Vamos falar de

Brevemente novo artigo de opinião de Jorge Pulido Valente com o titulo: RUMO Á ECONOMIA CIRCULAR. O QUE É?

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Câmara defende comércio local. Protocolo com Associação Comercial

Câmara Municipal de Mértola assina protocolo com Associação Comercial do Distrito de Beja. Documento e iniciativas visam defesa do comércio local.

A Câmara Municipal de Mértola e Associação Comercial do Distrito de Beja assinaram no sábado, no decurso do decurso do Encontro de Empresários do Concelho, um protocolo que visa a defesa do comércio local e desenvolver diversas iniciativas de animação, para que os consumidores do concelho comprem nos estabelecimentos da vila, evitando a sua deslocação a outras localidades em busca de grandes superfícies, que ainda não “chegaram” àquela localidade.

Jorge Rosa, presidente da edilidade da “Vila Museu”, defende que “do que depender da Câmara, tudo será feito para “evitar a implantação” das grandes superfícies em Mértola.

No encontro realizado no sábado em Mina de São Domingos, além da apresentação do programa de animação comercial a ser desenvolvido em colaboração com a Associação Comercial do Distrito de Beja e o Gabinete de Inserção Profissional a funcionar da autarquia, a Câmara Municipal de Mértola apresentou a Associação Qualifica- Associação Nacional de Municípios e de Produtores para a Valorização e Qualificação dos Produtos Tradicionais a que o município se associou.

Teixeira Correia

sábado, 28 de novembro de 2009

O PSD tem solução?


Obviamente que sim.
Basta que a má dê lugar à boa laranja. E o PSD tem (ainda) muito sumo para dar.

Por João espinho
in
Praça da República

ANA já trabalha na operacionalidade do Aeroporto de Beja

A construção do aeroporto de Beja está "quase concluída" e já decorre o processo de certificação da infra-estrutura aeronáutica, mas ainda não se sabe quando começará a operar.

"As obras estão quase concluídas, só faltam alguns pormenores", disse o presidente da Empresa de Desenvolvimento do Aeroporto de Beja (EDAB), José Queiroz, sem especificar uma data para o fim das obras, que estão atrasadas.

"Em breve começam as inspecções e, se tudo estiver em condições, será assinado o auto de recepção provisória da obra", precisou o responsável, que, em declarações anteriores à Lusa, tinha apontado o "final de Outubro" para o fim da empreitada.

A construção do aeroporto sofreu atrasos e ainda decorre a segunda empreitada que arrancou no início de Setembro de 2008, 10 meses após o inicialmente previsto, devido a um impasse no concurso público. Apesar de esta fase das obras já estarem "em fase de conclusão", a aquisição de "alguns equipamentos aeronáuticos necessários à operação civil" da BA11 ainda está "em fase de concurso" e falta a certificação da infra-estrutura aeronáutica, disse Rui Oliveira, relações públicas da ANA - Aeroportos de Portugal, empresa que vai gerir e explorar o aeroporto de Beja.

"Ainda não há nenhuma data prevista" para o aeroporto de Beja começar a operar, disse, referindo que "já começou" o processo de certificação da infra-estrutura aeronáutica.

A ANA e o Instituto Nacional de Aviação Civil (INAC) já estão a avaliar "as condições necessárias para habilitar as infra-estruturas militares" da BA11 "à operação civil", explicou.

De acordo com Rui Oliveira, já estão "programadas" entre a ANA e a FAP "as acções necessárias" para "estabelecer os acordos técnicos", que vão regular a actividade operacional e definir as taxas do aeroporto de Beja, através do uso das pistas da BA11, com vista a "viabilizar a operação civil e militar".

As duas empresas estão a desenvolver "um trabalho conjunto" para "habilitar a transferência" para a ANA dos bens afectos à actividade desenvolvida pela EDAB no aeroporto de Beja, disse.

Rui Oliveira disse também que a ANA prossegue contactos com "entidades e operadores ligados ao sector do turismo" e "diversos agentes económicos ligados à actividade de transporte aéreo" para "estabelecer acordos com vista à implementação de negócios" no aeroporto de Beja.

Através de um despacho, o anterior Governo atribuiu à ANA poderes para "promover a obtenção da certificação da infra-estrutura aeronáutica", "celebrar os acordos técnicos" com a FAP e "assumir as obrigações e assinar os contratos necessários ao funcionamento" do aeroporto de Beja, designado no documento como "Terminal Civil de Beja".

No despacho, o Governo atribuiu também à ANA poderes para "coordenar e assegurar" a "abertura da operação" do aeroporto de Beja "no prazo e nos termos que vierem a ser definidos pelo Governo".

sábado, 28 de novembro de 2009 - 06h08
in
Correio Alentejo

Deputados socialistas apostam num mandato de proximidade

Os deputados socialistas Luís Ameixa e Conceição Casanova reforçaram o seu empenho em defender os interesses do Baixo Alentejo e deram garantias dos projectos estruturantes para o desenvolvimento da região. Os deputados apostam num mandato de proximidade.

