quarta-feira, 4 de junho de 2008

Festas da Vila 2008 - Cabeças de Cartaz

GNR

Corvos
José Cid

Divulgaremos o programa completo logo que disponivel

Descida do Guadiana nas Festas da Vila


Inaugurado novo Centro Educativo de Santana de Cambas


Em Setembro os alunos da Freguesia de Santana de Cambas iniciam o ano escolar no recém-inaugurado Centro Educativo, um espaço renovado que oferece todas as condições para a prática de um ensino de qualidade. A cerimónia de inauguração decorreu a 2 de Junho e contou com a presença dos futuros utilizadores da escola e de dezenas de populares que aproveitaram a ocasião para conhecer as várias valências do Centro.

O novo Centro Educativo de Santana destina-se ao ensino de alunos do pré-escolar e do primeiro ciclo e é composto por salas de aula, sala de convívio, uma cozinha e um amplo recreio com equipamentos infantis e um campo de jogos.

Na inauguração do espaço, a Câmara Municipal de Mértola distribuiu livros às crianças, com a particularidade de não serem só livros de contos infantis, estes têm também impresso uma foto dos alunos.
Em breve, o Municipio irá inaugurar os Centros Educativos de Penilhos, S. Miguel do Pinheiro e Algodôr.

3º Encontro de Poetas Populares na Mina de S.Domingos


Voluntariado para as Florestas - Inscrições abertas

Estão abertas as inscrições para o programa “Voluntariado Jovem para a Floresta”, uma iniciativa do Instituto Português da Juventude em parceria com a Câmara Municipal, cujo objectivo é garantir a vigilância fixa e móvel da floresta com a colaboração de jovens entre os 18 e 30 anos.

As actividades diárias são de cinco horas e meia em pontos fixos ou através de vigilância móvel motorizada. Cada jovem recebe uma compensação financeira de 12€, além do equipamento necessário. O programa decorre de 16 de Junho a 30 de Setembro.

As inscrições podem ser formalizadas na Câmara Municipal ou nas Junta de Freguesia da área de residência até dia 31 de Agosto.

Voto de louvor a José Mattoso


Um voto de louvor em homenagem e agradecimento ao professor José Mattoso, foi aprovado pelo Câmara Municipal, complementando assim a homenagem de que foi alvo numa iniciativa do Campo Arqueológico de Mértola com a colaboração do Município.

Com a aprovação deste voto, a Autarquia manifesta publicamente o seu agradecimento ao professor Mattoso, que doou ao Campo Arqueológico a sua casa na Horta da Malhadinha e a sua biblioteca, o que se reveste de maior importância para o CAM, mas também para o Municipio de Mértola.

Câmara clarifica protocolo com a Cooperativa de Habitação


A Câmara Municipal de Mértola aprovou por unanimidade uma adenda ao protocolo celebrado com a cooperativa de habitação Coophecome, com o objectivo de definir com clareza os direitos e deveres de ambas as partes.

Neste documento é estipulado que a Câmara Municipal garante o pagamento das despesas com os projectos, quer das infra-estruturas, quer das habitações, e a empreitada de execução das infra-estruturas, cujo valor total estimado é de 1.575.369,58 €. O município compromete-se também a disponibilizar os terrenos para a totalidade do loteamento, aos quais é atribuído o valor de 268 mil euros.

A Coophecome fica incumbida de pagar à Autarquia, após a construção das habitações, o valor de 482.494,15€ referente aos custos das infra-estruturas específicas de cada lote. A cooperativa compromete-se a efectuar a construção das habitações num prazo máximo de três anos, após o início da sua construção.

Doação de terrenos na Mina de S. Domingos


Ao abrigo do acordo existente entre a La Sabina, Sociedade Mineira e Turística S.A. e a Câmara Municipal, aquela empresa doou ao Município equipamentos e espaços públicas na Mina de S. Domingos

Os referidos espaços públicos na Mina de S. Domingos incluem as ruas, o jardim e outros espaços de utilização colectiva num total de 52,45 hectares. Após a transferência destes espaços o Município poderá concluir alguns dos investimentos previstos na localidade, nomeadamente a construção de anexos habitacionais, medidas sociais e embelezamento das zonas urbanas, permitindo assim que os seus habitantes tenham melhores condições de vida e ao mesmo tempo prosseguir na política de investimento que a Autarquia vem concretizando.


A transferência das áreas públicas do Pomarão será efectuada posteriormente, uma vez que a construção da ponte internacional irá provocar impactos acrescidos na localidade, o que implica a reorganização dos espaços.