentes.
Pois. As gentes.
Basta ficarmos estampados na cal das paredes ou precisamos mais do que isso?
Basta simplesmente ficarmos ou precisamos de crescer e saber ficar?
Saber ficar para crescer.
A terra é tudo. A terra é nada.
As gentes são tudo. As gentes são mesmo tudo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Voltamos a ter comentários abertos, mas moderados. Agradecemos educação e cuidado com a linguagem.