Os deputados do Partido Socialista eleitos por Beja, Luís Ameixa e Conceição Casanova, apresentaram na segunda-feira os termos e iniciativas que serão desenvolvidos no seu mandato. O objectivo foi reafirmar, perante a população, o empenho de representar os interesses do Baixo Alentejo, em conformidade com o programa eleitoral que foi sufragado, e a vontade de satisfazer os interesses do País nos termos da Constituição da República Portuguesa.

Os eleitos pelo PS recordaram que "o compromisso do novo governo inclui a concretização dos investimentos públicos e o aproveitamento pleno dos grandes projectos de desenvolvimento para a região" e, neste sentido, afirmaram que "recentemente o primeiro-ministro, José Sócrates, esteve presente nas obras da nova auto-estrada Sines - Beja e, aí, reafirmou também o compromisso do Governo com os projectos do aeroporto de Beja e do Alqueva agrícola".

Referindo-se ao antigo denominado IP8, agora auto-estrada Sines - Beja, Luís Ameixa disse que "esta obra é muito importante" e que "a decisão do Governo em realizar esta ligação de Beja por auto-estrada e de investir centenas de milhões de euros é decisiva para o futuro da região".

Relativamente ao contrato da concessão rodoviária Baixo Alentejo [cujo visto prévio foi recusado pelo Tribunal de Contas], Luís Ameixa referiu: "Vivemos num país democrático e tem de haver transparência em todos os processos institucionais e em todos os investimentos. Tem de haver o cumprimento de todas as regras". E garantiu: "A determinação política, da parte do Governo, de realizar esta obra mantém-se integral. Não há nenhum baixar de braços. Vamos continuar com a obra, de acordo com as leis. Queremos que ela se concretize o mais rápido possível, para o desenvolvimento de Beja e do Baixo Alentejo".

O aeroporto de Beja é considerado uma das obras estruturante para o progresso da região e, segundo o deputado socialista, "a entrega da exploração do aeroporto à empresa ANA foi decisiva". Quanto ao funcionamento da estrutura, Luís Ameixa acredita que, "em breve, o aeroporto terá as condições necessárias para começar a operar". Conceição Casanova reforçou a ideia e lembrou que "o primeiro-ministro mencionou, aquando da discussão do programa do Governo na Assembleia da República, o aeroporto de Beja" e que, deste modo, "não existe, em relação a este assunto, nenhum motivo para a intranquilidade".

A regionalização também foi alvo de análise e para os deputados socialistas, "é necessário verificar se existe na sociedade portuguesa, designadamente no âmbito político, um consenso suficientemente forte para que o processo possa fazer-se com sucesso".

Os deputados socialistas apostam num mandato de proximidade com as pessoas e as instituições do distrito e, neste sentido, vão ser desenvolvidas iniciativas permanentes de visitas a entidades, de deslocações aos concelhos e de audições temáticas. Durante as visitas, os socialistas reservarão também um período de atendimento aos cidadãos locais. Os deputados disponibilizam, ainda, um gabinete de atendimento, que funcionará, todas as primeiras segundas-feiras de cada mês, entre as 10 e as 12 horas, nas instalações do Governo Civil do Distrito de Beja. Os eleitos para a Assembleia da República poderão ser também contactados, através de carta ou por correio electrónico.

Jorge Pulido Valente novo presidente da AMBAAL



Jorge Pulido Valente foi eleito presidente do Conselho Directivo da Associação de Municípios do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral (AMBAAL) substituindo João Rocha.

Jorge Pulido Valente, presidente da Câmara Municipal de Beja (PS) é novo presidente do Conselho Directivo da Associação de Municípios do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral (AMBAAL) substituindo João Rocha. A reunião da Assembleia Intermunicipal da AMBAAL realizou-se na sexta-feira e para além do edil bejense fazem parte daquele órgão, os municípios de Mértola (PS), Serpa (CDU), Vidigueira (CDU) e Almodôvar (PSD).

O edil bejense refere que houve “um consenso geral na escolha dos órgãos da associação”, estando representadas “todas as forças políticas” autárquicas eleitas no Baixo Alentejo e Litoral.

Jorge Pulido Valente revelou que a primeira reunião do Conselho Directivo realiza-se na quarta-feira, visando discutir e despachar “os assuntos mais urgentes”, assegurando que o assunto Diário do Alentejo “não será discutido”, nesse encontro.

No que diz respeita à Mesa da Assembleia Intermunicipal, esta vai ser presidida pela autarquia de Santiago do Cacém (CDU), sendo a vice-presidência da responsabilidade do município de Odemira (PS), enquanto que Sines (Independentes), ficará encarregue do lugar de secretário.

São Barnabé é a “capital” do medronho e dos cogumelos



A aldeia de São Barnabé, no concelho de Almodôvar, recebe este fim-de-semana, dias 28 e 29, a terceira edição da Feira do Cogumelo e do Medronho.

Promovida pela Câmara de Almodôvar, a iniciativa, “acima de tudo, promover a valorização de dois dos produtos endógenos mais peculiares do concelho”, sublinha Rui Santana, da autarquia.

Do extenso programa previsto para estes dois dias, destaque para os workshops que irão ocorrer em torno da temática.

População recuou no Alentejo em 2008


O Instituto Nacional de Estatística (INE) sublinha, no Anuário Estatístico Anual, que “a população residente em Portugal, em 31 de Dezembro de 2008, foi estimada em 10 milhões 627 mil 250 indivíduos, o que significou um aumento de 0,09% face ao valor estimado para o ano anterior, significando uma quase estagnação”.

O Alentejo e o Centro foram as únicas regiões que registaram um decréscimo populacional, face a 2007. No Alentejo a quebra atingiu os 0,51% e no Centro os 0,11%. As regiões do Algarve e de Lisboa foram, por outro lado, as que conheceram um maior crescimento populacional. A taxa de crescimento efectivo no Algarve foi de 0,86% e em Lisboa de 0,39%.

Em matéria de criminalidade, o INE frisa que as menores taxas verificaram-se nos municípios do Interior das regiões Centro e Alentejo e ainda em alguns municípios da Região Autónoma dos Açores.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Apresentação do projecto do Parque Eólico de Mértola




A Câmara Municipal de Mértola promove no próximo dia 2 de Dezembro, às 15h30, no Cine-teatro Marques Duque a apresentação do projecto do Parque Eólico de Mértola.

O Projecto será apresentado pelo consórcio liderado pela ENEOP – Eólicas de Portugal S.A. A concretização deste investimento no concelho de Mértola reveste-se da maior importância para o seu desenvolvimento, na área das energias renováveis, e é fruto de intenso trabalho neste âmbito.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Música Antiga da Renascença e do Barroco em Mértola

Integrado no projecto “ORALIDADES”, no programa do Mês da Música e no Circuito de Música Antiga da Renascença e do Barroco terá lugar no dia 28 de Novembro de 2009, pelas 21h30, na Igreja Matriz de Mértola, um concerto pelo Grupo Vocal Trítono. Este grupo trará consigo a riqueza das sonoridades vocais e instrumentais dos séculos XVI e XVII e interpretará peças de cariz religioso ou com carácter profano, oriundas da Península Ibérica.

O Grupo, oriundo de Évora, é dirigido pelo Maestro Octávio Martins.

Integrados no mesmo programa terão ainda lugar dia 5 de Dezembro, pelas 21h30, um Concerto no Museu de Arte Sacra com a Companhia Alforge de Idanha-a-Nova, dia 13 de Dezembro, pelas 16h00, na Igreja Matriz um outro Concerto pelo Grupo Resonet de Ourense, Galiza, Espanha, e para encerrar o programa a 19 de Dezembro pelas 21h30 o Grupo Gukulari Ensemble de Birgu, Malta, apresenta-se no Cine-Teatro Marques Duque.

Curso de Observação de Aves


VII Encontro de Empresários


Semana do Voluntariado




Musica no Alsafir


quinta-feira, 19 de novembro de 2009

“Noite de humor livre” no Marques Duque


O Cine-teatro Marques Duque em Mértola recebe no dia 21 de Novembro, sábado, às 21h30, um espectáculo de Stand Up Comedy com Rui Xara, intitulado “Noite de humor livre”.


Este espectáculo dirige-se a maiores de 16 anos e a entrada é gratuita.

Feira do Livro de Mértola e Cidades de Tradição Oral aliciam leitores

Começa no próximo dia 21 de Novembro, sábado, no salão Nobre dos Bombeiros de Mértola mais uma edição da Feira do Livro de Mértola, uma iniciativa da Autarquia que tem este ano como principal novidade a parceria com o projecto oralidades, que traz a Mértola “Cidades de Tradição Oral” que inclui contos tradicionais, teatro, dança, expressão plásticas e outras actividades dos países que integram este projecto.

A Feira do Livro de Mértola que se realiza antes do Natal é sempre uma oportunidade para comprar presentes e assistir a diversas iniciativas culturais abertas ao público. Este ano, com o projecto Oralidades, estão programados espectáculos com os parceiros vindos de Évora, Idanha-a-Nova, Birgu (Malta), Sliven (Bulgária), Ourense (Espanha) e Ravena (Itália).

Na feira decorrem também outras acções como a apresentação do livro “A aventura da escrita”, a entrega dos prémios do concurso de conto e poesia, no dia 24, e a apresentação da obra “Uma noite não são dias”, no dia 25 com a presença do autor Mário Zambujal.A Feira do Livro de Mértola pode ser visitada até dia 27 de Novembro.

Clique aqui para aceder ao Programa.

in
Site da CMMértola

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Pintura de Vitor Moinhos na Casa das Artes

Está patente ao público na Casa das Artes Mário Elias, até dia 27 Novembro, a exposição de Pintura de Vítor Moinhos. As duas dezenas de pinturas seleccionadas e organizadas pelo artista, na sua maioria em acrílico sobre tela, vão desde o abstracto até ao figurativo, tendo como nota dominante a vivacidade da cor e o movimento que transmitem.

Todas as obras expostas podem ser adquiridas pelo público. A exposição pode ser visitada de segunda a sexta, das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

S.Martinho